Bélgica: Roteiro de um dia em Ghent

31
Grasley - Ghent Bélgica

Gante, ou Ghent, como dizem os locais, é a quarta maior cidade da Bélgica e a minha preferida. Gosto de Ghent porque ela combina o charme de Brugges com a agitação de Bruxelas e o toque estudantil de Lovaina (Leuven). Ghent tem um centro histórico super fofo e é uma excelente opção de bate e volta de Bruxelas. Veja aqui um roteiro passo-a-passo com tudo o que você precisa saber para aproveitar o seu dia em Ghent ao máximo.

Bélgica: Roteiro de um dia em Gante (Ghent)

Como chegar?

  • Pegue em trem de Bruxelas ( Zuid/Midi station) até a estação Ghent St-Pieters
    Preço: 9 Euros (cada perna) – preço atualizado em fev/2016

Tarifa de final de semana | Dica do Andrew Nunes:

Das 19:00 horas de sexta-feira até o domingo rola uma tarifa proporcional por toda a Belgica. A ida e volta Bruxelas – Gantes custa 10,00 Euros!

Da estação ao centro

A estação fica relativamente longe do centro – dá para ir a pé, mas não recomendo porque o caminho é sem graça – então pegue o tram número 1 e desça na parada Korenmarkt. O tram custa 1,20 se comprado nas máquinas da estação ou 2 Euros pagos direto ao condutor.

O que visitar: Roteiro de um dia por gante

Ghent, Bélgica

Esse é um passeio super tranquilo e agradável pelo centro de Gante. O percurso total a pé é de cerca de 1,5 Km passando pelos principais pontos turísticos da cidade como o Castelo de Ghent, Catedral de São Bavo, Graslei e a bonita torre do sino.

Mapa do passeio no google maps
Tive que marcar dois pontos comerciais em Graslei e Koranlei para conseguir fazer o trajeto que eu queria.

Passeio em Ghent - Google Maps

A estação de trem Gent-St-Pieters

Gent-St-Pieters

Construida para a exposição mundial de 1913 e desenhada pelo arquiteto Louis Clocquet, a estação de Ghent é a primeira boa impressão de quem chega na cidade. Um pomposo prédio de tijolos com uma torre do relógio comprida e uma decoração interna no estilo mourisco, toda colorida com arabescos diferentes.

Gent-St-Pieters - Parte de dentro

Olha só que lindo o lado de dentro da estação de trem Gent-St-Pieters

Antes de pegar o tram rumo ao centro da cidade, atravesse a rua para fotografar a estação de longe e se espantar com a quantidade altíssima de bicicletas.

Bicicletas em Gante

O Castelo dos Condes (Gravensteen)

Comece seu passeio na cidade pelo Castelo dos Condes ou Gravensteen, um castelo do século XII, que fica bem no centro da cidade. Depois de subir no alto das torres e se apaixonar por Ghent vista do alto você conseguirá se localizar razoavelmente bem na cidade. O passeio auto guiado dura uns 40 minutos e é bem interessante.

Castelo de Ghent

Entrada para adultos: 10 Euros  – Jovens até 25 anos: 6 Euros. | Aberto todos os dias das 10:00 às 18:00

Destaques do Castelo de Ghent

Sei que já falei da vista, mas vou reforçar meu ponto: lá de cima a cidade é tão perfeitinha que parece ser de brinquedo. Casas antigas coloridas, igrejas pontiagudas recortadas pelo canais com suas pontes e barcos. Chega a ser poético. Outra coisa que adoro nesses castelos medievais são as bandeiras coloridas, e nesse quesito, o castelo de Gantes está muito bem representado.

Vista do alto do Castelo de Ghent

Ghent vista do alto do Castelo dos Condes

Arquitetura
A parte de fora do castelo está impecávelmente conservada e as torres e formas pontiagudas são um verdadeiro show. Por dentro o castelo está meio vazio, mas cheio de detalhes lindos como corredores de pedra repleto de arcos góticos..

Castelo de Ghent

Salas de Tortura
A sala de torturas tem uma série de engenhocas brutais que por muitos anos assombraram as memórias de infância da minha amiga Belga Elizabeth que visitou o castelo com a escola durante o primário e ficou apavorada com esse pedaço. Brincadeiras a parte, as salas de tortura são algo tão distante da nossa realidade que vale a pena conhecer e entender.

Sint Veerplein – A praça em frente ao castelo

Saindo do Castelo dos Condes, repare na praça fofa repleta de casinhas históricas que fica em frente ao castelo. A praça Sint Veerplein foi batizada em homenagem a um dos santos da cidade e já serviu de lugar para execução dos falsificadores de dinheiro, de mercado de frutas e peixes. Hoje é uma das praças mais turísticas da cidade com vários barzinhos com mesas ao ar livre. Essa pracinha me lembrou um pouco as praças de Brugges e Antuerpia, ambas no mesmo estilo.

