Roteiro Dubai: o melhor da capital em apenas 2 dias

Buscando um roteiro de Dubai? Quer fazer um stop over nos Emirados Árabes? Dubai é uma excelente opção para conhecer em pouco tempo, perfeito para dar um esticada em uma escala por lá. Aqui, vou te contar o que fazer em Dubai em 2 dias, além de dicas das principais atrações do emirado, sugestão de hotéis e muito mais.

Voei para Bangkok, na Tailândia, pela Emirates e aproveitei a escala em Dubai para conhecer uma das principais metrópoles do Oriente Médio, e quer saber? Valeu muito a pena! Preparado para se surpreender com Dubai?

Burj Khalifa
Vista do alto do Burj Khalifa

Preparamos um menu clicável para facilitar a sua navegação por este guia. Se preferir, é só clicar em cima do item para ir direto ao ponto!

Contexto histórico de Dubai

Hoje, Dubai é conhecida mundialmente por ser uma cidade (melhor dizendo, um emirado) futurista e com os prédios mais altos no mundo. Mas, toda essa modernidade vem de pouquíssimo tempo. Antes de se tornar uma metrópole moderna, Dubai era uma pequena vila de pescadores. Sua localização estratégica ao longo do Golfo Pérsico permitiu que a cidade se tornasse um importante porto comercial.

Dubai: o que fazer?
Parte da Dubai antiga e seu charme

Ao longo dos anos, Dubai cresceu rapidamente, impulsionado pelo comércio e pela descoberta de petróleo.
Na década de 80, então, Dubai percebeu que teria que diversificar a sua riqueza que, até aquela época, era proveniente apenas do petróleo. Foi quando eles criaram a Emirates e passaram a investir muito no turismo — criando uma infraestrutura incrível, hotéis luxuosos e opções de entretenimento.

Isso tudo com a ajuda de muitos expatriados. Atualmente 90% dos 3,3 milhões de habitantes de Dubai são estrangeiros vindos de países como Nepal, Bangladesh, Índia, Paquistão ou Filipinas. Ou seja, Dubai foi muito bem planejado para funcionar e receber turistas — e deu certo.

Roteiro: 2 dias em Dubai
Praia no final da ilha artificial Palm

O que é um Emirado?

Dubai é um dos 7 emirados que, juntos, formam o país chamado Emirados Árabes Unidos (Abu Dhabi, Ajman, Dubai, Fujairah, Ra’s al- Khaimah, Sharjah, Umm al-Quawain).

Cada emirado é uma monarquia controlada por uma família real com soberania sobre o território regional. Dubai é governada há 14 anos por Mohammed bin Rashid Al Maktoum, que recebe o título de emir, que significa “comandante” ou “príncipe”.

Ele é também vice-presidente e primeiro-ministro dos Emirados Árabes Unidos, e um dos principais responsáveis pela modernização de Dubai. Foi ele quem inaugurou, por exemplo, o Burj Khalifa, o mais alto arranha-céu do mundo.

O que fazer em Dubai em 2 dias?
Região da Dubai antiga

Localização estratégica para um Stop Over

Dubai é uma parada estratégica para muitos viajantes, especialmente para aqueles que estão fazendo longas viagens internacionais. Saindo do Brasil, muitos voos com destinos a África, Ásia e Oceania usam Dubai como escala.

Eu, por exemplo, estava indo para a Tailândia e aproveitei a escala em Dubai para ficar 2 dias por lá. Lembra que expliquei que a Emirates foi uma criação de Dubai pensando em diversificar a economia do emirado? Não à toa, hoje a companhia área facilita muito as condições para um stop over em Dubai. Fazer uma parada de 2 dias em Dubai ficava mais barato que uma viagem direto para Bangkok.

