O lado B de Nova York: roteiro de 3 dias

Quer ver um lado diferente de Nova York? Conheça o lado B de Nova York,  um roteiro de 3 dias pelos lugares mais cools da cidade. Dicas de passeios, bares, restaurantes e lojas hiper descoladas e diferentes e muito mais!

roteiro de 3 dias em nova york

Conheci a Ana Salles há poucos meses atrás em San Francisco e fiquei encantada como ela navega bem pelos universos da moda e da viagem.  A Ana é especialista em conteúdo e social media voltado para moda, além de autora do Style City, um guia online para diversas capitais fashion. E para melhorar, ela conhece Nova York como ninguém, pois morou lá por 4 anos.

Na minha última viagem para a Big Apple, a Ana me deu várias dicas incríveis. Adorei tanto que decidi estender o assunto para um post. Com vocês, o lado B de Nova York, um roteiro de 3 dias para vocês que curtem moda e lugares diferentes, aproveitem!

Perguntas & respostas com Ana Salles

1) Ana, qual seria sua sugestão de roteiro para quem visita Nova York pela primeira vez?

Nova York é uma cidade cheia de atrações para todos os tipos de gostos. Gosto de fugir dos tradicionais locais ‘pega turista’ tipo Times Square e Estátua da Liberdade, pois eles vivem cheios e não representam a alma da cidade. Mas, claro, quem tiver mais tempo na cidade, vale dar uma passadinha nesses lugares só para conhecer e riscar da listinha. Para conhecer a cidade com calma, sugiro dividir os dias por regiões, assim você não perde tempo no trânsito ou nos metrôs e vive um pouco do espírito de cada local. Veja as minhas regiões favoritas para visitar:

Dia 1: Meatpacking District, West Village & Greenwich Village

The Highline - Nova York
The Highline

Quem acompanhou o seriado ‘Sex and the City’ deve lembrar dos momentos em que Carrie Bradshaw passeava pelo West Village com seus desejados Manolo Blahnik. Amo caminhar pelo West Village, principalmente na primavera ou no outono, quando as temperaturas ficam agradáveis. Sugiro começar a tour pelo Chelsea, passando pelo Chelsea Market e o High Line Park, aquele parque suspenso que tem uma vista incrível para o Hudson River. Ainda por lá, recomendo uma parada no novo Whitney Museum (99 Gansevoort St. | entrada: $22), ou um passeio pelas boutiques de designers da região. Depois, faça uma caminhada em direção ao West Village até a Bleecker Street, rua conhecida por abrigar as mil e uma lojas do estilista Marc Jacobs – livraria, loja feminina, masculina e até pet shop. Esta também é a rua da famosa doceria Magnolia, aquela dos cupcakes e banana pudim das meninas do Sex and the City.

Depois das compras, chega a hora de comer. O West Village é um dos melhores lugares da cidade para restaurantes. É quase impossível listar apenas um. Recomendo o Bar Pitti (268 6th Ave), um italiano despretencioso com mesas na rua, o Buvette (42 Grove St), o Barbuto (super trendy) (775 Washington St), o Sant Ambroeus (259 West 4th Street) ou Via Carota (51 Grove St).

Terminou o almoço? Hora de partir para o Greenwich Village, alí perto da NYU e do Washignton Square Park, um dos meus favoritos para tomar um café, sentar e ler um livro. Se quiser, ainda dá para estender o passeio até a noite e curtir os bares da região.

Washington Square - New York
Washington Square – Nova York

Dia 2: Soho e Nolita

O SoHo é um dos melhores lugares para quem ama moda, gastronomia e arte. Cheio de galerias e lojas incríveis, o bairro vai muito além da turística Broadway Ave. Alí também é um prato cheio para quem visita a cidade para fazer pesquisas de moda, pois a região tem um bom mix de boutiques de designers tradicionais e moderninhos. Se o seu negócio são lojas cool e de design, de roupas e até objetos para casa, você vai amar a Patron of the New, a Opening Ceremony e a super turística, porém fantástica, lojinha do MoMa.

NOLITA
Mural em Nolita

O bairro também traz muitos restaurantes badalados, como o mexicano contemporâneo La Esquina (114 Kenmare St,) e o Blue Ribbon Sushi (119 Sullivan St), um dos melhores japoneses da cidade. Na mesma área ainda tem um lugar de sobremesa super famoso do criador dos Cronuts, o Dominique Ansel Bakery (189 Spring St). Se tiver tempo e paciência para pegar filas, passe lá as 3pm para experimentar a nova moda do momento, os cookie shots.

Caminhando em direção ao leste da ilha, você vai chegar ao charmoso bairro de Nolita, ou North of Little Italy, um local cheio de lojas, cafés e restaurantes locais. Quem quer comprar, ou apenas olhar, deve conhecer estas três lojas: a Condor, uma boutique edgy com marcas garimpadas pelo mundo a fora, a supercool Creatures of Comfort (205 Mulberry St) e a boutique de acessórios Love Adorned (269 Elizabeth St). Deu fome? Saboreie o milho do Café Habana (17 Prince St.) (um dos melhores do mundo!). Depois, veja o que está rolando no New Museum (235 Bowery St. ), um dos museus mais cools da cidade. Para jantar, recomendo o Freemans, na Freemans Alley, uma ruazinha sem saída na Rivington, entre a Bowery e a Chrystie St. Para cair na noite e terminar o dia, atravesse o Sara D. Roosevelt Park e curta um dos bares do Lower East Side.

Dia 3: Brooklyn

Dizem que o Brooklyn é a nova Manhattan. Essa região de bairros cheios de personalidade tem muitos lugares interessantes para conhecer. Morei no Brooklyn na região de Williamsburg por dois anos e logo de cara me apaixonei pela cultura dos jovens artistas da região. Aconselho todo mundo a conhecer um pouco do Brooklyn, nem que seja em um único dia.

Ponte do Brooklyn - NYC

Como costumo dizer, o roteiro do Brooklyn para principiantes deve incluir Dumbo (que eu amo) e Williamsburg. Comece a tour por Williamsburg/Greenpoint com um bom brunch no Five Leaves (18 Bedford Ave), perto do McCarey Park ou no House of Small World (77 N 6th St, Brooklyn). Em seguida, faça um rápido passeio pelas lojinhas pela Bedford Ave. Tem muitas lojinhas com coisas legais e baratas. Vale garimpar! Amo a Space Ninety 8 na N 6th, uma loja cool que vende Urban Outfitter e muitos estilistas locais. Cansou das compras? Atravesse a rua e vá tomar o melhor café da região no Toby Estate Coffee (125 N 6th St, Brooklyn).

Hora de seguir para Dumbo! Minha sugestão é ir de Ferry Boat ou de Citibike ($7,00 – válida pelo dia todo), pois assim dá para curtir a vista de Manhattan. O Ferry custa $4 e é rapidinho. A Citibike você pega na Metropolitan Ave com a Bedford e vai pela ciclovia na Kent Ave. Se o seu tempo for curto, vá de taxi ou Uber. Não existe uma linha de metrô que ligue as duas regiões, então você pode se perder ou gastar muito tempo.

Travessia de Ferry para o Brooklyn
Travessia de Ferry para o Brooklyn

A primeira coisa que todo mundo faz ao chegar no Dumbo Park é se maravilhar com a vista para a Brooklyn e a Manhattan Bridge, depois partir para um passeio na orla do East River com direito a sorvete, limonada e carrossel. Dumbo, que significa ‘Down Under The Manhattan Bridge Overpass’, era um bairro industrial cheio de galpões e hoje é um dos locais mais hips de NY. Saindo do parque, experimente a tradicional pizza do Juliana’s (19 Old Fulton St)  coma um cookie fresquinho do One Girl Cookies (33 Main St, Brooklyn), e faça uma tour pelas lojas descoladas Zoe, Trunk e Modern Anthology. Também recomendo uma parada na livraria PowerHouse Arena.

Brooklyn Bridge vista do
Brooklyn Bridge vista do DUMBO

Ainda no Brooklyn, vale conferir:

2) Nova York é conhecida pela sua cena noturna. O que você sugere para aqueles que querem agitar na noite?

Existem muuuuitos lugares para agitar em Nova York, para todo tipo de público e para todos os dias da semana. Para os mais jovens, recomendo os bares no Greenwich Village, próximo a NYU, como o Fat Cat (75 Christopher St) e o The Bitter End (147 Bleecker St). Para quem curte uma noite mais hipster, recomendo o Black Flamingo (168 Borinquen Pl), em Bushwick, ou o clássico Union Pool (484 Union Ave), em Williamsburg. Se seu negócio são drinks mais sofisticados, experimente o trendy Apothéke (9 Doyers St #1), em Chinatown, um bar meio escondido que revive um laboratório, mas de drinks. Adoro essa mania de bares secretos que rola em NY. Fiz até uma lista dos meus favoritos no meu blog.

3) Alguma dica de museu legal para quem curte moda?

O Met (museu Metropolitan) costuma trazer exposições bem elaboradas sobre moda. Verdadeiros espetáculos para quem curte! A última foi da sobre a China, mas já não está em cartaz. Geralmente elas ficam em cartaz durante a primavera e o verão. O museu do Fashion Institute of Technology (FIT) também costuma trazer mostras bem interessantes, como a ‘Global Fashion Capitals’, atualmente em cartaz.

O Brooklyn Museum não foca só em moda, mas já trouxe várias exposições sobre a indústria, como a última sobre a história do tênis.

4) Alguma loja que ainda permite fazer compras em NY, mesmo com a alta do dólar?

A alta do dólar realmente não favorece as compras em Nova York. Sugiro gastar o seu tempo e dinheiro em passeios, restaurantes e etc, mas, se sobrar um pouquinho para as compras, vá em lojas fast-fashion que não existem no Brasil, como a Urban Outfitters, H&M, & Other Stories, COS, ou até mesmo a Topshop (que tem uma seleção bem superior a da filial brasileira). A Century 21 também é destino certo para encontrar alguns achados de grifes como Marc Jacobs, Michael Kors, entre outros. Mas vá com tempo (e paciência).

H&M - Nova York
H&M – Nova York

Pra quem quiser mais dicas de Nova York, o blog da Ana Salle, o site Style City tem várias dicas legais. Corre lá!

Veja também:

E para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, siga nosso instagram!

This error message is only visible to WordPress admins

Error: No connected account.

Please go to the Instagram Feed settings page to connect an account.

Planeje sua viagem

Matérias Relacionadas

Comentários (7)

[…] O lado B de Nova York: Um roteiro de 3 dias pra quem quer sair do comum […]

[…] O Lado B de Nova York: Um roteiro descolado de 3 dias […]

[…] O Lado B de Nova York: Um roteiro descolado de 3 dias […]

[…] O Lado B de Nova York: Um roteiro descolado de 3 dias […]

[…] O Lado B de Nova York – Um roteiro para quem quer fugir do comum […]

New York é sempre querida. Excelentes dicas para quem já foi e tem pouco tempo para conhecer mais !

Obrigada pela visita e pelo comentário. Beijos

Deixe o seu comentário