O que fazer em Edimburgo: 17 principais atrações da cidade

Quer conhecer o melhor de Edimburgo, a capital da Escócia? Esse post é pra você! Aqui você encontrará 17 dicas do que fazer na cidade incluindo as principais atrações turísticas, um roteiro do Harry Potter e cantinhos menos óbvios porém muito especiais.

Para te ajudar no planejamento da viagem, também incluí dicas certeiras de onde ficar em Edimburgo, onde comer bem, como se vestir e muito mais. Pronto para se encantar com Edimburgo?

vista castelo de edimburgo
Castelo de Edimburgo visto do Princes Street Gardens

Nesse post você encontrará:

Onde ficar em Edimburgo na Escócia

O centro turístico de Edimburgo é relativamente pequeno e bem dividido entre a cidade antiga (Old Town), onde ficam os principais pontos turísticos da cidade como o Castelo de Edimburgo, a Royal Mile e o Palácio de Holyroodhouse; e a cidade nova uma área um pouco mais residencial e que tem vistas lindas para as montanhas.

Ambas as regiões são boas pedidas para se hospedar em Edimburgo e alguns dos melhores hotéis da cidade como o Virgin Hotels Edinburgh (☆ 8.5), InterContinental (☆ 8.5), Kimpton – Charlotte Square (☆ 8.8) e o Glasshouse (☆ 8.5) ficam nesse miolinho.

Para quem busca uma alternativa com melhor custo x benefício vale olhar o Adagio Apart Hotel (☆ 8.6), Holyrood Apart hotel (8.0) ambos bem localizados e bem práticos para famílias, ou os descolados Yotel (☆ 8.2 e mais de 11 mil avaliações!) e Cityroomz (☆ 7.8).

Topa alugar um apartamento?

Há opções lindas e super bem avaliadas como o Princess Street Suites que oferecem opções com 1, 2 ou 3 quartos, e o Edinburgh Castle Apartments.

O que fazer em Edimburgo

Rodeada de colinas e recheada de edifícios lindos e cheios de história, Edimburgo vai te receber ao som de gaita de fole – a famosa gaita escocesa – e com quatro estações do ano em um só dia. É difícil não se encantar pela beleza da cidade, que é simples de entender e de turistar.

Comece o passeio por Old Town, onde fica o famoso Castelo de Edimburgo, a atração mais visitada da Escócia, e um verdadeiro show de história e de vistas encantadoras. Em seguida vale percorrer a Royal Mile, visitando lojinhas e fazendo pequenas descobertas pelo caminho. Você vai passar pela Catedral de St. Giles e pelo Parlamento escocês antes de chegar ao imponente Palácio de Holyrood House.

pubs famosos em edimburgo
Pubs famosos em Edimburgo

Nos próximos dias vale visitar os museus de Edimburgo muitos deles são grátis e são fantásticos. Destaque para o National Museum of Scotland e para a National Gallery of Scotland. Assim que o sol brilhar vale subir ao Carlton Hill ou ao Arthur’s Seat (mais alto e mais desafiador, porém bem especial) para se encantar com as vistas de Edimburgo do alto.

Eu adoro fazer tour gratuitos à pé nas cidades, pois assim já tenho um resumo geral da história do local, aprendo sobre seus moradores e vejo seus principais pontos turísticos. Free tour por Edimburgo (em espanhol) é uma ótima opção para aprender sobre a história de Edimburgo e ver os principais pontos turísticos de perto em uma caminhada de 2h. Vale lembrar que o tour não entra nas atrações, apenas passa em frente.

Agora que já fiz um resumo das principais atrações de Edimburgo, vou detalhar cada uma delas e te ajudar a escolher o que faz sentido para a sua viagem. Vamos nessa?

Principais atrações de Edimburgo

  1. Castelo de Edimburgo
  2. Royal Mile
  3. Palácio de Holyrood House
  4. Catedral de St. Giles
  5. Parlamento escocês
  6. Princes Street Gardens
  7. Scott Monument
  8. Calton Hill
  9. Arthur’s Seat
  10. National Museum of Scotland
  11. National Gallery of Scotland
  12. Rose Street
  13. The Meadows
  14. Campus da Universidade de Edimburgo
  15. Grassmarket
  16. Harry Potter em Edimburgo
  17. Degustação de Whisky (The Scotch Whisky Experience)

Atrações que precisam ser compradas com antecedência

Antes de começar a falar sobre as principais atrações de Edimburgo, acho importante pontuar os lugares que merecem ser comprados com antecedência.

  • Castelo de Edimburgo: a atração mais visitada da Escócia. Ingressos avulsos são vendidos com antecedência no site oficial, mas você também pode optar por um tour guiado (em inglês) que vai te ensinar muito sobre a visita.
  • Palácio de Holyrood House: Uma das residências oficiais do Rei Charles só pode ser visitada quando a coroa britânica não está por lá. A visita é MUITO legal, mas sem ingressos antecipados a fila fica insana.
  • The Real Mary King’s Close: Uma atração subterrânea cheia de história. Quem entende bem inglês vai adorar a experiência.
  • Degustação de Whisky (The Scotch Whisky Experience): Uma experiência bem legal, mas com vagas limitadas.

Lembrando que meu critério para recomendar atrações com antecedência é:

  • Economia de dinheiro, sempre que algo é mais barato com antecedência, não tem o que pensar;
  • Economia de tempo, ninguém merece passar horas das férias na fila. Muitas vezes vale a gastar 1 ou 2 Euros a mais para evitar uma espera terrível;
  • Atrações que esgotam: muitos lugares tem vagas limitadas e são disputados. Nesse caso ingressos antecipados são essenciais.