Veja também: Roteiro pelo sudeste Asiático— Tailândia, Laos, Camboja, Vietnã e Cingapura

Passeio pelo deserto de Dubai: como fazer?
Jantar no deserto de Dubai, um dos passeios que eu estava mais ansiosa para fazer

E quer saber? Dubai me surpreendeu muito. Foi ótimo passar 2 dias por lá, fazer uma pausa durante uma longa viagem e já começar a acostumar com um novo fuso horário. Para mim, um stop over em Dubai foi um excelente negócio.

Quando ir para Dubai

Dubai é quente, viu? O emirado tem um clima desértico, com verões extremamente quentes e invernos suaves. A melhor época para visitar Dubai é durante os meses de inverno, de novembro a março, quando as temperaturas são mais amenas.

Durante esses meses, você poderá aproveitar com mais conforto as atividades ao ar livre, como explorar os mercados tradicionais, fazer passeios de barco e visitar os parques temáticos.
Eu fui para Dubai no final de outubro e, apesar do calor, peguei 2 dias excelentes.

Roteiro 2 dias em Dubai
Dubai antiga ainda guarda muito de seus mercados tradicionais

Roteiro Dubai: resumo de 2 dias

Cheguei em Dubai em um sábado à noite (um ótimo horário de chegada, inclusive). A partir daí, tinha mais 2 dias inteiros — indo embora na madrugada de segunda para a terça-feira. Meu roteiro Dubai de 2 dias ficou assim:

  • Dia 1: Mercado das especiarias + Mercado do ouro + Região do Al Seef + Dubai Frame + Safári no deserto
  • Dia 2: The View + Sky Views Observatory + Burj Khalifa + Dubai Mall

Veja também: Roteiro Tailândia em 20 dias

Roteiro Dubai: o que fazer em 2 dias

Preparados para conhecer o melhor de Dubai em 2 dias com muitos detalhes? Então, bora!

Dia 1

Acordamos com calma e tomamos um excelente café da manhã no hotel que estávamos hospedados, o The Ritz-Carlton – que tem uma localização estratégia na região comercial de Dubai. Como tínhamos pouco tempo em Dubai, decididos otimizar a viagem contratando o transporte para os passeios e também uma guia de turismo. E foi excelente!

Fiz um post contando todos os detalhes de como é se hospedar no The Ritz – Carlton e já adianto: adorei a experiência.

Onde ficar em Dubai? | Ideias na Mala
Quarto do The Ritz-Carlton

Às 9h30 a Cris, uma brasileira que mora em Dubai há bastante tempo e conhece tudo do emirado, nos buscou no hotel para começarmos nosso tour.

Grand Souk Deira

A primeira parada foi um lugar que eu estava ansiosa para conhecer (e me apaixonei): os mercados de Dubai. Souk é uma palavra em árabe que significa mercado ou bazar. A região do Grand Souk Deira engloba todos os mercados, e ali cada ruela vende uma coisa: mercado dos temperos, das especiarias, das roupas, do ouro, tem de tudo.

Um dos mais famosos é o mercado das especiarias, que começou a se formar por ali na década de 90 à beira do Canal de Dubai. Inclusive, os temperos que começaram a chegar vieram do Irã.

As cores e os cheiros dessa região são incríveis. Dá vontade de fotografar tudo! Ah, um ponto alto do passeio é a loja do Youssef, parada de praticamente todos os guias brasileiros de Dubai. Youssef é iraniano e mora no emirado há 18 anos. O mais legal? Ele é apaixonado pelo Brasil! Aprendeu a falar português sozinho e tem várias bandeiras do nosso país em sua loja. É uma figura!

2 dias em Dubai
Loja do Youssef, um iraniano apaixonado pelo Brasil

O mercado do ouro também é bem famoso. São mais de 300 lojas que vendem peças de ouro – lá tem o maior anel de ouro do mundo, de acordo com o Guinness Book. Ele é bastante frequentado por famílias que irão se casar. Isso porque a família do noivo dá para a família da noiva um “dote”, que é algo que possa garantir a segurança para o futuro da mulher (como uma peça de ouro valiosa, por exemplo).