Sint Veerplein Ghent

Os tradicionais “narizes” de Ghent
Perto da Sint Veerplein, você pode experimentar o tradicional doce de Ghent. Um doce cor de beterraba, doce pra caramba. Achei bem ok para falar a verdade, sorte que o cara me deu um para experiementar antes de eu comprar o pacotinho. “desculpa ai moço, mas é um pouquinho doce de mais para mim”. Oooops, sai na cara de pau e sem comprar doce algum.

Nariz de Ghent

Narizes de Ghent, o doce tradicional da cidade.

Os canais de Ghent & Passeio de barco.

Ghent é cortada pelo rio Lis e por inúmeros canais. Assim como Brugges, a água é um dos grandes atrativos da cidade e os passeios de barco pelos canais são super populares entre os turistas. O passeio parece bacana, mas tinha tanta gente que fiquei com a maior preguiça do mundo de experimentar. Mas, dei uma bela volta em torno dos canais e super recomendo que você faça o mesmo. E claro, se alguém ai fez o passeio de barco, conta pra gente o que achou?!

Passeio de Barco - Ghent

Mais informações sobre o passeio no site da cidade | Preço do passeio 6,50 Euros – crianças até 12 anos: 3,50.

Grasbrug: A vista mais linda da cidade

Para admirar a cidade em sua totalidade com todas as torres e pontas que você tem direito, vá até a pequena ponte Grasbrug – uma ponte antiga de madeira – que fica pertinho do museu de Design de Ghent. A vista da ponte é espetacular.

St. Michels Bridge: as casas mais lindas de Gante

Continuando a sessão de visitas bonitas, é hora de caminhar até a St. Michels brigde e de frente para o rio (do lado de Koranlei) curtir a vista de Graslei. As duas margens do rio merecem um passeio a parte se você tiver tempo e vontade.

Casas em Grasley - Gent

Casas em Grasley – Ghent

De frente para o rio estão alguns dos exemplos mais belos de arquitetura em Gent, telhados com dezenas de dobradinhas (desculpem arquitetos de plantão, não tenho a menor ideia do nome técnico desses “degraus de telhado”, muitas janelas e algumas pontas. Algumas casas tem ornamentos no topo das janelas e outras ornamento no ponto mais alto da casa. A maioria das casas de Graslei tem nome e muita história, duas das mais famosas são: Korenmetershuis” (casa dos pescadores de grão) construída em 1435 (primeira casa da foto a esquerda) e Spijker, uma casa de pedra acinzentada, que funciona como bar/ cervejaria.

St. Nicolas Church – Do lado do Belfry

Dali seguiremos para a St. Nicolas Chuch é a igreja que fica ao lado da Torre do sino da cidade.

St. Nicola Church - Ghent

St. Nicolas church em Ghent

Apesar de mais antiga que a Catedral de St. Bavos, ela esta melhor conservada e mais iluminada do que a catedral da cidade. As esculturas são muito bonitas, os vitrais imensos e o órgão também merece destaque.Do lado de fora, a St. Nicolas se destaca por suas torres pontiagudas.

Interior da St. Nicolas Church - Ghent

A torre do Sino (Belfry ou Belfort)

A torre do Sino (Belfry) é o símbolo da independência da cidade. Sua construção teve inicio em 1313, mas a torre só ganhou sua altura atual no século 20. A vista do topo da Belfry é mais alta do que a do castelo porém menos central.

Belfry de Ghent

Prisão e relógio
Lá dentro do Belfry há uma prisão histórica e a torre do relógio que é super bonita, mas o destaque é realmente a vista lá do alto…

Vista do Belfry de Ghent

Vista do Belfry de Ghent

A Catedral de St. Bavos

A última parada oficial é a Catedral de St. Bavos ou St-Baafskathedraal (como você podem ver, Holandes é uma lingua super simples e amigável!) uma antiga catedral de pedra datada de 1559, com um interior discreto repleto de arcos góticos e bonitos vitrais. A interior é um pouco escuro com o altar de marmore preto branco.

Catedral de St. Bavos

A adoração do cordeiro mistico

A grande jóia desta catedral é a obra de arte “Adoration of the Mystic Lamb” de Hubert and Jan van Eyck pintado por volta de 1432. A longo dos séculos, a obra foi roubada e desroubada. Roubada por Napoleão, chegou a um triz de ser queimada pelos Calvinistas e foi absurdamente desejada pelos nazistas. (Para quem quiser ler mais sobre os misterios da obra, veja este link)

Altar da catedral de St. Bavos,

Altar da catedral de St. Bavos

E entrada da Catedral é gratis mas para visitar a “Adoração do cordeiro místico” há uma entrada de 4 Euros. Museu aberto das 10:30 às 16:00 e Catedral aberta das 8:00 as 18:00.

Coisas que faltaram no meu passeio que você pode incluir no seu

Werregarensteeg

Os grafites super coloridos que Gent. Li boas reviews e as fotos do Google Images são bem interessantes.

Recomendações de lugares & comidinhas que não tive a chance de provar

Balls & Glory: Almôndegas divinas
Você pode pedir uma porção com 5 pequeninas ou pedir logo a gigante “Glory Ball” (Bola da glória) – 200g de carne. Preparadas na hora e servidas com pure de batatas.
Endereço: Sint-Jacobsnieuwstraat 103. Veja no Google Maps.

Bar Buro
Uma mistura de Bar com Co-working space super descolado
Endereço: Botermarkt 6. Veja no Google Maps.

Quetzal
Cafés e chocolates quentes. O Cacau shot paraece ser imperdível para amantes de chocolate.
Endereço: Sint Pietersnieuwstraat 99. Veja no Google Maps

Mais ideias do que ver & fazer em Ghent aqui.

 

Guarde este post no Pinterest!

roteiro de viagem ghent, bélgica

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

31 comments

  1. Thais 22 outubro, 2017 at 02:37 Responder

    Olá Mari!
    Gostaria de pedir uma ajuda!
    Ir a Ghent em uma manhã de inverno (visitar o castelo e arredores apenas) é muita loucura? Estaremos indo para Bruges e pensamos em parar em Ghent.
    Outra dúvida, na estação de trem de Ghent há maleiros?
    Vi acima que você aconselha escolher Ghent ou Bruges, mas estávamos pensando em fazer uma breve parada apenas. Gostaria de saber se vale a pena.
    Att.
    Thais

    • mari vidigal 22 outubro, 2017 at 03:25 Responder

      Oi Thaís,
      Olha eu parto do principio que melhor conhecer uma cidade bem conhecida do que sair correndo e não ver nenhuma e nem outra direito. Bruges sozinha rende mais do que um dia inteiro de visita, a cidade é tão charmosa e tem tanta coisa legal para ver e fazer que eu não acrescentaria nada. Especialmente no inverno quando as atrações abre tarde, fecham cedo e o dia vira noite num piscar de olhos. Em resumo, se quiser tentar, manda ver. Eu não fiz, não faria e não recomendo.
      Beijos

  2. William Shakespeare 9 abril, 2017 at 13:59 Responder

    Muito obrigado pelo post detalhado! Embarcamos amanhã para a Europa e Ghent está no nosso roteiro! Esse percurso pode ser feito numa tarde até o anoitecer e depois voltarmos para Bruxelas? Pq eu queria fazer Bruges pela manhã e Ghent a tarde e início da noite! Desde já agradeço!

    • mari vidigal 9 abril, 2017 at 23:09 Responder

      Acho apertado William. Dá para fazer correndo, mas eu se fosse você, escolherei uma das duas cidades para passar o dia todo sem pressa!
      Abraços

  3. Erick Ribeiro 1 abril, 2017 at 16:52 Responder

    Mari MT obrigado pelas dicas valiosas, cheguei em Ghent ontem à noite. Estou organizando algumas coisas primeiro antes de conhecer a cidade, pois compramos um motorhome e viajaremos a Europa por três meses.
    Grande abraço e mais uma vez obrigado.

  4. Camila 2 março, 2017 at 02:09 Responder

    Parabéns, excelente Post! Obrigada por compartilhar!
    Passarei por lá em abril e ajudou muito. Vamos dormir lá em Gent, vc tem dicas de bares ou Pubs para ir a noites?
    Vlw

    • mari vidigal 6 dezembro, 2016 at 05:12 Responder

      Oi Cinthia,
      Obrigada pela visita. Sabe que to enrolando horrores para tirar esse post de Brugge do mundo das ideias e colocar aqui no site. Já visitei a cidade duas vezes e acho um charme.
      Beijos

    • mari vidigal 22 agosto, 2016 at 22:49 Responder

      Acho uma maratona louca, e não faria de jeito nenhum, mas se quiser muito, dá sim. Rs
      Acho que ambas as cidades são lindas e merecem ser vistas sem pressa.
      Beijos

  5. Andrew 12 junho, 2016 at 10:10 Responder

    Só uma dica, mari: pra quem vai visitar as cidades no final de semana, existe a tarifa week-end. Ida e volta a partir de 19h de sexta até o domingo custa 10 euros. Pra Antuérpia fica por 8,40! Uma baita economia! Parabéns pelo blog!

    PS: pode inclusive reservar pela internet!

  6. Renato 17 fevereiro, 2015 at 17:36 Responder

    Vou fazer um bate volta partindo de Paris à Bruxelas. No mesmo dia consigo fazer outra cidade? Compensa mais Bruges ou Ghent?
    Obrigado e parabéns pelo site. Ótimas dicas.

Post a new comment

Veja também