1. Castelo de Edimburgo

Comecei minha visita à cidade pelo Castelo de Edimburgo e se fosse você faria o mesmo. A atração turística mais visitada da Escócia é um livro de história recheado de capítulos interessantes e de edifícios que trocaram muitas vezes de mãos ao longo dos séculos.

o melhor de edimburgo
Castelo de Edimburgo

Lá dentro está a capela de Santa Margarita, o edifício mais antigo de Edimburgo, e a impressionante sala de joias da coroa, não é permitido fotografar, mas já adianto, seu queixo não vai parar no lugar.

A visita é longa, interessante e é você quem escolhe o que quer visitar. Além da capela e das joias da coroa, visitei o museu do exército, o cemitério de cães, o memorial de guerra e a prisão. Também gostei muito das vistas, o castelo fica no topo de uma das colinas da cidade, sobre um antigo vulcão extinto, e vai te dar um gostinho bem especial do seu roteiro em Edimburgo.

que fazer em edimburgo
dentro do Castelo de Edimburgo

Se você tem um inglês bom e quer aprender detalhes sobre o castelo e sua história, recomendo esse tour guiado de 1 hora e meia que já pode ser comprado com os ingressos. Ele vai te dar uma geral dos principais edifícios e muitas curiosidades.

Reserve aqui seu tour guiado pelo Castelo

Quer ter uma vista icônica do Castelo de Edimburgo? Dê uma passada no Starbucks que fica bem na princess street (endereço: 120 Princes St, Edinburgh), compre um café e vá direto para o 2° andar. Lá você vai encontrar uns janelões de vidro e poderá curtir uma vista linda do Castelo, quanto aprecia seu café!

2. Royal Mile

A Royal Mile ou milha real é uma rua de uma milha em Edimburgo na Escócia, que liga o Palácio de Holyroodhouse ao Castelo de Edimburgo. Uma rua super animada e bem turística, com vários cafés, pubs, hotéis, restaurantes e claro, monumentos históricos.

Uma curiosidade a respeito do nome da rua: na verdade o seu comprimento é de 1.814,2 metros, o que dá origem a uma medida chamada de milha escocesa.

que conhecer em Edimburgo
Royal Mile

A rua existe desde os tempos da Idade Média, já que foi feita para dar acesso ao Castelo de Edimburgo e ficava dentro de seus muros. Naquele tempo ela era muito menor indo apenas até a St. Mary Street.! No ponto onde a rua acabava existe um pub chamado The World’s end (Endereço: 2-8 High St, Edinburgh EH1 1TB, Reino Unido), já que muitas pessoas acreditavam que após a muralha era o fim do mundo. Hoje ela é considerada Patrimônio Histórico.

A Royal Mile é dividida em cinco partes: CastlehillLawnmarketHigh StreetCanongate e Abbey Strand. Castlehill é o pedaço da rua mais próximo ao castelo e portanto o trecho mais antigo da cidade, já Lawnmarket começa no The Hub e vai até a Bank street e é um trecho cheio de lojas de souvenirs vendendo as famosas kilts (saias escocesas) e cashmeres.

A High Street é onde está localizado a maioria dos pubs e restaurantes, além da famosa Catedral St. Giles. O fim dela é na St. Mary Street. Canongate era uma vila até 1856 e havia uma muralha que a separava de Edimburgo, hoje ela começa na St. Mary Street e vai até a Horse Wind praticamente em frente ao Palácio de Holyroodhouse. E por último a Abbey Strand e o trecho que conecta o Parlamento Escocês ao Palácio de Holyroodhouse.

Os famosos becos da Royal Mile

Por toda a Royal Mile é possível ver várias plaquinhas com a palavra close (beco em português) por exemplo Semple’s Close, Fisher’s close, mas o que isso significa? Close eram propriedades privadas nas quais os nobres moravam, contudo com o passar do tempo e a mudança da elite para New Town, esses becos foram ocupados pelas populações mais pobres e eles viraram verdadeiros cortiços.

Mary King’s Close é o mais famoso deles e é conhecido por ser assombrado pelos mais diversos fantasmas!!! Será que você vai conseguir ouvir o choro da Annie? O acesso a esse beco é feito exclusivamente pela empresa The Real Mary King’s Close, no tour você visitará alas, vielas e casas subterrâneas, em um ambiente úmido onde a população mais pobre da cidade morava. Os guias vão caracterizados e contam histórias reais de pessoas que viveram ali devastados pela fome e pela peste.

Confira os preços e reserve seu tour pelo Mary King’s Close

3. Palácio de Holyroodhouse

O palácio de Holyroodhouse (compre ingressos antecipados) é a residência oficial da monarquia Britânica na Escócia e um dos principais pontos turístico de Edimburgo., Ele foi fundado em 1128 como uma abadia, e anos depois, em 1503 foi construída a primeira residência pelo rei James I. Ao longo dos séculos XV e XVIII foram feitas diversas construções e reformas e, aos poucos, o local foi se transformando no palácio que conhecemos hoje. É uma palavra: é surreal!

o que ver em Edimburgo
Palácio de Holyroodhouse

Durante a visita ao palácio você irá conhecer as salas de cerimônia e os aposentos reais, inclusive os quartos da Rainha Mary – a Rainha dos Escoceses – que ficam localizados na torre. Outro cômodo famoso é a Grande Galeria, uma sala de 44 metros de comprimento decorada com quadros da realeza e de personalidades escocesas. As recepções oficiais ainda ocorrem nesse salão nos dias atuais.

Toda a visita possui um audioguia com 1h de explicação em diversos idiomas incluindo o português brasileiro, e a narração é ótima! Não é permitido filmar ou tirar fotos durante a visita, mas você sem dúvida irá registrar os melhores momentos na sua memória.

Ruínas da Holyroodhouse

Você também pode visitar as ruínas da abadia agostiniana e os jardins da propriedade que possui uma área chamada Physic Garden, um jardim com plantas medicinais e ervas comestíveis que existe desde o século XVII.