O que fazer em Dubai em 2 dias?
Mercado do ouro

Outra curiosidade do mercado é que a maioria das lojas de especiarias pertencem a iranianos, e as de ouro a indianos.

Al Seef

Saindo do Grand Souk Deira, fomos para a região de Al Seef. Para isso, pegamos o “abra”, barco que atravessa o canal de Dubai conectando Deira a Bur Dubai.

Principais atrações de Dubai
Atravessando o canal de Dubai

A região é muito bonita, mas vale ressaltar que ela é recente. Al Seef foi inaugurada em 2017 e foi construída para demonstrar como eram as casas e comércios antigos dali.

Muitos turistas não sabem desse detalhe e acham que estão em um mercado antigo e típico de Dubai, no entanto, é uma área que foi recriada para mostrar como eram os antigos mercados, porém não é verdadeira. Mas, sim, é linda e vale conhecer!

Almoço no Arabian Tea House

Almoçamos no Arabian Tea House, um dos restaurantes mais famosos (e lindos) de Dubai. Ele possui ambientes internos e externos, além de um pátio muito famoso. Nós chegamos cedo e, por isso, ainda não estava com filas, mas também não estavam servindo o cardápio do almoço.

Onde comer em Dubai?
Arabian Tea House

As opções de brunch estavam deliciosas e pudemos provar um pouco de tudo. A comida estava muito boa e os sucos naturais bem refrescantes!

Planeje sua visita: Arabian Tea House

  • Endereço: Bastakiya Opposite Musalla Post Office – Al Fahidi St – Bur Dubai – Al Fahidi – Dubai
  • Horário: das 7h às 23h

Dubai Frame

Saímos da região antiga de Dubai e fomos para o Dubai Frame, um dos monumentos grandiosos mais recente do emirado. Como o nome sugere, a estrutura é uma “moldura” e, do seu topo, é possível ter uma vista incrível das duas Dubais diferentes: a antiga e a moderna.

Roteiro de 2 dias em Dubai
Dubai The Frame

Inaugurado em 2018, a Dubai Frame tem 150 metros de altura e 95 metros de largura. Até o seu topo, são 48 andares (que você sobe em apenas 75 segundos).

O que eu achei mais legal é essa ideia de dividir e enxergar o passado, o presente e o futuro de Dubai – e a experiência até a chegada no topo é bem imersiva. Você passa por cenários que demonstram como era Dubai antigamente e, quando chega lá em cima, encontra a Dubai moderna.

Lá no alto, também tem uma passarela de vidro onde é possível caminhar (e tremer na base) com a sensação de não ter nada sob os pés.

Reserve seu ingresso para o Dubai Frame

Planeje sua visita

  • Endereço: Zabeel Park Jogging Track – Za’abeel – Al Kifaf
  • Horário: todos os dias das 9h às 21h
  • Ingresso: AED 50 (cerca de R$ 70)

Safári no deserto

Para otimizar nosso tempo, nem voltamos para o hotel e combinamos o pick up da Planitum Heritage já no Dubai Frame. Eles foram os responsáveis pelo nosso passeio de safári no deserto, uma das minhas maiores expectativas para Dubai.

Passeio no deserto de Dubai: como fazer?
Chegada ao deserto de Dubai

Saímos do The Frame pouco antes das 15h rumo à Reserva de Conservação do Deserto do Dubai. O trajeto durou cerca de 1 hora e nosso guia foi nos explicando diversas curiosidades de Dubai e seu deserto, e como os beduínos costumavam sobreviver.

Chegando na reserva, fizemos uma pausa para murchar os pneus do carro e entrar, de fato, no deserto. Ali, também recebemos garrafas térmicas personalizadas para a água, tiramos fotos e colocamos os lenços típicos na cabeça. Partiu deserto!

