Vietnã: o que fazer em Hoi An

14
Hoi An - Vietnã

Lanternas coloridas iluminam as ruas de pedra do antigo centrinho de Hoi An, uma das cidades históricas mais bem preservadas do Vietnã, e a queridinha de 9 a cada 10 pessoas que visitam o país. E não é para menos, Hoi an é uma experiência mágica em todos os sentidos: a cidade é linda, barata e muito bem cuidada, a comida é maravilhosa, e de quebra, você ainda poderá fazer roupas lindas sob medida de um dia para o outro! Um lugar que pretendo voltar, e muito em breve :).

Nesse post divido com vocês dicas incriveis do que ver e fazer na cidade, sugestão de alfaiates ara fazer roupas sob medida, lista de passeios testados e aprovados por nós e tudo o que você precisa saber para montar um roteiro perfeito! Vem comigo?

Vietnã: o que fazer em Hoi An  – um guia para se apaixonar pela cidade!

Nesse post você encontrará:

[Dica: você pode ler o post inteiro ou clicar no item acima para ir direto ao ponto que te interessa.]


O que fazer em Hoi An?

Passear pelo centrinho da cidade

O centrinho de Hoi An é um charme, uma composição quase poética de casinhas amareladas enfileiradas em ruas estreitas de paralelepípedo, e um riozinho super fotogênico. A cidade enriqueceu e prosperou graças a seu porto que durante anos conectou diversos países asiáticos. Hoi An tornou-se um dos centros comerciais mais antigos do Vietnã, e essa riqueza segue estampada na arquitetura da cidade.

Centro de Hoi An

Centro de Hoi An

Motos e carros estão proibidos de circular nas ruas mais turísticas (o que nem sempre é respeitado, mas só de não ter que atravessar a rua com a emoção cotidiana e com o vai-e-vem frenético das motos das grandes cidades vietnamitas, já achei o máximo!) então reina a tranquilade e o vai e vem de turistas e locais (muitas vezes usando o simpático chapeuzinho de bambu vietnamita que é uma graça.

O centrinho concentra muitas lojinhas de artesanato lindas, galerias de arte e uma quantidade impressionante de alfaiatarias que entregam a peça que você escolher da noite pro dia. O legal é vasculhar cada lojinha com calma e descobrir pequenos achados. Tem MUITA coisa linda!

Barzinhos do outro lado do rio

Barzinhos do outro lado do rio

Atrações que visitamos:

A ponte Japonesa: esta antiga ponte de madeira é um dos marcos da cidade. A ponte é linda tanto de dia, quanto de noite quando ganha iluminação especial. A ponte marca a aproximação das duas culturas em Hoi An, já que de um lado do rio viviam os japoneses e do outro lado os vietnamitas. A ponte aproximou e permitiu o comércio entre os dois povos. Na entrada da ponte você será recebido por um macaco simpático, e do lado de dentro visitará um pequeno templo budista. A visita não demora mais do que 5 minutos e é interessante.

Ponte Japonesa em Hoi An

Ponte Japonesa em Hoi An

A casa Tan Ky: Uma das casas antigas mais bem preservadas da cidade, a parte de cima da casa ainda serve de residência para a sétima geração de uma família de comerciantes que construiu e batizou a casa. Tan Ky significa “Loja do progresso”, fazendo alusão aos negócios da família. A casa é decorada com fotos antigas, um pequeno templo budista e muitos elementos chineses.

Casa Tan Ky - Hoi An

Ornamentos chineses na casa Tan Ky

Phuc Kien Assembly Hall: Este bonito templo cor de rosa foi construído pela etinia chinesa mais numerosa na cidade para a Deusa Thien Hau, deusa do mar, que protege os navios e marinheiros. Como importante polo portuário, não é de se espantar que o templo da Deusa do mar estivesse entre os mais lindos da cidade, certo? O templo é todo ornamentado, com detalhes muito bonitos como os azulejos de flor, e os incensos em espiral no teto.

Phuc Kien Assembly Hall - Hoi An

Esta pagoda rosa, decorada com balões vermelhos foi amor a primeira vista

Incensos no teto do templo em Hoi An

Incensos pendurados no teto do templo. Cada incenso desses leva um pedido.

Templo de portão azul: Este templo lindo, que não consigo encontrar o nome de jeito algum (alguém aí sabe, por favor?), fica quase em frente ao mercado de Hoi An! Também me chamou atenção por suas cores e detalhes: paredes azuis, janelas verdes e portas vermelhas, um jogo de cores super vivas com detalhes dourados entalhados em madeira. Também vale a visita!

Templo em Hoi An

Templo em Hoi An

Oha só que delicadeza este mini Buda na árvore

Hoi An Folklore Museum: Essa foi a parada mais sem graça do dia, um museu bem pobrinho com bonecos toscos e feiosos que tentam explicar as tradições locais como pesca, dança e tecelagem. A parte legal da visita, foi a explicação de uma mulher sobre com reconhecer a seda de verdade, a parte chata é que ela ficou tentando me vender algo e fez uma cara horrível de mal humorada quando não comprei nada. Achei bem meia boca e não recomendo!

Museu do Folclore, Hoi An

Museu do Folclore: Muito boneco tosco pro meu gosto

Vista do Museu do Folclore Hoi An

O que salvou a visita foi a vista do alto do museu

Hội An Handicraft Workshop and Traditional Concert (mercadinho e show de dança típica): Cheguei nesse showzinho mega desconfiada achando que era mais um golpinho e fui incrivelmente bem sorprendida. O show é curtinho, mas bem interessante e as danças são bem bonitinhas. Gostei mesmo!

Show de dança no Handicraft Workshop

A polêmica taxa de visitação

Em meados de abril de 2015  o governo vietnamita tem tentando exigir o pagamento da taxa de visitação de museus que custa 120,000 (+- 6 dólares e te dá direito a escolher até 4 lugares para visitar- para entrar no centro. Isso tem gerado insatisfação tanto por parte do turistas quanto por parte das lojas que estão dentro da área taxada. A recomendação em vários sites é que você evite as ruas principais e entre no centro por uma das ruazinhas pequenas que não tem controle de ticket. Ninguém está feliz em pagar simplesmente para caminhar pelo centro! Então bora seguir nossos amigos gringos e boicotar essa medida pouco inteligente.

Mas se você pretende visitar as atrações e museus descritos acima, algo que eu SUPER recomendo, o ticket é obrigatório.

Fazer um tour fotográfico & gastronômico pelo Cho Hoi An

Passear pelas alamedas apertadas do mercado de Hoi An foi uma das experiências mais especiais da viagem. Chegue cedo para ver o mercado movimentado e os locais interagindo, comprando e negociando legumes que eu nunca tinha visto, peixes que eu jurei que jamais comeria e provavelmente foram parar no meu prato na hora do jantar, carnes, frutas e todas as coisas gastronômicas que você sonhar! Na hora do almoço volte e escolha um dos stands para comer. Comi maravilhosamente bem e barato nesse mercado.

Mercado em Hoi An

Venda de legumes no Cho Hoi An

Mercado de Hoi An

Pausa para o ciagarro

Mercado Cho Hoi An

Venda de frango em Hoi An

Mercado de Hoi An

Saindo do mercado carregada de compras

Fazer uma aula de culinária na Red Bridge

Uma experiência SUPER especial foi o Curso de culinária Vietnamita da Red Bridge Cooking School .Essa foi uma dica da querida Dri Setti do blog Achados, que testei e assino embaixo. O Curso inclui passeio guiado pelo mercado de Hoi An, ida de barco do centrinho até a escola, aula de culinária + almoço (sim, você vai provar todas as delícias que preparou) , quem quiser passar o final da tarde na piscina deliciosa da escola está mais que convidado e volta para o centro. O Curso custa $32 e vale cada centavo!

Aula de culinária no Red Bridge Cooking School

Aula de culinária no Red Bridge Cooking School

E não se engane. A cidade tem diversas escolas de culinária, algumas boas, outras bem meia boca. Jamais siga a recomendação do seu hostel/ agência de turismo, eles são comissionados e vão te vender o que der mais lucro para eles.

Ver as ruas da cidade iluminadas pelas lanternas

A noite as ruas de Hoi An ganham um colorido especial e são iluminados por centenas de lanternas de papel coloridas, uma mais linda que a outra. As lanternas, que já são lindas de dia, trazem um colorido especial a cidade. E pra curtir a noite na cidade, você pode tomar um drink nos barzinhos em frente ao rio, ou entrar na bagunça dos barcos bar. Eu fiquei com a cervejinha do lado de fora, mas a galera que tava viajando comigo curtiu bastante o “Open Bar” de Hoi An. Nesse post a Carol do Mochilão Trips dá algumas dicas para quem quiser curtir a noite na cidade.

Lanternas de Hoi An

Lanternas de Hoi An

Fazer compras no mercado noturno

Outro programa que faz o maior sucesso é o Night Market (mercado noturno) de Hoi An. Aqui você poderá comprar lembrancinhas de viagens e as famosas lanterninhas de papel. O mercado noturno de Hoi An é bem sem graça comparado com outros mercados noturnos da Ásia, mas a iluminação vale o passeio.

Fazer roupas sob encomenda

Fazer roupas caprichadas, casacos, ternos e até mesmo vestidos de festa por um preço incrivelmente barato, é uma da coisas que mais encanta os turistas da cidade. Hoi An tem mais de 500 alfaiatarias de qualidades e preços que variam consideravelmente. A dica para se dar bem é pedir recomendação, e pedir para ver as roupas de algum viajante que você conhecer pelo caminho. Tem MUITO vigarista e loja de qualidade meia boca na cidade, não vale a pena arriscar as escuras.

Hoi An - Roupas sob encomenda

Onde fazer roupas em Hoi An?
Eu testei 3 alfaiates diferentes: um top (A Yali) e dois com bom custo beneficio a Bao An e a Bao Diep. A Yali é ideal para roupas de festa, minhas amigas fizeram vestidos para serem madrinhas de um casamento, os tecidos, acabamento e nível de detalhes são espetaculares. Na Bao An e Bao Diep eu fiz vestidinhos para o dia a dia e casacos de inverno. Os caras são muito bons de casacos e acertaram tudo de primeira. Os vestidos deram um pouco mais de trabalho, mas ficaram bem bons.

Como funciona?

Você pode levar uma foto da roupa que deseja ou escolher algo do catálogo deles (A Yali arrasa na vitrine e nos modelos já prontos. As duas outras não fazem isso tão bem, mas tem fotos de revistas bacanas), eu se fosse você escolheria algo bem diferente de uma revista de moda. Em seguida você negocia o preço (pode negociar bem) e assim que vocês entrarem em acordo, você escolherá os tecidos e depois disso, eles te medem. No dia seguinte você volta para fazer a primeira prova e em seguida fará os ajustes necessário até que a roupa fique pronta. As lojas exigem um sinal de 50%, e caso as roupas não fiquem boas, você consegue negociar a devolução. Fiz dois casacos de inverno por $45 e não lembro o preço dos ventinhos, mas foram baratos.

Hoi An - Roupas sob encomenda

E olha só meu casaco novo!

Indicações de loja na rua

Uma pratica muito comum em Hoi An, é que na ruas as pessoas te abordem (Eles perguntam seu nome, de onde você é, e em seguida tentam te levar para um alfaiate conhecido). Não preciso nem dizer que eu se fosse você não arriscaria, preciso? Essa é a coisinha mais chata de Hoi An, os caras não de dão sossego nem quando você está pedalando a bike. A pergunta que não quer calar é… será que alguém desvia a rota da bicicleta para ir mandar fazer roupas num lugar que nem conhece? Possivelmente sim.

Passeio de barco pelo rio de Hoi An

Fiz este passeio a caminho da minha aula de culinária (já estava incluso no pacote, já que a escola ficava longe do centro) e gostei bastante. A grande sensação é faze-lo durante o pôr do sol, e ter a perspectiva da cidade iluminada pela luz do dia, ver o sol se pondo do barco e a luzes das lanternas acendendo.

Passeio de barco em Hoi An

Ir a Praia

A praia de Hoi An não é a praia mais linda da Ásia, e muito menos do Vietnã, mas é uma praia bem gostosa, especialmente se o calor estiver forte. A praia mais perto do centro a Cu Dai, pouco menos de 5 Km de bicicleta por um caminho lindo cheio de plantações de arroz. Naquele dia, saí de casa sem câmera, então tirei poucas fotos, e quase nenhuma do caminho. Sorry! Eu tava afim de entrar no mar sem ter que ficar vigiando minha máquina e sem medo de ser feliz. Foi ótimo!

Praia em Hoi An

Quanto mais para a esquerda, melhor a praia

A praia sofreu uma erosão forte nos últimos anos e para contornar a situação os vietnamitas fizeram um remendo bem feio com sacos de areia. Mas é só caminhar bastante para a esquerda que você chega num pedaço menos explorado e muito mais gostoso da praia. Aqui o único incômodo são as pessoas que de 5 e em 5 minutos vem tentar vendar algo. Acabei comprando uma penca de bananas de uma senhorinha de uns 80 anos que fazia um esforço danado para caminhar pela praia levando seu cestão. Torci para que com 1 Kg de banana a menos e um dinheirinho no bolso ela voltasse logo para casa.

Dica para quem vai de bicicleta

Para tentar engrupir os gringos, os locais montam pedágios na rua e pequenos estacionamentos de bicicleta “obrigatórios” improvisados. Você não precisa e nem deve estacionar lá. Leve a bicicleta com você até a parte menos movimentada da praia, lá ninguém vai te encher a paciência.

Aluguel de cadeiras, comida & bebida

Para quem vai sentar em algum quiosque, ao menos que você coma, e beba lá você terá quem pagar o aluguel das cadeiras. E não vale ser um ou outro. Tem que comer e beber! [Essa é a regra mais estranha que já ouvi na vida]. A vantagem é que eles guardam sua bike sem cobrar um tostão!

Bate-e-volta desde Hoi An

E pra quem tem bastante tempo na cidade, visitar a cidade de My Son, que tem templos lindos no estilo do Angkor Wat pode ser uma excelente alternativa de bate-e-volta. A Carol do Mochilão Trips, fez e gostou. Outro passeio que os locais recomendam, mas que eu detestei é a Marble Mountain, uma montanha feiosa com esculturas bizarras de Budas iluminados de Neon e outras breguices. A vista da cidade é até que interessante, pena que Da Nang é feíssima! Ou seja, não recomendo nem a montanha nem o passeio.

Vista da Marble Mountain

Vista da Marble Mountain

Transporte: como se locomover em Hoi An

A forma mais legal e mais conveniente de se virar em Hoi An, é alugando uma bicicleta. A maioria dos hotéis e hostels oferecem Bikes por um dólar por dia. Quem preferir também pode alugar uma moto (não pesquisei o preço, sorry), mas lembre-se que as motocas não entram no centro antigo. Para quem não gosta de pedalar e quer visitar lugares mais longe como a praia, a saída é a moto taxi.

Bicicleta em Hoi An

Bicicleta em Hoi An

Onde Comer?

Hoi An é o paraíso da comida vietnamita, juro, comi maravilhosamente bem. Eles tem várias comidinhas típicas da região, uma mais gostosa que a outra. Se você souber escolher, tanto na rua quanto em restaurantes, irá comer mega bem. Como diria a Dri Setti, comi enlouquecidamente! 🙂

Mercado de Hoi An

Um dos melhores custo beneficios da cidade. Escolhi uma barraquinha ao acaso (Mrs Diêp – Hang Con) e comi dois pratos típicos que a senhora do restaurante me indicou. Um Wanton Frito (uma casquinha que lembrava um nacho frito) coberto com pedacinhos de tomate bem temperado e um noudles de arroz delicioso. Espetacular. Se tivesse ficado mais tempo na cidade, teria comido no mercado mais vezes.

Mercado de Hoi An

Wonton Frito do mercado de Hoi An

Mercado de Hoi An

Nodles Caprichado do mercado de Hoi An

Hai Café

Essa é uma dica muito legal para quem quer algo mais caprichado, e em pleno centro histórico de Hoi An. O Hai Café é do mesmo grupo do Red Bridge Cooking School onde fiz meu curso de culinária, e serve pratos típicos super gostosos. A sensação da casa são os Woks gigantes preparados pelos chefes na frente de todo mundo, fiquei morrendo de vontade de provar.

Red Bridge

O Red Bridge fica afastado do centro e para chegar lá você terá que fazer um passeio de barco, ou contratar um taxi/moto taxi, mas juro que vale a pena. As comidas são divinas, e o espaço é maravilhoso. Um gramadão fantástico com uma piscina maravilhosa aberta para os clientes. Amei de paixão! Quem preferir, pode fazer como eu, e ter aula de culinária no próprio espaço do restaurante. Recomendo muito!

Red Bridge Restaurant - Hoi An

Comida do Red Bridge

The Chef 166: Drink ou sobremesa comuma vista caprichada

Esse espaço gracinha combina uma das lojas mais fofas do centro antigo com um terraço/ restaurante lindo. A comida, uma mistura oriental com um toque mais ocidentalizado, estava boa (nada maravilhoso, mas pode ser uma boa alternativa para quem estiver de saco cheio do tempero asiático ) mas a vista é bem legal. Recomendo o restaurante mais para uma sobremesa e um drink, o ambiente é tão gostoso que vale a visita.

Vista do Restaurante Chef 166 - Hoi An

Vista do Restaurante Chef 166

Banquinhas de rua e mercadinhos

E como eu ja adiantei na introdução desse post, Hoi An tem MUITA comida de rua boa espalhada pelos mercados e feirinhas da cidades. Para escolher, busque os lugares mais cheios, siga seu nariz (quando o cheiro é bom, a chance da coisa ser boa é alta) e sua intuição

Giêng Bá Lê

Essa foi uma indicação do meu hostel. Como cheguei tarde da noite, não tive tempo para pesquisar onde ir e tive que seguir a dica (algo que eu geralmente evito, prefiro seguir dica de viajante que é muito mais confiável, especialmente na Ásia onde tudo é comissionado). E não é que gostei? Comemos um menú de preço fixo (não era caro e nem barato) e comemos espetinhos de carne e saladinha a vontade. Gostei!

Comida - Hoi An

Onde não comer:

Os restaurantes do outro lado do rio são caros e meia boca, não gostei da experiência, nem da comida e nem do atendimento. A região é uma graça, mas vale mais a pena tomar um drink do que comer.

Informações práticas:

Como Chegar?

A pergunta mais comum entre os visitante de Hoi An é: “Você está vindo do norte ou do Sul? Como Hanoi fica bem no meio do país, é aqui os os visitantes vindos das duas pontas do Vietnã se cruzam antes de seguir viagem. Quem vem no Norte geralmente vem de Hue ou direto de Hanoi e quem vem do sul geralmente vem de Mui Ne, Nha Trang ou de Saigon.

Viajar dentro de Vietnã, seja de ônibus, trem ou avião é relativamente fácil e barato. Suas alternativas para chegar em Hoi An dependem de onde você estiver. Mas deixo em linhas gerais minhas dicas sobre transporte no Vietnã.

Vietnã de ônibus

Pra quem tem MUUITO tempo disponível o ônibus é uma alternativa bem boa e muito econômica. Você compra um Open Bus Ticket, que te dá direito a viajar do norte ao sul do país, com o número de paradas que você escolher (o valor do bilhete varia entre $15 e $45 dólares dependendo do número de paradas que você fizer). Você pode ficar em cada cidade o número de dias que quiser, e é só avisar a companhia (geralmente seu hotel/hostel faz isso para você) um dia antes da data de partida para reservar seu lugar no ônibus. Compre seu bilhete do Open Bus no Vietnã, e não se esqueça de pechinchar. #SempreTemDesconto

Vietnã de avião

Muita gente na ansia de economizar cada centavo, esquece de fazer contas. Vietnã é um caso típico onde as passagens de avião são TÃO baratas, que as longas distâncias de ônibus acabam não valendo tanto a pena. Especialmente pra quem tem um roteiro corrido! To falando de passagens de $25 versus um trecho de ônibus de 8 horas, para uma viagem curta juro que a economia de tempo vale mais a pena. Ao planejar sua viagem pesquise as passagens e veja o que vale a pena para você.

Quem chega ou saí de Hoi An de avião terá que ir até o aeroporto na cidade vizinha Da Nang. O Transfer até o aeroporto custa entre $12 e $15 dólares.

Vietnã de trem

Ouvi falar MEGA bem sobre a experiência de viajar de trem no Vietnã, mas como os trens são tão demorados quanto os ônibus e custavam o mesmo ou mais caro que os aviões, deixei passar!

Quem vai para Hoi An de trem chegará em Da Nang e de lá terá que pegar um taxi até Hoi An.

Vietnã de moto

Muita gente aproveita a experiência no Vietnã para fazer pelo menos um trecho de moto. Você pode tanto pegar uma moto para você quanto ir na garupa de um motorista mais experiente. Os Easy Riders (empresa que faz este serviço) são especialmente populares na viagem entre Hue e Hoi An, e todo mundo que eu conheci que teve essa experiência, amou de paixão.

Tempo de viagem entre Hoi An e as principais cidades do Vietnã

Pra quem vem de Hanoi:

  • De avião: 1 hora e 20 min
  • Ônibus Noturno: 16 horas
  • Trem: 16 horas

Pra quem vem de Hue:

  • 3-4 horas de carro, moto ou ônibus
  • 2,5 horas de trem até Danang

Eu fiz o trajeto Hue – Hoi An de carro com motorista particular. Escolhi essa opção pois queria fazer a viagem pela estrada mais bonita (que é a mais longa) e parar na tal da Marble Mountain. O comecinho da estrada foi bem interessante, mas depois a neblina chegou e acabou com a minha graça. A tal da Marble Mountain foi a maior furada da viagem. Paguei $35,oo.

Pra quem vem de Ho chi Minh:

  • De avião: 1 hora e 20 min
  • Trem: 17 horas

A ordem dos fatores sim altera os resultados.

Uma dica importante para quem pretende viajar o Vietnã de avião é orçar as passagens de todas as maneiras possíveis. Quer um exemplo? Fazendo o percurso Ho Chi Minh -> Hue -> Hoi An -> Hanoi economizei 30 dólares. No mapa isso não faz muito sentido porque Hue fica mais perto de Hanoi do que Hoi An, mas a diferença no preço das passagens compensou a montagem estranha do roteiro.

Rio de Hoi An

Quantos dias ficar em Hoi An

Hoi An é uma daquelas cidades que quanto mais tempo melhor, fiquei 3 dias inteiros e confesso que foi pouco. Adoraria ter passado uns 5 ou 6 para vasculhar todas as ruas do centrinho, aproveitar mais tempo na praia e fazer um bate-e-volta em My Son (A Carol do Mochilão Trips fez e recomenda fortemente). Mas com três dias já deu para ver o básico, faz roupichas, curso de culinária e aproveitar bastante!


Outros blogs que falam de Hoi An:


Veja também:

Quer acompanhar todas as novidades do Ideias na mala? Siga nosso Instagram

 

Guarde este post no Pinterest!

hoi an vietnã

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

14 comments

  1. OTTO FERNANDES DA SILVA 23 agosto, 2017 at 19:13 Responder

    Oi Mari, uma ajudazinha… Eu pretendo fazer Ho Chi Minh, Hoi An, Hue e Hanoi tudo por avião. Pode-se comprar passagens múltiplas fazendo Ho Chi Minh-Da Nang (onde tem o aeroporto) _Hoi An e Hue de carro-Da Nang e Hanoi? Obrigado pela atenção.

    • mari vidigal 25 agosto, 2017 at 04:18 Responder

      Oi Otto,
      Vale a pena comprar as pernas individuais. Pesquise no Expedia.com (foi onde comprei as minhas) e paguei bons preços.
      Abraços

  2. OTTO FERNANDES DA SILVA 23 agosto, 2017 at 18:53 Responder

    Boa tarde, ótimo post, que está me ajudando em muito montar a minha viagem para o Sudeste Asiático. Parabéns. Segundo a Lala Rebelo, do travel blog, o nome do templo azul é Trung Hoa Assembly Hall ou Duong Thuong Assembly Hall.

    • mari vidigal 12 janeiro, 2017 at 23:30 Responder

      BOA!!!!
      Deixa eu confirmar com meu amigo Google e se for isso mesmo vou atualizar o post!
      Tá curtindo a cidade? Eu AMEEEI!
      Beijos

  3. Viviane Minto 11 julho, 2016 at 17:42 Responder

    Oi Mari Vidigal,
    Estou indo pra Hoi an em outubro e ficarei la 4 dias. Estou querendo nesses dias dar um pausa para relaxar, estarei no meio da minha viagem. Estou em dúvida quanto a me hospedar no centro ou na praia. Qual sua opinião ?
    Adorei suas dicas.
    Um abraço
    Viviane

    • mari vidigal 16 julho, 2016 at 17:59 Responder

      Eu ficaria no centro, adorei caminhar pelas ruazinhas e jantar nos lugares gostosos. Mas claro que tudo depende do que você quer!
      Abraços e aproveite a viagem!

  4. William Fialho 22 dezembro, 2015 at 17:26 Responder

    Olá Mari Vidigal,
    parabéns pelo site, excelente!!!
    Você diz nesse texto que fez Hue a Hoi An de carro com motorista, você teria o contato desse transfer? Você fez direto ou parando em pontos turísticos? Se foi parando, quais locais de parada você indicaria? (com exceção da Marble Mountain que eu já vi que você odiou!!! hehehe).
    Estarei por lá agora em janeiro.
    Obrigado,

    • mari vidigal 22 dezembro, 2015 at 21:09 Responder

      Oi Willian,
      Contratei o motorista com o meu hotel, e não consegui me comunicar com ele direito para pegar os contatos…rs
      As paradas são padrão, eles tem uma rota prontinha que é bem bonita.
      Dei azar com o tempo e acabei pegando uma neblina danada na serra que supostamente é a parte mais linda da viagem.
      beijos

Post a new comment

Veja também