The Queen’s Gallery

The Queen’s Gallery ou a Galeria da Rainha é o local no qual há exposições periódicas do acervo real. São exposições de pinturas, fotografias, móveis e arte. A visita requer um ingresso adicional que pode ser comprado no site ou na bilheteria.

No momento a Galeria está fechada para manutenção com previsão de reabertura em 2024.

que fazer em edimburgo
The Queen’s Gallery

Ao final do passeio você pode sentar para descansar e tomar um chá da tarde, ao melhor estilo britânico, no Café at the Palace e aproveitar para dar uma passada na loja de souvenirs para levar uma lembrancinha especial.

Planeje sua viagem:

  • Endereço: Canongate, Edinburgh EH8 8DX, Reino Unido
  • Clique aqui para reservar sua entrada com antecedência e verificar o horário de funcionamento do palácio.
  • Importante: o local possui acessibilidade para pessoas com dificuldades de locomoção, surdos, cegos e pessoas autistas. Peça assistência a um staff caso seja necessário.

Reserve sua visita e compre ingressos para o Palácio de Holyroodhouse

4. Catedral de St. Giles

Também conhecida como High Kirk, a catedral foi fundada em 1120 como uma igreja católica sobre um antigo santuário do século IX. Após a igreja escocesa cortar os laços com o papa, a catedral se tornou protestante.

Ao longo dos anos ela sofreu diversas reformas, sendo a maior em 1385 após um incêndio provocado pelos ingleses. St. Giles é o padroeiro de Edimburgo e a catedral é considerada a igreja matriz do presbiterianismo.

A catedral abre todos os dias e você pode entrar e visitá-la. Durante minha visita, presenciei o ensaio do coral, a entrada era livre e todos podiam sentar e assistir. Fiquei quase 1h assistindo e foi muito emocionante.

que fazer em Edimburgo
Catedral de St. Giles

É possível fazer um tour guiado gratuito todos os dias às 10:30h e às 14:30h. Ele dura 45min e o guia conta diversas histórias sobre a fundação da igreja, as reformas e também te leva para conhecer a Thistle Chapel (Capela do Cardo) uma das partes mais importantes da catedral.

Outra possibilidade é fazer o audio tour, que é também um tour guiado que você acessa através do QR code no seu celular. Ele é pago, mas tem como vantagem você fazer em qualquer horário e no seu tempo. Ele dura 45min ou mais, depende da sua velocidade.

Veja no site oficial todas as informações atualizadas sobre a Catedral de St. Giles.

5. Parlamento escocês

O edifício foi inaugurado em 2004 em meio a críticas por conta do orçamento estourado, os atrasos da obra, e o fato do arquiteto não ser escocês e o design moderno demais para uma cidade com ares medievais como Edimburgo. Mais de 10 anos depois é que sua reputação começou a melhorar e o edifício passou a ser visto como uma obra prima arquitetônica.

que fazer em Edimburgo
Parlamento Escocês

As visitas ao Parlamento são todas gratuitas e você pode conhecer sozinho, fazer um tour guiado, assistir uma sessão do parlamento. Para conhecer o parlamento sozinho não é necessário fazer nenhum tipo de reserva, basta planejar sua visita para os dias e horários permitidos. Veja aqui as informações necessárias.

Para fazer um tour guiado é preciso agendar no site. Existe um tour de 45min e um de apenas 10min para que está com pouco tempo. Agende aqui.

Se você tem curiosidade de assistir alguma sessão do Parlamento é preciso agendar. Agende aqui.

O Parlamento escocês está localizado ao lado do palácio de Holyrood (Endereço: Edinburgh EH99 1SP, Reino Unido).

6. Princes Street Gardens

Localizado entre a Old Town e a New Town e com uma vista privilegiada do Castelo de Edimburgo na parte oeste, o Princes Street Gardens é um lugar lindo parasentar e descansar enquanto contempla a beleza do jardim integrada a paisagem urbana.

que fazer em Edimburgo
Castelo de Edimburgo visto do Princes Street Gardens

O parque é bem grande e no verão há muitas pessoas fazendo piquenique no local. No inverno, quando visitei a cidade, estava rolando uma feira de Natal (Christmas Market) muito gostosa. Nela turistas e habitantes de Edimburgo visitam as barquinhas decoradas com luzes natalinas e bebem vinho quente adocicado para se esquentar. Sabe aquela vibe gostosa?

Não deixe de visitar o elegante Floral Clock, o relógio de flores mais antigo do mundo. Ele foi plantado em 1903 e são utilizadas cerca de 30.000 plantas.

A fonte Ross também é um monumento que vale a pena dar uma olhada, pois ela fez parte da Grande Exposição de Londres em 1862.

7. Scott Monument

É um monumento histórico feito em 1846 para homenagear o escritor escocês Sir Walter Scott. Entre suas obras, a mais famosa é Ivanhoé. O monumento foi feito todo em estilo gótico, decorada com várias imagens das obras do autor e possui cerca de 60m de altura.

É possível chegar na sua parte superior após subir 300 lances de escada!! Não se preocupe, pois como são 4 pisos dá para você dar uma paradinha pra descansar e olhar a paisagem. O presente por tanto esforço é uma vista panorâmica da cidade, vale a pena!

No centro do monumento há uma estátua de Sir Walter Scott feita em mármore branco.

que fazer em Edimburgo
Scott Monument

Planeje sua viagem:

  • Endereço: East Princes Street Gardens.
  • Horário: aberto todos os dias das 10h às 15:30h. Ele fecha no horário do almoço: 12:30h às 13:45h
  • Aqui você tem todas as informações atualizadas do Scott Monument.