O que fazer em Dubai?
Deserto de Dubai

Eu não conhecia nenhum deserto, então me impressionei com as infinitas dunas de areia. Durante o passeio, pudemos ver muitos pássaros e Orix, uma das únicas espécies de animais naturais de Dubai.

Deserto de Dubai
Orix, uma das únicas espécies de animais naturais de Dubai

Depois, assistimos o pôr do sol em um espaço super charmoso e confortável; e finalizamos o dia com um jantar mais que especial. No local, que foi montado para lembrar um acampamento beduíno, iluminado por tochas, recebemos o tradicional acolhimento árabe: café e tâmaras.

Curiosidade: dizem que ao chegar na casa de um árabe, ele costuma receber visitas com café e tâmaras como sinônimo de boas-vindas. Mas, quando ele entrega apenas o café, significa que a visita não é em um bom momento. Assim, o visitante “entende o recado”, toma o café e vai embora.

Passeios em Dubai: o que fazer?
Café com tâmaras, um hábito tradicional em Dubai

O jantar foi dividido em 4 etapas e todas estavam deliciosas (e super bem servidas). Foi ótimo e um dos pontos altos da viagem. Adorei e super indico o passeio no deserto.

Reserve aqui seu passeio no deserto

Chegamos no The Ritz-Carlton por volta das 21h30 para relaxar e repor as energias para o próximo dia!

Veja também: O que fazer em Sydney: 15+ passeios imperdíveis

Dia 2

Mais um café da manhã impecável no hotel e às 9h saímos para conhecer o lado moderno de Dubai.

The View at The Palm

Antes de tudo: reserve com antecedência seus ingressos para essas atrações, principalmente na alta temporada. O The View at The Palm foi o observatório que eu mais gostei de Dubai. Ele tem 240 metros de altura e, do seu topo, é possível ter uma vista incrível e em 360 graus da Palm Jumeirah.

Observatórios de Dubai
The View at The Palm

Antes de subir, a atração conta com uma exposição interativa para entendermos melhor a dimensão desse projeto que foi a palmeira e a história por trás dela.

Palm Jumeirah: a ilha artificial de Dubai

A “Palm Islands” foi um projeto ambicioso e inovador de Dubai, responsável por construir ilhas artificiais para ampliar o espaço ao longo de sua costa. A Palm Jumeirah é a maior das três ilhas e tem a forma de palmeira. As suas “folhas” abrigam residências, resorts de luxo, SPAs, restaurantes e instalações de entretenimento. Elas começaram a ser construídas em 2001 e foram finalizadas em 2008.

Observatórios de Dubai
The View at The Palm

Reserve o seu ingresso para o The View at The Palm

Planeje sua visita

  • Endereço: Palm Jumeirah Rd, The Palm Tower – 52nd Floor – The Palm Jumeirah
  • Horário: todos os dias das 9h às 20h30
  • Ingresso: AED 100 (cerca de R$ 135)

Saindo do The View at The Palm, fomos até o “final da palmeira”, onde se tem uma praia pública (de água bem quentinha).

Marina de Dubai

O que fazer em Dubai?
Marina de Dubai

Depois decidimos dar uma voltinha na Marina de Dubai. Caminhamos bastante por toda a orla e fizemos um almoço rápido em um dos shoppings centers que tinham por ali. A ideia inicial era ir até a Ain Dubai by Dubai Holding, a roda-gigante de Dubai, mas no caminho percebemos que estávamos ainda muito longe dela e desistimos (atualmente, ela está fechada para visitação).

Está indo para o Japão? Leia também: Roteiro de 14 dias no Japão

Burj Khalifa

Deixamos a região da costa de Dubai e voltamos para o centro, desta vez direto para o marco mais icônico do emirado, o Burj Khalifa. O prédio começou a ser construído em 2004 e foi entregue em janeiro de 2010. Para a obra, mais de 12 mil pessoas participaram de alguma forma em sua construção.

Roteiro: 2 dias em Dubai
Vista do alto do prédio Burj Khalifa

O Burj Khalifa possui 828 metros de altura e é considerado o edifício mais alto do mundo com 160 andares. Muita gente não sabe, mas boa parte de seus andares são residenciais.

São 2 mirantes abertos para visitação e os elevadores possuem a maior distância de viagem do mundo, do ponto mais baixo até o ponto mais alto: são 10 metros por segundo. Para mim, o mais difícil foi o elevador. Me deu agonia ficar ali dentro vendo os números dos andares subirem tão rápido e sem fim.

Burj Khalifa, em Dubai
Visto do alto do Burj Khalifa

A vista do alto impressiona, sim. Mas confesso que não tanto porque os prédios que estão em volta do Burj Khalifa também são muito altos, então acaba se perdendo um pouco a comparação de tamanho. Diferente dos outros observatórios, não há um caminho que prende a atenção do visitante. O passeio é chegar e subir! Mas, sendo um marco para o mundo todo, vale a pena.

Experiência da Bia: a vista me impressionou bastante. Do topo você consegue perceber bem como tudo em Dubai é muito grandioso (os prédios excessivamente altos) e contrastante (uma cidade super moderna, no meio de um deserto). Olhar a cidade do alto e pensar que um dia no passado aquilo foi tudo areia é impressionante.

O local tem um lounge com cafeteria e sofás para você ficar por ali curtindo a vista.

Reserve o seu ingresso para o Burj Khalifa

Planeje sua visita:

  • Endereço: 1 Sheikh Mohammed bin Rashid Blvd – Downtown Dubai – Duba
  • Horário: todos os dias das 8h às 24h
  • Ingresso: a partir de AED 169 (cerca de R$ 300)

Sky Views Observatory

Depois, fomos direto para o Sky Views Observatory, outro observatório bem em frente ao Burj Khalifa. O edifício possui 219,5 metros de altura e o grande diferencial dele são as opções de entretenimento. No topo, existem espaços que o chão é de vidro, então caminhar por ali já é uma atração por si só.

Roteiro Dubai: o que fazer em 2 dias?
Burj Khalifa visto do Sky Views Observatory

O Glass Slide é uma espécie de escorregador de vidro de um andar para o outro (que me deu bastante medo!). Você senta em cima de um pano em um tubo transparente que envolve a parte externa da torre, conectando o nível 53 ao nível 52 abaixo. O valor do ingresso para o observatório já inclui essa atração.

O que fazer em Dubai?
Edge Walk, plataforma no topo do Sky Views

Para os mais corajosos, é no Sky Views que está também o Edge Walk: uma caminhada pelo lado externo do prédio em que você fica preso por uma corda (AED 504, cerca de R$ 680).

Reserve o seu ingresso para o Sky Views

Planeje sua visita:

  • Endereço: Area Downtown, Standard Chartered Tower – Address Sky View – Dubai
  • Horário: todos os dias das 10h às 22h
  • Ingresso: AED 85 (cerca de R$ 115) | inclui o observatório e uma descida no Glass Slide

Dubai Mall

Para encerrar nosso roteiro Dubai em 2 dias, não tem como não conhecer o Dubai Mall e o show da fonte de água. O shopping é considerado o maior do mundo: são mais de 1200 lojas e centenas de opções de alimentação. A área do shopping é de 1 milhão de metros quadrados, o que equivale a 200 campos de futebol.

A Experiência da Bia:

Para quem curte compras, o Dubai Mall possui uma área só com as maiores grifes italianas de alta costura e as principais marcas de luxo do mundo. As lojas ficam concentradas na Fashion Avenue, facilmente localizada no aplicativo do shopping.

As grandes marcas de eletrônicos como Sony, Samsung, Xiaomi, Canon e etc. também tem loja no shopping.

Além da lojas, o Dubai Mall possui um dos maiores Aquários fechados do mundo e você pode comprar o ingresso para o Aquário combinado com o Burj Khalifa. E que tal patinar no gelo em pleno deserto? O Dubai Ice Rink é uma pista de patinação no gelo, localizada dentro do shopping e , claro, com proporções olímpicas.

The Dubai Mall Waterfall

Uma curiosidade interessante do shopping é que ele abriga a única cachoeira de Dubai (artificial, claro), mas vale a pena dar uma passadinha pra ver. Uma obra de arte com 24m de altura e 30m de largura, The Dubai Mall Waterfall é um dos marcos mais fotografados do Dubai Mall e costuma ser usado como ponto de encontro.

Na queda d’agua é possível ver figuras de homens mergulhando e o objetivo é criar uma ilusão visual, fazendo parecer que os mergulhadores estão se movendo em vez da água. As figuras são esculpidas em fibra de vidro e representam mergulhadores de pérolas saltando na água. O mergulho para a apanha de pérolas foi a principal fonte de subsistência nos Emirados Árabes Unidos e a base para a fundação de Dubai e Abu Dhabi.

Show de fontes no Dubai Mall

Assim como muitas atrações de Dubai, o show de fontes é também considero o maior do mundo. Localizado bem ao lado do shopping, ela foi inaugurada em 2009 e seus jatos de água alcançam 270 metros de altura.

O que fazer em Dubai?
Show de fontes no Dubai Mall

Além dos jatos de água, são usados também cerca de 25 projetores coloridos que projetam imagens no Burj Khalifa e 6.600 luzes brilhantes. São 5 minutos de show em que as águas dançam em ritmos coreografados conforme a musica.

Os shows acontecem todos os dias à noite a partir das 18h de meia em meia hora. Programe-se para chegar um pouco antes para pegar um cantinho especial para assistir esse espetáculo.

Jantar no Time Out Market Dubai

Dentro do próprio Dubai Mall fica o Time Out Market Dubai, um mercado que reúne diversos restaurantes e gastronomias de diferentes lugares do mundo. Achei uma excelente pedida pois tem para todos os gostos e bolsos. São 24 restaurantes, dentre comida italiana, árabe, tailandesa e muito mais. Nós optamos por um restaurante libanês e foi ótimo!

Onde comer em Dubai?
Time Out Market Dubai

O que faltou conhecer no roteiro Dubai?

Com apenas 2 dias acho que meu roteiro Dubai deu conta das principais atrações do destino (baseado também nos meus gostos pessoais, é claro). Com mais tempo, outros passeios que valem a pena conhecer por lá são:

  • Burj Al Arab: um dos cartões-postais de Dubai é o hotel em forma de vela, inaugurado em 1999 e considerado por muitos o único hotel 6 estrelas do mundo;
  • Museu do Futuro: com design diferenciado, este museu abriga exposições focadas em ciência, tecnologia e inovação da próxima geração;
  • Dubai Miracle Garden: o maior jardim botânico do mundo fica aberto entre os meses de outubro a abril, quando o clima está mais ameno;
  • Mesquita Sheikh Zayed: com 1 dia a mais em Dubai, dá para considerar um bate e volta para Abu Dhabi (cerca de 140 km de distância) e conhecer a Mesquita Sheikh Zayed, conhecida como Mesquita Branca.

Veja também: Roteiro de 15 dias no Vietnã

Como se locomover em Dubai?

1) Transporte público

Como Dubai cresceu de forma organizada e, principalmente projetada com uma estrutura impecável para receber turistas, é possível se locomover facilmente de transporte público por lá. Inclusive, os principais pontos turísticos de Dubai estão conectados através do metrô.

2) Contratar uma operadora de turismo

Eu, como tinha pouco tempo e, ainda assim, queria conhecer o máximo de atrações possíveis, preferi fechar todos os transportes com a Arabian Adventures — uma operadora de turismo que fornece, além dos passeios, translado também. Foi muito bom para não perder tempo procurando uber, táxi ou indo até estações próximas.

Roteiro Dubai | Ideias na Mala
Os carros da Arabian Adventures eram extremamente confortáveis

Porém, é preciso o alerta: Dubai tem trânsito, e muito! Para quem é de São Paulo, espere um tráfego relativamente parecido com a capital paulista (principalmente nos horários de pico).

3) Aluguel de carro

Outra opção é alugar carro em Dubai. É bem fácil dirigir pela cidade com gps e você consegue estacionar com facilidade no local. Entretanto, para alugar carro em Dubai é obrigatório ter a permissão internacional para dirigir (PID – facilmente tirada no DETRAN) ou ter habilitação do EUA.

Para o aluguel de carro nossa dica é a RentCars, um comparador de locadora de automóveis que te ajuda a selecionar o melhor custo x benefício para sua viagem aos Emirados Árabes. Com ele você pode pagar em Reais, sem IOF e parcelar em até 10 vezes sem juros.

Alugue seu carro aqui

Visto e seguro viagem para Dubai

Para planejar a sua viagem e seu roteiro Dubai, não se preocupe com um visto. Brasileiros não precisam do documento para ingressar nos Emirados Árabes.

O seguro viagem também não é exigido, porém nunca viaje sem um bom seguro viagem, ainda mais para um lugar tão longe! O Ideias na Mala sempre usa os seguros da Seguros Promo.

É um site esperto que compara os seguros e te ajuda a encontrar o melhor custo x benefício para a sua viagem. Use o código IDEIASNAMALA5 para ganhar até 15% de desconto na compra do seguro.

Onde ficar em Dubai

Decidir onde se hospedar em Dubai pode ser tarefa difícil, afinal são regiões bem distintas umas das outras e os preços não são tão convidativos. A primeira tarefa é decidir se você quer se hospedar em um resort ou em um hotel, e a partir disso pensar em que região é melhor se hospedar.

Para quem optar por usar transporte público ou carro de aplicativo, é melhor se hospedar nas regiões mais centrais. O uber cobre muito bem todo o emirado, mas a região da “palmeira” é mais longe então você vai acabar gastando muito pra se deslocar de uber a todo momento.

Jumeirah Beach e Palm Jumeirah são regiões mais caras para se hospedar, mas também onde estão os resorts luxuosos, caso esse seja o seu estilo de viagem. Por outro lado, a região de Bur Dubai (lá onde estão os souks) possuem preços mais convidativos.

Eu fiquei hospedada no The Ritz-Carlton no centro financeiro de Dubai, onde há excelentes hotéis também. Foi incrível poder relaxar e descansar em um ótimo hotel. Mesmo com pouco tempo para curtir as possibilidades do The Ritz-Carlton, priorizei pelo conforto e localização estratégica após dois dias cansativos de passeios.

Reserve o The Ritz- Carlton aqui

Jumeirah Beach e Palm Jumeirah

Bur Dubai

Centro Financeiro de Dubai (Trade center)

Veja aqui mais opções de hospedagem em Dubai

E aí, curtiu o nosso roteiro Dubai em 2 dias? Ficou com alguma dúvida ou tem alguma sugestão? Escreva nos comentários!

PLANEJE SUA VIAGEM

  • HOSPEDAGEM: Veja os melhores hotéis para ficar em Dubai
  • ALUGUEL DE CARRO: Melhores tarifas com parcelamento em até 10x sem juros
  • SEGURO VIAGEM: faça sua cotação e contrate seu seguro com 15% de desconto
  • INSTAGRAM: Nossas melhores dicas em tempo real. Te vejo por lá?!
Avatar
Malu Pinheiro
Apaixonada pelo diálogo e por viagens, levo um pouquinho do lado jornalístico a cada destino que chego. Natureza e praias estão presentes em quase todos meus roteiros - não vivo sem!

Viaje Melhor

Links para você reservar hotéis, comprar seguro viagem com desconto, conferir atrações e passeios incríveis e alugar carro em qualquer lugar do mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *