Costa Amalfitana: Guia prático de Positano

Positano, a mais charmosa das cidades suspensas da Costa Amalfitana, combina um mar azulado com conjunto de edifícios de cair o queixo. Nesse post divido com vocês dicas do que ver e fazer na cidade, e o que achamos de visitar a cidade fora de temporada. Vem comigo?

tudo sobre Positano, na costa amalfitana

Nesse post você encontrará:

[Clique no item acima para ir direto aponto, ou se preferir, leia o post todo ;)]

O que fazer em Positano

Passear pelo centrinho da cidade

O centro de Positano é uma graça. Para desbravá-lo, você terá que encarar as inevitáveis e implacáveis escadarias da cidade. Pelo menos as vistas servem de consolo!

O centrinho é formado por um zigue-zague de ruas apertadas, muitas delas sem uma boa calçada, aqui vale ter bastante cuidado com os carros que passam com velocidade sem noção e sem o mínimo cuidado com os pedestres. Deixando as ruas de lado, a melhor forma de se aventurar pela cidade é descobrindo o labirinto de escadarias que cortam as principais avenidas e que te levam para (quase) qualquer lugar. As escadas estão repletas de lojinhas (tem de tudo, de loja de presentes a joalheira), restaurantes e sorveterias.

Positano
Igreja de Santa Maria Assunta vista da Praia

Duas paradas imperdíveis são:

  • Igreja Santa Maria Assunta: uma cúpula bem colorida que pode ser vista de qualquer canto da cidade. Por dentro, a igreja é bem mais sóbria que sua cúpula colorida, mas repleta de ornamentos dourados, um altar caprichado e um órgão para lá de bonito.
  • Palazzo Murat: Pertinho da igreja, um corredor de paredes brancas coberto de primaveras rosa choque te leva ao Palazzo Murat, uma Villa nobre hoje convertida em hotel 5 estrelas que tem jardins muito bonitos. O hotel abre de abril a outubro e vale a visita nem que seja para tomar um drink.
Positano
Parte interna da Igreja de Santa Maria Assunta

As praias de Positano

No verão Europeu (entre junho e agosto) Positano se converte em um dos destinos Italianos mas cobiçados, as praias se enchem de gente bonita vinda de todos os cantos do mundo, Yates particulares e barcos pouco modestos que trazem enxurradas de turistas vindos de Napolis, Capri e outros destinos cercanos.

Os restaurantes põe mesinhas na calçada, espreguiçadeiras na areia e muitos drinks passando para lá e para cá. As espreguiçadeiras são cobradas (a primeira fileira, que geralmente se esgota cedo, custa mais caro que as de mais) à parte, e costumam ter uma rotatividade BEM baixa.

Positano tem duas praias:

Spiaggia Grande:
A principal praia da Positano, e também a mais animada. É daqui que saem os passeios de barco para a Capri e por outros lugares na Costa Amalfitana.

Positano
Spiaggia Grande – Positano

Spiaggia di Fornillo
Um pequeno caminho pelas montanhas, o Via Positanesi d’America
(do lado direito da torre de defesa) te levará a Spiaggia di Fornillo, uma praia um pouco mais escondida e cheia de charme. Fora de temporada a Spiaggia di Fornillo é quase um deserto.

Positano
Spiaggia di Fornillo – Positano

Praias de Positano fora de temporada
Fiquei um pouco decepcionada com a falta de cuidado com as praias fora de temporada, a Spiaggia Grande estava cheia de entulho, barcos largados de qualquer jeito e até um pouco de sujeira na areia. A Spiaggia di Fornillo estava ainda pior, a minha impressão é que tocou o “sino de final de recreio” (no caso final de temporada) e a galera debandou deixando tudo do jeito que estava. Meio deprimente ver como os cenários são montados para promover o turismo e em seguida abandonados.

Positano
Baixa temporada em Positano

Além dessas duas praias mais óbvias e fáceis de chegar, a cidade tem uma terceira praia acessível por trilha ou por mar (via barco).

Via Positanesi d’America

E pra fechar minha sugestão de passeios pela cidade, o caminho mais lindo da cidade (e possivelmente de toda a Costa Amalfitana), o Via Positanesi d’America. Um trechinho que ligas as duas principais praias da cidade. Para chegar lá, desça até a Spiaggia Grande e vire à direita sentido a torre de defesa de cidade. Um conjunto de degraus de pedra te levará até este caminho charmoso, repleto de pequenos pinheiros e até uma gruta. Vistas lindas das duas praias são um bonus do passeio.

Positano
Vista da Via Positanesi d’America

Outras possibilidades:

Além disso a região tem uma série de trilhas, passeios de barco e passeios pelas cidades vizinhas. Nós optamos por ficar no centro da cidade curtindo e relaxando sem grandes planos.
Positano no inverno

Positano no Mapa

Quando ir?

Para ver e viver a Costa Amalfitana em pleno funcionamento o ideal é fazer esta viagem entre a primavera e o comecinho do outono Europeu, ou seja, entre maio e setembro (talvez o comecinho de outubro ainda dê para arriscar, mas você corre o risco de pegar muita coisa fechada. E fecha mesmo.)

Julho e Agosto são alta temporada na Europa e a Costa Amalfitana costuma ficar extremamente cheia e cara. Os hotéis ficam lotados, e os estacionamentos que são BEM limitados não dão conta do número excessivo de pessoas. Isso sem falar do trânsito absurdo na saída de Nápoles e da multidão sem precedentes que invade Capri. Em resumo, eu não iria para a Costa Amalfitana em Julho ou Agosto de jeito nenhum.

Positano no Inverno Europeu

Visitamos Positano no comecinho de dezembro, baixíssima temporada, e a cidade estava praticamente vazia. 90% das lojas e restaurantes estavam fechados, mas ainda sim ficamos encantados com o conjunto e curtimos muito a experiência. As praias de Positano não são tão lindas quanto as brasileiras e não chegam nem aos pés das praias do Caribe, ou da Tailândia mas o conjunto quase cubista dos prédios empilhados nas encostas contrastados com o azul profundo do oceano, me fizeram suspirar alto.

Positano
Dia Nublado de Inverno em Positano

E o frio?
Pelo jeito ficou na Toscana! Pegamos dias com clima bem ameno. Um pouco mais nublados do que gostaríamos, mas faz parte do risco de quem viaja no inverno. Num dos dias, o tempo amanheceu tão lindo que passamos a manhã na praia, com direito a mergulho nas águas geladas do mediterrâneo (que repito, estavam geladas!) .

Positano
Spiaggia Grande na baixa temporada: quase um deserto!

Demos sorte com o tempo, e que esse calor não é a regra para quem visita a região no inverno, mas para quem topa arriscar um pouco, e não se importa em encontrar as cidades quase desertas acho que o risco pode valer a pena. No nosso caso valeu. Mas definitivamente não é a melhor estação para visitar a Costa Amalfitana, e se você puder escolher, fique com destino mais preparados para o inverno, a Toscana é SEMPRE uma boa pedida e Roma continua divertida e interessante mesmo no inverno.

Quantos dias?

Ficamos 4 noites na Costa Amalfitana ( 1 em Amalfi, 2 em Positano e 1 em Sorrento) + 1 noite em Capri. Fora de temporada, e sem planos de passar o da todo na praia, tá mais do que bom! Talvez uma noite a mais em Capri tivesse sido ideal.

Pra quem tem menos tempo, tente passar pelo menos duas noite na região e concentre-as em uma única cidade. Positano é uma excelente pedida, e na minha opinião, a mais linda das cidades da Costa Amalfitana. Também amei Amalfi, e passaria fácil dois dias por lá. Quanto a Ravello, achei ok. Não acho que a subida valha a pena não.

Onde se hospedar: Dica de hotel em Positano

Ficamos hospedados no Hotel L’Ancora, que fica numa das principais ruas de Positano a “Via Cristoforo Colombo” no alto da colina bem de frente para a praia grande. Adoramos a localização, e recomendamos bastante. Gostamos pelo fato de ser fácil de acessar de carro e a pé. Estávamos perto da praia e do burburinho do centro sem ter que encarar uma subida gigantesca (sim, estávamos na subida, mas perto de outros hotéis de Positano, estávamos para lá de bem localizados.

Positano
Positano vista do nosso quarto

Da varanda do quarto tínhamos vistas lindas para o mar, para uma das encostas da cidade e no fundo a antiga fortificação da cidade.

Escolha um quarto com varanda

E falando em varanda, essa talvez seja uma das dicas mais importantes desse post. Ficar num quarto com varanda me custou 20 ou 30 euros mais caro, mas valeu cada centavo! Curtimos nossa vista do nascer ao pôr do sol, e na real a vista e o mar são 70% da experiência na cidade. Vale o investimento!

Positano
E sente só o pôr do sol!

Onde comer?

Com a baixa temporada, tivemos pouquíssimas opções de restaurantes abertos, a maior parte deles muito mais turística do que eu gostaria. Assim, tenho apenas duas dicas para dividir:

  • La Pergola: Um restaurante BEM turístico e de frente para a praia. Comemos uma salada capresi deliciosa (peça com mussarela bufala – caso contrário você receberá uma mussarela com leite de vaca) e um bife a milanesa com batatas fritas. De sobremesa, eles tem uma seleção de relatos BEM caprichada. Provamos o de limão e estava incrível!
  • Pizzaria (Viale Pasitea – Dentro do estacionamento central): essa pizzaria escondida tem pizzas ótimas, não consigo me lembrar o nome do lugar de jeito nenhum, mas é só buscar o estacionamento central que você a encontrara.

Guia do viajante: para saber antes de viajar:

Como chegar?

Positano fica a pouco menos de 60 Km de Nápoles numa estrada repleta de curvas. O trajeto leva cerca de 1 hora e meia. Para chegar lá você pode pegar um ônibus de linha da SITA (prepare-se para filas e BASTANTE perrengue durante a alta temporada) alugar um carro ou pegar um trem até Sorrento (Pegue o trem Roma – Nápoles (de 1:40 – 2:40 dependendo do trem) + trem da linha Circuvensiana até Sorrento (1:07 – Esses trem são locais, espere zero de luxo e um pouquinho de perrengue + Ônibus da SITA ou barco).

Dirigindo na Costa Amalfitana

A estrada que liga Nápoles à Costa Amalfitana é linda porém caótica, curvas apertadas, Italianos em velocidade sem noção e ônibus um tanto maiores que a capacidade da estrada, tornam o percurso um tanto mais emocionante que o necessário. Ainda assim recomendo o aluguel do carro. Ter a flexibilidade de fazer tudo do seu jeito e no tempo que você quiser, é sempre a melhor opção. Na alta temporada, calcule um tempo de trajeto ainda maior e um fluxo mais alto de veículos.

Positano
Estrada da Costa Amalfitana

Positano

Estacionamento

Sempre que possível tente reservar um hotel com estacionamento, ou com algum esquema fechado com estacionamento local. As cidades são pequenas, e o número de vagas é MUITO limitado. Para estacionar na rua, colecione moedas e não se esqueça de pagar o valor na maquininha e colocar o ticket com o pagamento no parabrisa do carro.

Bagagem no carro: Atenção!

E antes que eu me esqueça, não deixe ABSOLUTAMENTE nada exposto no seu carro, infelizmente o sul da Itália não é o lugar mais seguro do mundo e os furtos de carro são bem comuns.

Prepare-se para caminhar

Já te contei das infames escadarias de Positano? Então prepare-se! A cidade não foi feita para circular de carro, o ideal é se hospedar num lugar central o bastante para que você só tenha que dirigir na chegada e na saída. E sim, infelizmente as escadas são a melhor forma de se locomover pela cidade.

Positano
Positano vista do alto: haja degrau!

E aí curtiu as dicas?

Alguém aí já foi para Positano e quer dividir com a gente o que achou?

Outros blogs com boas dicas de Positano:

Veja também – Outros posts do Ideias na Mala na Itália

Milão:

Florença

Roma

E para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, siga nosso instagram!

This error message is only visible to WordPress admins

Error: No connected account.

Please go to the Instagram Feed settings page to connect an account.

Planeje sua viagem

Matérias Relacionadas

Comentários (13)

Oi Mari, estou planejando minha viagem pra Roma e Costa Amalfitana e minha maior dúvida é o numero de dias na Costa Amalfitana, vejo na internet que as pessoas ficam por lá entre 3 e 4 dias, porém eu deixei 6 noites e agora estou até preocupada pq está me parecendo muitos dias; minha idéia é ficar umas 3 noites em Capri (pra curtir só a ilha) e 3 noites em Positano onde visitaria Amalfi, Ravello e talvez Sorrento. Será que é um exagero? Pq de repente posso diminuir uma noite e ficar e Roma onde programei 4 noites… O que vc acha? Muito obrigada!

Oi Márcia,
Não acho um exagero não. Se não me engano passei 5 (2 em Positano, 1 amalfi, 1 capri e 1 Sorrento). Senti falta de mais um dia em Capri.
Beijos

[…] Positano: Guia Prático para visitar a cidade […]

Oi Mari! Mandei uma msg pra você no insta lembra? Então, estou pensando em mudar de planos. Além dos finais de semana que terei livres em Dublin vou passar 6 dias á mais para passear antes de retornar ao Brasil. Tenho muita vontade de conhecer 3 países, França(Paris) Amsterdam e um pouco da Itália.
Então pensei, entre o dia 02/06 até o dia 30/06 ir a Paris e em outro ir a Amesterdam, já que estava pensado em fazer essa rota de trem e iria me dar muito trabalho de ter que voltar após isso pra pegar o avião. Então resolvi fazer esses dois em finais de semana alternados e deixar os 6 dias pra conhecer a Itália. Roma, Florença e o que mais você me indicar. Rsrs! Você que tem bastante experiência no assunto, o que você acha melhor eu realmente fazer? Como é minha primeira viagem estou muito perdida. Um beijo Mari.

Oi Natália,
Com 6 dias eu se fosse você ficaria pelo menos 3 em Roma (veja minha sugestão de roteiro aqui), dois dias inteiros em Florença e no terceiro dia você pode fazer um bate e volta de trem para Siena, Lucca, Pisa (eu não conheço) ou alguma outra cidade que você se anime na Toscana. Com tão pouco tempo, evite fazer deslocamentos exagerados.
Beijos e aproveite o intercâmbio

Muito boas dicas !

Deixe o seu comentário