8. Calton Hill

Se você colocar o Edimburgo no Google Maps verá que na parte central tem duas montanhas, a mais alta delas fica ao lado do palácio de Holyrood, e tem vistas incríveis da cidade, ela se chama Arthur’s Seat, a segunda montanha, o Calton Hill é bem mais tranquilo de subir e fica bem pertinho da estação central da cidade. (Endereço: Calton Hill, Edinburgh EH1 3BJ, Reino Unido).

Chegando lá em cima, aproveitei para curtir um pouco a vista da cidade, tirar fotos dos monumentos e das construções ao redor que eram todas antigas, muitas delas de pedra. Lá de cima, sai uma caminhada chamada “Regent’s Walk” com uma vista privilegiada do Palácio de Holyrood e da cidade antiga.

Eu estava tão empolgada com as fotos que nem vi a nuvem cinzenta que chegou de supetão trazendo uma forte chuva de granizo e me fez passar por maus bocados no meio da trilha. O vento soprava tão forte que se tornou muito difícil caminhar contra ele. O gelo batia de frente na minha cara e não havia muito o que fazer a não ser correr até a única cobertura lá no alto, o Nelson’s Monument.

Ainda com a chuva, valeu a subida, a expeiência e as fotos lindas que pude registrar.

que fazer em Edimburgo
Monumento Nacional da Escócia

A experiência da Bia:

Eu fui em outubro a Escócia e tive a sorte de pegar somente dias de sol em Edimburgo (pena que a sorte não me acompanhou pelo resto do país.). Fui ao Calton Hill no final da tarde para conhecer e assistir ao pôr do sol. Quando chegamos não estava tão cheio, mas conforme o horário do sol se pôr foi se aproximando o local foi enchendo, porém não se preocupe pois há espaço para todo mundo!

Como chegamos um pouco antes fiz fotos com o Monumento Nacional da Escócia (acrópole), o Monumento Dulgald Stewart e o Monumento a Nelson, nesse último é possível subir até o alta da torre, mas eu não fui porque eram 170 degraus e eu já estava cansada de ter andando a cidade toda.

Assistir ao pôr do sol lá de cima foi muito bonito e emocionante! Eu super recomendo!!! Infelizmente o local não é indicado para quem tem dificuldades de locomoção pois tem uma subida íngreme.

que fazer em Edimburgo
Monumento Dulgald Stewart

9. Arthur’s Seat

Se você curte trilhas como eu, vale a pena separar um tempinho para conhecer Arthur’s seat, um vulcão que foi extinto a 350 milhões de anos e tem 251m de altitude, o que rende uma vista panorâmica de toda a cidade e se o céu estiver bem limpo é possível ver inclusive as Highlands (Terras Altas da Escócia). Um visual e tanto né?!

Ele fica dentro do Holyrood Park, um parque adjacente ao Palácio de Holyrood e a entrada é gratuita.

trilhas em edimburgo
Arthur’s Seat

A subida é considerada fácil, mas pode ser moderada se você não tem tanto condicionamento físico. O percurso até o topo tem 5km pode ser feito em 1h, um pouco menos ou um pouco mais, vai depender do seu condicionamento físico. O cume da montanha é rochoso e tem muita exposição ao vento, então não é recomendado ir em caso de mal tempo ou ventos muito fortes.

A trilha pode ser feita com crianças!

10. National Museum of Scotland

É o museu mais importante da Escócia, com um acervo enorme e diversas exposições permanentes e temporárias. Separe um tempo para passear no museu, pois são 6 andares de exposições e um rooftop que rende ótimas fotos da cidade. Caso você não tenha tanto tempo, selecione as áreas que mais te interessam visitar.

Há exposições sobre a História da Escócia, seu primeiros habitantes, os diversos reinados, a industrialização e pós-guerra. Também tem acervo sobre mundo animal, Antigo Egito, arte e etc. É aqui que a famosa ovelha Dolly, animal clonado a partir de uma outra ovelha adulta, está exposta empalhada.

Planeje sua viagem:

  • Endereço: Chambers Street, Edinburgh, EH1 1JF
  • Horário: todos os dias das 10h às 17h.
  • Entrada gratuita
  • Aqui você tem todas as informações atualizadas do museu.

11. National Gallery of Scotland

A galeria tem três edifícios distintos:

  • National Gallery: dedicada a arte antiga (Endereço: The Mound, Edinburgh, EH2 2EL).
  • Scottish National Portrait Gallery: dedicada a retratos (Endereço: 73 & 75 Belford Road, Edinburgh, EH4 3DR).
  • Scottish National Gallery of Modern Art: dedicada a arte moderna (Endereço: 1 Queen Street, Edinburgh, EH2 1JD).

Em todos eles a visita é gratuita! Se você gosta de arte é um programa fantástico, não deixe de aproveitar essa oportunidade.

Escolhi visitar o edifício de arte antiga, pois haviam alguns quadros que eu queria muito ver como um Velázquez e um Rembrandt. Passei uma duas horas no museu, visitei todas as salas e amei a experiência. É um desses lugares que merece ser visitado.

A Galeria Nacional é um edifício em estilo arquitetônico neoclássico e está localizado próximo a Princes Street em uma colina chamada The Mound. Possui 3 andares e guarda as pinturas de diversos artistas importantes como Ticiano, Rafael , Velázquez, Botticelli, Rembrandt, Monet, Cezanne ou Gauguin.

que museus visitar em edimburgo
Galeria Nacional da Escócia

Se você tem tempo, vale incluir o Portrait Gallery que fica em um dos edifícios mais lindos da cidade e foi o primeiro do mundo a ser construído especialmente para ser uma galeria de retratos. O edifício foi todo feito em arenito vermelho, em estilo neogótico e com influências góticas espanholas do século XIII, o que o torna um tanto incomum em meio a cidade de Edimburgo.

Ao sair da Galeria Nacional, você verá a sua frente uma maquete de pedra de Edimburgo bem bacana e vários pontos legais para bater fotos da cidade. Aproveite!

Aqui você tem todas as informações atualizadas das três Galerias.

12. Rose Street

Inclua um passeio pela Rose Street – paralela a Princes Street – na sua lista do que fazer em Edimburgo. Essa é uma rua repleta de lojas e pubs bacanas, um lugar super agradável para caminhar.

13. The Meadows

O The Meadows (Endereço: Melville Dr, Edinburgh EH9 1ND, Reino Unido) entrou no meu roteiro graças ao meu primo que fez faculdade em Edimburgo e morava ali pertinho. O parque tem um gramadão verde bem cuidado, quadras esportivas, alguns monumentos históricos e o que eu mais gostei: uma vista bem bacana para o castelo de Edimburgo.

parques em edimburgo
The Meadows

Nos dias de sol o local fica repleto de famílias e de estudantes tentando aproveitar cada raio solar. Para os pequenos a pedida é o parquinho The Meadows Play Park, um parquinho com uma estrutura brincante divertida que vai te ajudar a gastar a energia da criançada.

Na saída do parque, um segredinho que só os locais conhecem: um quiosque brasileiro vende a feijoada mais gostosa e barata da cidade!! Para acompanhar, por que não um suco de frutas natural?

O nome do quiosque é Tupiniquim, mas mal dá para ler porque a placa é meia escondida, e o dono é um brasileiro simpático que recebe adultos e crianças com um alegre fantoche de mago. Para quem dispensa a feijuca, experimente um crepe!

14. Campus da universidade de Edimburgo

O parque fica pertinho da Universidade de Edimburgo (Endereço: 9-14, Charles Stewart House, Chambers St, Edinburgh EH1 1HT), que tem um campus SUPER bonito. No verão é permitido fazer um tour pelos campus (George Square e King’s Buildings) com um audioguide disponibilizado no site pela Universidade. Já o tour com guia é somente para futuros estudantes.

que fazer em Edimburgo
Universidade de Edimburgo

O bar que fica dentro da união dos estudantes, The Library Bar, é lindo, divertido e super barato. Não deixe de tomar um pint de cerveja por lá.

15. Grassmarket

Grassmarket fica localizado dentro da parte antiga (Old Town) da cidade e possui uma vista fantástica do Castelo de Edimburgo. É uma área de forte comércio, mas já foi o local onde as pessoas eram decapitadas entre os anos de 1600 e 1700, e é por isso que lá tem vários tours de histórias de fantasmas!

Perto do pub Maggie Dickson’s (92 Grassmarket, Edinburgh) há uma pedra redonda chamada “shadow of the gibbet” que marca o local onde as pessoas eram executadas. Andando na direção do Castelo de Edimburgo, você pode observar no chão uma faixa que marca onde passava a muralha que protegia a cidade “Flodden Wall”.

Aproveite pra visitar os pubs badalados (The Last Drop, White Hart Inn e o Maggie Dickson’s), restaurantes e hotéis. Aos sábados há uma ferinha que vende produtos locais e presentes feitos à mão. No festival de verão você verá diversas performances na rua e jantares ao ar livre!

16. Harry Potter em Edimburgo

Edimburgo é uma cidade muito procurada pelos fãs da saga do Harry Potter, pois a autora J.K Rowling usou a cidade como inspiração para descrever a paisagem dos seus livros e inventar alguns nomes de personagens.

Uma opção bem legal para os fã da saga é fazer um tour guiado pela cidade e conhecer um pouco mais dos locais onde o bruxinho foi concebido. O tour A Magia de Harry Potter: Excursão a Pé por Edimburgo acontece em diversos idiomas, inclusive espanhol, e vai te ajudar a descobrir a que casa você pertence, se você é puro-sangue e ainda tem um quiz para você testar seus conhecimentos.

Diagon Alley ou Beco Diagonal: acredita-se que a autora se inspirou na charmosa rua Victoria Street em Old Town. A rua é cheia de casas coloridas e tem um ar medieval. Não deixe de entrar na loja The boy wizard (Endereço: 1 Victoria Street, Edimburgo EH1 2HE), uma loja ótima para quem é fã!

harry potter em edimburgo
Rua Victoria Street em Old Town

Outra loja bem legal é a Museum Context (Endereço: 40 Victoria Street, Edimburgo EH1 2JW), fica em frente a The boy wizard. É uma loja que vende vários itens dedicados a bruxaria e, claro, ao Harry Potter!

The Elephant House: na porta do café (Endereço:21 George IV Bridge, Edinburgh EH1 1EN) você já entende o motivo de tanta gente estar ali, pois há uma placa escrita “the birthplace of Harry Potter” (o local de nascimento do Harry Potter). Na verdade o café foi onde a J.K Rowling terminou de escrever seu primeiro livro da saga e escreveu o segundo livro também; o nascimento do personagem, se deu em outro café quando a autora ainda morava em Porto no Portugal.

harry potter em Edimburgo
The elephant house

O café tem fotos da escritora, matérias de jornais e um banheiro cheio de mensagens escritas na parede pelos fãs para a autora (ela mora próximo a Edimburgo e há quem diga que ela vai lá de vez em quando ler). Agora não pense que é fácil sentar para tomar um café admirando o cemitério como a J.K Rowling fazia, as filas são enormes, mas para os fãs vale a pena esperar!

Cemitério Greyfriars Kirkyard: um passei um tanto quanto diferente, mas quem é fã vai a qualquer lugar (Endereço: 26A Candlemaker Row, Edinburgh EH1 2QQ)! Foi daqui que J.K Rowling buscou inspiração para os nomes de alguns dos seus personagens e muitos fãs vão até o cemitério tirar fotos com as lápides.

Tom Riddle ou Aquele que não deve ser nomeado ou Lord Voldemort está enterrado lá, assim como Elizabeth Moodie (Mad-Eye Moody) e William McGonagall, a professora McGonagall.

Balmoral Hotel: foi aqui (Endereço: 1 Princes Street,  Edimburgo) que a autora se hospedou para escrever o último livro da saga Harry Potter, nessa época ela já era rica. Eles tem uma suíte chamada J.K Rowling, a famosa porta roxa nº552. Veja nesse post como é a experiência de se hospedar na mesma suíte que a autora usou.

Harry Potter em Edimburgo
Balmoral Hotel

Calçada da fama: no pátio interno da prefeitura de Edimburgo (City Chambers) tem uma calçada da fama. Lá tem uma placa com as mãos e o nome da autora. Endereço: 45-329 High Street, Edimburgo EH1 1PN (em frente a Catedral St. Giles).

George Heriot’s School – Uma Escola para Bruxos? Admire a arquitetura impressionante da George Heriot’s School, uma escola que muitos especulam ter inspirado a criação de Hogwarts. Embora a autora nunca tenha confirmado isso, a semelhança é notável. Endereço: Lauriston Pl, Edinburgh .

Ainda tem fôlego para mais um passeio ligado ao bruxinho? Que tal fazer um bate e volta até o Castelo de Alnwick? O castelo é conhecido por ter sido locação de vários filmes inclusive o Harry Potter. A visita dura um dia inteiro, está incluído o transporte, ingressos, guia e um audio-guia em português.

17. Degustação de Whisky (The Scotch Whisky Experience)

O tour permite ao visitante entender todo o processo de fabricação do whisky e a diferenciar os diversos tipos de whisky existentes. Ao final você pode degustar a bebida!

Existem 5 tipos de tour:

  • The Silver tour: ideal para quem não bebe ou nunca bebeu whisky e para famílias. Incluso uma degustação. 50min de tour.
  • The Platinum tour: um tour para os amantes de whisky. Incluso 5 degustações. 90min de tour.
  • The Gold tour: um tour para quem gostou do Silver tour e deseja aprender um pouco mais sobre a bebida. Incluso 4 degustações. 70 a 90min de tour.
  • Tasting Tales tour: uma harmonização de 4 whiskies com comida escocesa. 60min de duração.
  • A Taste of Scotland: esse tour é uma mistura do Platinum tour com o Tasting Tales. Você faz todo o Platinum tour e em seguida vai para o restaurante Amber (no local) e faz uma refeição escocesa completa. Ao final você degusta um whisky harmonizado com a sobremesa. A experiência tem 3h de duração.

A experiência da Bia

The Scotch Whisky Experience fica bem ao lado do Castelo de Edimburgo e é uma experiência muito interessante mesmo que você não goste de Whisky (eu detestava!!), mas sempre tive curiosidade sobre os processos de fabricação das bebidas e o whisky é a bebida mais famosa da Escócia, além de ter o título de melhor whisky do mundo. Logo, eu tinha que fazer o tour!

Compramos o tour mais simples (silver tour) já que não entendíamos nada sobre a bebida. Para fazer o tour você entra em um carrinho no formato de um barril (só cabem duas pessoas), é bem semelhante a um parque de diversões. O carro-barril foi andando por um trilho e nos levou a diversas salas em que projeções na parede explicavam como funcionava o processo de fabricação da bebida e também algumas curiosidades. Tem audioguia em diversos idiomas, inclusive o português.

Depois desembarcamos do carrinho e fomos para uma sala na qual recebemos explicações (somente em inglês) dos diferentes tipos de whisky produzidos na Escócia. Essa foi minha parte predileta do tour, pois assim que entramos recebemos uma cartela (eu tenho até hoje!) com as cinco regiões produtoras de whisky marcadas com cores diferentes.

Sentamos em um banco e começamos a assistir um vídeo explicativo. Conforme o vídeo falava da região, você era orientado a raspar o dedo na cor daquela região e sentir o aroma. Quando o vídeo acabou, fomos para uma outra sala onde ocorre a degustação. O guia nos ensinou como devemos beber o whisky, sentir os aromas, identificar o malte (ou tentar!) e na sequencia nos mandou olhar para a mesa que imediatamente se iluminou com as mesmas cores do cartão. Recebemos um copo vazio de whisky e colocamos copo em cima da cor que mais havíamos gostado do cheiro.

experiência de whisky em edimburgo
Degustação do Whisky

Depois disso um garçom passava servido o whisky relativo a região que você escolheu de acordo com a cor. A ideia de provar algo que combina com o seu gosto é muito interessante. Eu gostei do aroma da região de Campbeltown pois me lembrou flores do campo, grama, um cheio bem de natureza que eu adoro. Já meu marido escolheu o aroma da região da Highland, que era algo que lembrava madeira, brasa e para ele era o mais agradável. Então degustamos whiskies diferentes, e posso dizer que eu adorei o meu e detestei o dele e vice-versa. Tirei foto do whisky que bebi e até hoje bebo o mesmo!

Após a degustação você vai para uma sala de exposição imensa onde tem mais de 3000 garrafas de whisky, coleção de um brasileiro que doou para a empresa. Você pode continuar degustando o seu whisky enquanto passeia por essa sala, e o o copo usado na degustação pode ser levado pra casa de brinde.

Na saída da sala você entra no restaurante Amber (recomendo reservar, pois ele é pequeno e fica cheio) e na loja de souvenirs que tem todos os tipos de whiskies! Eu adorei a experiência e recomendo muito para quem gosta de aprender sobre bebidas!

Para ir ao restaurante não é preciso fazer o tour.

Planeje sua viagem:

  • Endereço: 354 Castlehill, The Royal Mile – Edinburgh EH1 2NE
  • Compre seus ingresso com antecedência.
  • Tem tour a cada 1h, mas dificilmente você consegue chegar e já entrar no tour daquele horário.

Compre seus ingressos com antecedência aqui

O que fazer em Edimburgo no mapa

Veja todas as dicas do que fazer em Edimburgo nesse mapa dinâmico

Onde comer em Edimburgo

Agora que você já sabe o que fazer em Edimburgo, aí vão boas dicas de restaurantes para comer bem na cidade.

La Barantine

La Barantine (202 Bruntsfield Pl, Edinburgh EH10 4DF, Reino Unido) é uma padaria francesa MARAVILHOSA e com uma pegada bem local. Os sanduiches são maravilhosos e relativamente baratos. Comi um de tartar de salmão que até hoje tenho saudades. As sobremesas também são ótimas.

L’Escargot Bleu

Se você quer comer uma comida escocesa feita no estilo francês ou uma comida francesa com um toque escocês, não deixe de visitar o L’Escargot Bleu (56 Broughton St, Edinburgh EH1 3SA, Reino Unido)

Petit Paris Restaurant

O Petit Paris Restaurant (Endereço: 38-40 Grassmarket, Edinburgh, EH1 2JU, Reino Unido.) é uma gracinha, todo decorado com posters de propagandas antigas e fica bem pertinho do castelo do Edimburgo. Para quem quiser emendar um jantar com PUB, do lado esquerdo do restaurante tem o pub The White Hart Inn, que é muito bacana e toca música ao vivo.

Para comer, eu recomendo o pato que foi o que eu pedi e estava delicioso!

The Witchery by the Castle

The Witchery by the Castle (Endereço: 352 Castlehill, Edinburgh EH1 2NF, Reino Unido) fica em um prédio histórico ao lado do castelo e tem uma decoração interna impecável. Ele fica bem próximo a entrada do Castelo.

Contini George Street

Comida italiana e uma taça de vinho é sempre uma boa pedida em qualquer lugar! Não deixe de conhecer o Contini George Street (Endereço: 103 George St, Edinburgh EH2 3ES, Reino Unido) com ótima comida e super bem avaliado. Foi uma dica do meu primo que morou na cidade.

Artisan Roast

Você gosta de café? O Artisan Roast (Endereço: 57Broughton Street/ 138 Bruntsfield Place)é avaliado como o melhor café de Edimburgo. Para os amantes da bebida, vale a pena conferir o local! Um dica extra: os pães são lindos!!

Fishers

O Fishers (Endereço: 58 Thistle St, Edinburgh EH2 1EN, Reino Unido) é delicioso e queridinho pelos locais. Como o nome já diz: peça um peixe.

Martin Wishart (Restaurante com Estrela Michelin)

Para quem quer uma refeição super especial, nada melhor que um restaurante com estrela no guia Michelin né?! Martin Wishart (Endereço: 54 Shore, Leith, Edinburgh EH6 6RA, Reino Unido) entrega uma experiência deliciosa.

The Kitchin (Restaurante com Estrela Michelin)

Outra opção para quem curte alta gastronomia, O The Kitchin (Endereço: 78, Commercial Quay, Leith, Edinburgh EH6 6LX, Reino Unido) vai te surpreender.

Whiski bar & restaurant

Se você quer provar whisky escocês num ambiente descontraído e com música escocesa ao vivo, vá no Whiski Bar. O bar tem mais de 300 rótulos diferentes de Whiski, o ambiente é animado e a comida é gostosa —crianças são bem vindas e tem menu kids.

Quer algo mais profissional? Eles tem 3 diferentes Whisky tasting, a primeira é uma introdução ao mundo do Whisky (£30), a segunda uma degustação de whisky com diferentes queijos escoceses (£40) e a terceira é uma harmonização entre whisky e chocolate (£35). Necessário reservar pelo site.

Holyrood 9A

Um bar super descolado, animado e com uma ótima variedade de cervejas, assim é o Holyrood 9A. Você pode optar por ficar em pé curtindo e bebendo sua cerveja (tem drinks e vinhos também) ou sentar em alguma mesa para fazer uma refeição. Já adianto que a especialidade da casa são os hambúrgueres.

O local é ideal pra quem gosta de agitação e do fervo da noite.

Roteiro de 1 dia em Edimburgo

Nós já falamos as principais atrações da cidade, mas não dá para fazer tudo em um único dia né?! Por isso se você só tem 1 dia em Edimburgo, siga esse roteiro aqui e aproveite ao máximo a sua estadia.

Acorde cedo para começar o dia pelo Castelo de Edimburgo, ele é imperdível, mas a visita pode levar até 3h. Ao sair do Castelo você pode dar uma passeada pela Royal Mile e brincar de entrar e conhecer um dos Closes .

Em seguida vá ao Princes Street Garden para fazer algumas fotos bem bonitas e ter vistas lindas da cidade. Volte para a Royal Mile e dê uma passada na Catedral de St. Giles para ver essa igreja linda! Faça fotos na Victoria Street, algumas comprinhas ligadas ao Harry Potter e depois vá para o Grassmarket para almoçar.

Após o almoço você tem 2 opções: pode ir direto para o Palácio de Holyrood ou ao Museu Nacional.

Se o tempo estiver bom, você pode finalizar seu dia assistindo ao pôr do sol em Calton Hill e aproveitar a noite em algum pub ou restaurante sugerido por nós.

que ver em edimburgo
Escocês com gaita de fole na Royal Mile

Planejamento de viagem

Agora que você já saber o que fazer em Edimburgo, chegou a hora de planejar sua viagem. Aí vão dicas úteis:

Seguro viagem para a Escócia com desconto

O seguro viagem é obrigatório para quem viaja para a Europa (leve apólice impressa, pois podem te pedir na imigração) e essencial para você viajar sem dores de cabeça. Um bom seguro viagem cobre cancelamento de voos, malas extraviadas e qualquer eventualidade médica que possa ocorrer durante a sua viagem.

Para contratar um bom seguro com 15% de desconto, use o cupom IDEIASNAMALA15 e confira os melhores planos do mercado Nesse Comparador

Faça uma cotação e contrate seu seguro viagem

Quantos dias em Edimburgo

Para fazer um tour com calma e tranquilidade, o ideal é ter 2 a 3 dias inteiros na cidade. Nem sempre é possível, mas eu recomendo que no mínimo você fique 2 dias, pois o tempo na cidade pode ser bem doido (uma hora está sol e na outra chovendo com ventos fortes), o que dificulta muito a vida do turista que precisa caminhar para conseguir conhecer centro histórico de verdade!

Como chegar do aeroporto ao centro

Existem 5 opções:

  • Táxi/Uber: essa é a opção mais cara, porém a mais confortável. O táxi em Edimburgo são os black cabs, ou seja, eles levam até 5 passageiros. Caso seu grupo seja grande, ele se torna uma opção que vale a pena!
  • Ônibus Airlink 100: essa linha de ônibus vai até a St. Andrews Square próximo a Prices Street. Durante o dia os ônibus parte a cada 10min e a noite a cada 30min – todos os dias. O trajeto dura 30min e você pode comprar o bilhete só de ida ou de ida e volta. A compra pode ser feita no site ou direto com o motorista do ônibus. Acesse o site deles para maiores informações.
  • Ônibus Noturno N22 (Night Bus): esse ônibus só funciona de madrugada (OOh às 4h) e é uma alternativa mais barata ao Airlink 100. Ele sai a cada 30min e a viagem dura 45min. A compra pode ser feita no site ou direto com o motorista do ônibus. Acesse o site deles para maiores informações.
  • Ônibus 35: é uma linha comum de ônibus e portanto a opção mais barata de todas, mas o trajeto leva 90min e ele atravessa toda a cidade. Confira as informações dele aqui.
  • Tram (bonde): o bonde conecta o aeroporto com a New Town e tem uma parada na Princes Street. A viagem dura 50min. Para embarcar é preciso comprar o bilhete nas máquinas na estação, fique atento pois elas não dão troco. Tenha dinheiro trocado. Para mais informações acesse o site.

Como se vestir na Escócia

As temperaturas na Escócia são bem baixas se comparadas ao clima tropical do Brasil. A temperatura média no inverno escocês é em torno de 2 graus e no verão chega a 20 graus. Só que o grande problema é que o tempo na cidade muda a cada meia hora, se o dia começa com chuva, não significa que teremos chuva o dia inteiro, o mesmo serve para o sol. No inverno o vento é bem forte, o que aumenta a sensação de frio e torna o uso de guarda-chuva completamente inútil, já o verão tem uma brisa bem gelada o que também dá uma sensação de frio maior.

Nos dias de sol no verão você consegue usar blusa de manga curta, mas tenha sempre um casaco tipo blazer ou moletom, pois a noite e de manhã cedo faz um friozinho. No outono os dias já são frios (em torno de 10 graus), muitos dias nublados e com garoa fininha – leve capa de chuva. Recomendo levar casaco impermeável, segunda pele para os mais friorentos, blusas de linha/lã e bota.

No inverno tem muita chuva, muito frio, a cidade fica gelada e úmida. Leve roupas impermeáveis, casacos mais pesados, bota, segunda pele, blusas de lã, cachecol. Lembre-se que pode nevar em Edimburgo. A primavera traz dias de sol, mas com um vento bem geladinho e temperaturas variando de 7 a 13 graus. Recomendo levar casacos mais leves como jaquetas, coletes e camisas de manga longa.

Comece a acompanhar as previsões do tempo de Edimburgo um pouco antes da sua viagem para fazer as malas de forma adequada.

que fazer em edimburgo
Scott Monument visto de New Town

Chip de celular para Escócia

Que ninguém fica mais desconectado você já sabe. Mas sabia que é possível comprar o chip de telefone da Escócia ainda no Brasil e economizar?

Veja como comprar

Como incluir Edimburgo no seu roteiro de viagens

Você pode incluir Edimburgo em seu roteiro de viagem pela Escócia: o aeroporto de Edimburgo é a porta principal para uma viagem por todo o país incluindo as Highlands (Terras Altas Escocesas) e a Ilha de Skye. Passe 2 dias na cidade e alugue um carro para desbravar as lindas paisagens perto do Lago Ness, Inverness, Oban, Eilean Donan Castle e Urquhart Castle.

Caso você não se sinta seguro em dirigir na mão inglesa, em Edimburgo vendem passeios bate e volta ou de até 3 dias para explorar as Terras Altas e a Ilha de Skye.

Você pode incluir Edimburgo em sua viagem para Londres:

Os aeroportos de Londres tem voos diários para o aeroporto de Edimburgo. Você pode voar tanto em empresas low-cost como pela British Airways. Também é possível ir de trem, mas a passagem custa quase o mesmo da companhia aérea e a viagem dura 6h.

Veja também: O que fazer em Londres em 3,4 ou 5 dias

E aí, curtiu nossas dicas de o que fazer em Edimburgo: 17 principais atrações da cidade? Deixe aqui suas dúvidas e comentários!

Para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, siga nosso Instagram!

Planeje sua viagem

  • HOSPEDAGEM: Veja os melhores hotéis para ficar em Edimburgo
  • SEGURO VIAGEM: faça sua cotação e contrate seu seguro com 15% de desconto
  • ALUGUEL DE CARRO: Melhores tarifas com parcelamento em até 10x sem juros
  • CHIP EUROPA: Saiba do Brasil conectado com 10% de desconto
  • INSTAGRAM: Nossas melhores dicas em tempo real. Te vejo por lá?!
mari vidigal
mari vidigal
Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

Viaje Melhor

Links para você reservar hotéis, comprar seguro viagem com desconto, conferir atrações e passeios incríveis e alugar carro em qualquer lugar do mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *