Roteiro de 10 dias em Aruba e Curaçao

Roteiro de 10 dias em Aruba e Curaçao, um roteiro completinho e hiper detalhado por dois incríveis destinos do Caribe. Neste roteiro você conhecerá as melhores praias, dicas incríveis de restaurante e hotéis. Pronto para se encantar por Aruba e Curaçao?

Roteiro Resumido:

***No final das contas nossa viagem ficou com 11 noites e 12 dias, mas você verá no roteiro detalhado que daria fácil para ter cortado uma noite em Aruba sem perder nada da programação, nosso baby ficou dodói e acabamos passando um dia de molho no hotel. Pensando nisso, resolvi chamar o post de “roteiro de 10 dias em Aruba e Curaçao.

Divisão do Roteiro:

7 dias em Aruba

Aruba era o grande objetivo da viagem, há anos que esta ilha deliciosa do Caribe está no nosso radar e nosso objetivo era conhecê-la com a calma que ela merece, assim começamos o planejamento da viagem reservando 7 noites para Aruba. Achamos que 7 noites foi um tempo legal para a viagem, talvez desse para fazer tudo em 5 ou 6 dias, mas para isso teríamos que abrir mão dos 2 dias que passamos curtindo o hotel. (E que foram deliciosos :))

Praias de Aruba
Divi-Divi em Eagle Beach

Alguns posts desse pedaço da viagem

 

4 dias em Curaçao

Curaçao foi um desses presentes gostosos – e surpreendentes – que a vida de viajante nos deu de presente. Como Curaçao fica coladinho em Aruba (são 25 minutos de voo), resolvemos aproveitar a mesma viagem para conhecer Curaçao, e quer saber? Valeu mega a pena, me apaixonei por Curaçao e não vejo a hora de voltar. 4 dias foi muito pouco tempo para curtir tudo o que a ilha oferece, demos uma pincelada  básica por alguns dos principais pontos turísticos e pelas melhores praias de Curaçao e já sabemos que dá próxima vez voltaremos para uns 6 ou 7 dias.

Roteiro Aruba e Curaçao
Grand Kenepa ou Grote Knip – Uma das praias mais lindas de Curaçao

Alguns posts desse pedaço da viagem:

Um sanduíche: Aruba – Curaçao – Aruba

O sanduíche de países foi a forma mais inteligente que encontramos de incluir o voo Aruba – Curaçao no roteiro sem passar horas no aeroporto na saída ou chegada de Aruba, e também foi uma forma legal de mudarmos de lugar na ilha. Dividindo nossa estadia em Aruba em duas partes, conseguimos experimentar um pouquinho das duas experiências que queríamos viver em Aruba: curtir as mordomias de um bom resort, e ter a comodidade e a liberdade de ter nosso próprio apartamento. E claro, já que íamos mudar de lugar, aproveitamos para nos hospedarmos em dois cantinhos diferentes da ilha: Oranjestad e Noord.

Aluguel de carro em Aruba e Curaçao

Tanto Aruba quanto Curaçao tem sistemas de transporte públicos bem limitados. Ao menos que você tenha bastante flexibilidade e paciência para usar o transporte existente e combiná-lo com taxis e excursões, recomendo que você alugue um carro para toda a sua estadia nas duas ilhas.

Claro que se eu plano é passar vários dias no resort e fazer uma ou outra excursão pela (s) ilha (s), o carro é dispensável. Eu amo fazer tudo por conta própria, e optei por alugar um carro por todos os dias das duas ilhas. Quer saber? Foi a melhor escolha do mundo!

Em Aruba:

Vale falar que para quem tem planos de ficar mais tempo no resort, minha dica é pegar algum hotel pé na areia em Palm Beach (Ritz Carlton, Marriott, Hyatt, Hilton) que é uma região repleta de bares, restaurantes, lojas e claro, uma praia deliciosa. Ou ficar no Renaissance Casino & Resort que fica no centrinho de Oranjestad e tem uma ilha particular incrível.

Em Curaçao:

Não me imagino sem carro em Curaçao, a ilha é grande e as distâncias consideráveis. Caso alugar um carro realmente não esteja nos seus planos vale ficar num dos resorts de Otrobanda (Kurá Hulunda, Renaissance e o lindíssimo Saint Tropez são boas opções ) e fazer uma excursão para conhecer as praias. Não faria e não recomendo!

Roteiro detalhado: 10 dias em Aruba e Curaçao

ARUBA

Nosso hotel em Aruba: Renaissance

Dentre os bons hotéis de Aruba, o Renaissance Casino & Resorte era o que estava com o melhor custo beneficio nas datas da nossa viagem. Confesso que não foi uma escolha fácil já que o hotel não fica em Palm Beach (região onde estão os principais hotéis de Aruba e que estava super bem recomendada por nossos amigos). Mas as avaliações do Renaissance eram tão boas que decidimos apostar e ADORAMOS.

Renaissance Aruba
Quarto do Renaissance Ocean Suites
Renaissance Aruba
Área de lazer do Renaissance Ocean Suites

O hotel é excelente com um ótimo serviço, quartos confortáveis com dois ambientes (algo que eu valorizo muito viajando com bebê), um complexo de piscinas divertido com duas boas piscinas, jardim caprichado, quadra de volley de areia, praia artificial e uma ilha particular de uso exclusivo dos hospedes que é espetacular. Ficamos hiper felizes com a nossa escolha e recomendamos muito o Renaissance.

Leia aqui a nossa avaliação completa do Reinassance 

Dia 1: chegada em Aruba e tarde na piscina do hotel

Chegada em Aruba e imigração

Roteiro Aruba e Curaçao
Nosso avião pousando em Aruba

Desembarcamos em Aruba pouco antes das três da tarde, mas o voo durante toda a madrugada (fizemos San Franscisco – Miami à noite com uma conexão de 3 horas, seguida do voo pra Aruba)nos deixou quebrados. Chegamos exaustos.

A imigração foi relativamente rápida, a fila estava pequena e foi só entregar o formulário de imigração para o oficial para recebermos os passaportes carimbados. Nada de perguntas extra, nada de nada.

Pegando o carro e ida para o hotel
Pegamos as malas, retiramos o carro (reservado online) na locadora que fica exatamente em frente ao aeroporto e seguimos para o Renaissance . Usamos o Google maps para nos guiarmos em Aruba e foi ok, ele é meio “bebado”então você precisa ficar de olho para não virar em rua que não existe, ou virar na contramão.

Piscina & Por do sol
Chegando no hotel, fizemos o check-in, trocamos de roupa e fomos curtir um final de tarde caprichado com direito a piscina e almo-janta no bar da piscina (e que delícia de piscina!)

Destaque para o por do sol maravilhoso visto das nossas espreguiçadeiras.

Renaissance Aruba
Cores do pôr do sol

Nesse dia dormimos hiper cedo e com um medo danado do Tom acordar de madrugada por causa do fuso horário, mas estávamos tão cansados que todos dormimos até a manhã do dia seguinte.

Dia 2: Ilha do Renaissance e jantar no Madame Janete

Fui a primeira a acordar, o bichinho da viagem me despertou logo cedo com uma vontade enorme de curtir a praia, meu alvo: a famosa ilha particular do Renaissance, uma hora e pouco depois a ansiedade bateu e tirei os dois da cama: vamos pra praia!

Pra agilizar, pedimos café da manhã no quarto (o menu do Renaissance é ótimo) e enquanto o café da manhã não vinha deixamos tudo pronto pra ir pra praia.

A ilha do Renaissance
De café tomado, partimos para a ilha do Renaissance que fica há uns 15 minutos de barco do hotel (para não se molhar, sente na parte coberta). Para pegar o barco fizemos uma pequena caminhada pelo jardim e fomos presenteadas com um montão de iguanas (o baby Tom ficou encantado com os bichinhos) e uma vista lindona do mar azul.

Renaissance Aruba
Iguana Beach na ilha do Renaissance

A travessia entre o hotel e o aeroporto é bem sem graça, mas a ilha compensa a chatiação do barco: são 2 praias, 1 spa completo, academia, quadras de tênis e um bar-restaurante.

A praia dos Flamingos
Começamos pela praia dos Flamingos que é exclusiva para adultos, mas aberta para os pequenos todos os dias das 9:00 às 10:00 da manhã (e ainda tínhamos 10 minutos pra mostrar os Flamingos para o Tom).

Renaissance Aruba
Praia dos Flamingos em Aruba

O espetáculo da praia são os Flamingos, 6 aves lindas que são os donos do pedaço, habitam o hotel há mais de 15 anos e enlouquecem os turistas. Ficamos pouco tempo na praia, mas saí de lá impressionada com os flamingos (eles são maravilhosos e ve-los de pertinho é um verdadeiro privilegio) e ao mesmo tempo um pouco incomodada com tanta gente em busca da foto perfeita pra postar no Instagram e se esquecendo que as aves tem vontade própria e que a praia maravilhosa vai bem além daquela pose bacana com Flamingo.

Mais tarde fui pesquisar um pouco na internet pra saber um pouco mais da história dos Flamingos e como é que eles ficam na ilha (ignorando a natureza migratória),há rumores diversos, mas nada oficial. Uns falam em asas cortadas, outros falam que eles estão lá por comodidade e por que há comida em abundância (ano passado mais Flamingos se juntaram ao bando e depois voaram pra longe)o fato é que não existe nenhuma comunicação oficial publicada, e que sem saber se os bichinhos estão lá por livre e expontânea vontade não me sinto à vontade em escrever um post sobre a experiência e muito menos em postar fotos no Instagram. (Já escrevi pra assessoria de imprensa do hotel e assim que receber resposta, prometo atualizar o post).

A praia das iguanas
Saindo da praia dos Flamingos seguimos para a Iguana Beach, a praia das famílias, uma praia bem gostosa de areias brancas, águas bem azuis e muitos peixes. A praia está repleta de espreguiçadeiras com Serviço completo (o serviço é um pouco demorado, como tudo em Aruba,mas as cervejas e os drinks vem até você), guarda-sóis e quem quiser ainda pode alugar pranchas de Stand Up padle ou boias flutuantes e remar em um pequeno canal que conecta as duas praias.

Renaissance Aruba
Iguana Beach na Ilha particular do Renaissance

Amamos a praia, passamos o final da manhã toda por alí e só saímos quando a fome apertou, queríamos comer algo diferente do menu do bar do Renaissance (que é o mesmo menu do bar da piscina).

Roteiro Aruba e Curaçao
Gu e Tom brincando nas areias da praia do Renaissance

Almoço do Dutch Pancakes
Baby Tom cansou tanto na praia que dormiu no colo do papai durante o passeio de barco e passou o almoço todo dormindo profundamente. Nós pedimos duas panquecas holandesas no Restaurante Dutch Pancakes no shopping de Renaissance . Pedimos duas salgadas (eu adorei a minha, e o Gu achou a dele fraca) e uma doce, mas o serviço foi tão ruim que não voltaria e nem indico o restaurante.

Jantar no madame Janete
Passamos o final da tarde descansando no quarto (acho que a combinação de fuso + voo) deixou todo mundo quebrado, e no finalzinho da tarde seguimos para o Madame Janete, um restaurante bem gostoso e todo estiloso que estávamos loucos pra conhecer.

Roteiro Aruba e Curaçao
Ambiente do Madame Janete em Aruba

O Gu pediu um schinitzel tão bem servido que dava fácil pra alimentar nos três, e eu pedi a especialidade da casa, um grouper delicioso. Arrematamos com uma espécie de petit gateau servida com sorvete de côco. Uma delicia de jantar.

Dia 3: Baby Beach

No terceiro dia começamos a explorar a Costa de Aruba, a praia escolhida foi a Baby Beach que tem esse nome porque é a praia das famílias com crianças pequenas e bebês, uma verdadeira lagoa sem ondas, com muitos peixinhos e até tartarugas.

Praias de Aruba
Piscinão em Baby Beach

Como a baby Beach tem pouca estrutura, levamos um picnic caprichado com frutas e sanduíches (quem quiser pode comprar algo no único bar da praia, mas o menu é bem limitado). Chegamos relativamente cedo e as palavras (guarda-sóis públicos da praia) já estavam ocupados, mas uma família de brasileiros que tinha uma palapa bem grandona gentilmente nos ofereceu lugar, e aí foi só alugar espreguiçadeiras (USD 15 por duas) e curtir uma super praia.

A temperatura da água estava uma delícia (acho que foi o dia de água mais quente que pegamos em Aruba) e a visibilidade estava tão boa que dava para ver os peixinhos nadando do alto. Baby Tom amou a água e curtiu cada segundo. Nós também.

O clima tava tão gostoso que acabamos ficando mais do que o planejado, só fomos embora porque o baby Tom realmente precisava descansar.

Um giro pela Grapefield Beach
Na saída da Baby Beach demos uma passadinha pela praia Grapefield Beach, uma praia de águas bravas frequentada pelos praticantes de Kite Surf. O visual é lindo, e a paradinha rápida nos rendeu boas fotos.

Praias de Aruba
Grapefield Beach

Dica da Mari: combine seu passeio na Baby Beach com um almoço no Zeerovers, um lugar delicioso e barato pra comer peixe e tomar cerveja. O Lugar é bem simples porém delicioso e de frente para o mar!

Jantar no Fresca

O jantar de hoje foi no restaurante do hotel, o Fresca. Sentimos que o baby estava cansado e decidimos não abusar, foi uma ótima escolha porque a comida estava ótima! Destaque para o meu Gnocchi servido com um queijo gratinado delicioso.

Dia 4: ilha do Reinassance + passeio pelo centrinho de Oranjestad

Nosso plano inicial era explorar a Eagle Beach, acordamos cedo e deixamos tudo prontinho para sair assim que o Tom acordasse, mas ele acordou doentinho. Não quis comer, tomou só metade do leite (geralmente ele toma tudo e ainda pede mais) e logo pediu pra dormir mais. A vontade era grande, mas o bom senso falou mais alto e decidimos ficar no hotel e nos revezar pra passear pela ilha e pela piscina.

Renaissance Aruba
Palapa na Iguana Beach

Eu comecei passeando enquanto o Gu ficou com o Tom. Almoçamos juntos e depois do almoço o Gu saiu pra passear. Aproveitei minha manhã solo para me esbaldar nas águas da Iguana Beach (aquela praia linda da ilha do Renaissance) e curtir um pouco de sossego numa das redes da ilha.

Depois do almoço (comemos no quarto) o Gu saiu pra passear e eu fiquei brincando com o Tom que de tempos em tempos trazia o chinelo e a boia pedindo piscina. Deu tanta peninha que no final da tarde levamos ele nadar por 15 minutinhos.

Passeio pelo centrinho de Oranjestadt
O Tom melhorou um pouquinho então aproveitamos para conhecer o centrinho histórico de Oranjestad que é uma graça! Começamos pelo shopping ultra chique do Renaissance Marina, e seguimos pelas ruas de Oranjestad.

Roteiro Aruba e Curaçao
Casas coloridas no centro de Oranjestad

O centro está repleto de predinhos históricos charmosos (muitos deles ocupados por lojas de grife e perfumarias) pintados de cores fortes e é recortado por um bondinho turístico bem fofo.

Nosso jantar de hoje foi no Que Pasa? (Wilhelminastraat 18, Oranjestad) Um restaurante / bar / galeria super descolado e que fica bem no centrinho da cidade. Adoramos o ambiente e a comida. Fica a dica.

Dia 5: Eagle Beach + ida para Curaçao

Começamos o dia com um pulinho na Eagle Beach, mas foi só um pulinho mesmo porque achamos o mar um pouquinho bravo (escolhemos mal o lugar, a ponta direita da praia é bem melhor) e o vento estava soprando forte para um baby doentinho.

Praias de Aruba
Mar azul e areia branquinha em Eagle Beach

Almoço no Cubano Cuba’s Cookin
Com um voo pela frente, resolvemos almoçar um pouquinho mais cedo e o escolhido foi o restaurante cubano Cuba’s Cookin que fica no shopping do Renaissance e é delicioso. Adoramos as empanadas, e o picadinho de carne servido com arroz e feijão. Uma das nossas comidinhas preferidas da viagem!

Roteiro Aruba e Curaçao
Picadinho maravilhosos do Cuba’s Cookin

Na volta cogitamos em ir pra ilha do Renaissance, mas achamos melhor poupar o baby e colocar ele para dormir um par de horas no quarto. Foi uma ótima pedida.

O voo Aruba – Curaçao
Nosso voo estava previsto para as 3 da tarde, então chegamos 2 horas antes no aeroporto (e vai por mim, em Aruba você realmente precisa dessas duas horas), devolvemos o carro, fizemos check in e esperamos pela droga do voo que atrasou uma hora e quinze. Ou seja, na teoria a viagem entre Aruba e Curaçao leva 25 minutos de voo, na pratica, perdemos a tarde toda.

Chegando em Curaçao passamos por uma imigração rápida, alugamos o carro, e seguimos para o nosso hotel que ficava a cerca de uma hora do aeroporto, bota um trânsito carregado na jogada e foi se o finalzinho do dia na brincadeira.

Check in e Jantar no Medi
Chegamos no Santa Barbara Beach Golf & Resort cansados e famintos. A viagem que era para ser curta e quase indolor, foi uma pedrada, tudo o que queríamos era comer algo rápido, gostoso e colocar o Tom pra dormir. O check in demorou um pouco mais do que o esperado, mas não perdemos o bom humor e mantivemos os planos iniciais: tomamos um banho rápido pra tirar aquele zebu de aeroporto que ninguém merece e saímos para jantar.

Roteiro Aruba e Curaçao
Gu e Tom durante o nosso jantar no Medi. Estávamos exaustos

O Santa Barbara Beach Resort é gigante e tem três opções de restaurante, nossa escolha para a primeira noite foi o Medi que tem uma pegada Mediterrânea, e que nos deixou HIPER bem impressionados.

Destaque para o meu cordeiro que estava derretendo na boca de tão perfeitinho. O Gu pediu um bife com batatas fritas que também estava bem gostoso (eu confesso que acho o pedido meio sem graça, mas ele adorou! Baby Tom comeu uma sopinha de frango tipo canja, ele ainda estava dodóizinho e comeu menos do que gostaríamos, mas a sopinha tava bem gostosa.

Depois do jantar, fomos direto pra cama.

CURAÇAO

Nosso hotel em Curaçao: Santa Barbara Beach Golf & Resort

Assim como em Aruba, minha grande dúvida em Curaçao foi ficar em um dos hotéis de Willenstad (O Renaissance de Curaçao tem ótimas reviews e uma localização excelente) ou ficar em um dos melhores hotéis da ilha, só que bem afastada do centro. Acabamos optando pelo Santa Barbara Beach Resort que é bem mais longe do centro que o ideal, mas que é um hotel incrível com uma estrutura sensacional.

Roteiro Aruba e Curaçao
Jardim do Santa Barbara
Roteiro Aruba e Curaçao
Nosso quarto no Santa Barbara Beach Golf & Resort

O hotel é espetacular e conta com um jardim maravilhoso, duas piscinas gostosas e uma praia particular de águas claras e bem calminhas (a praia, definitivamente não é a melhor de Curaçao, mas o clima família e a super tranquilidade do hotel valem pelo combo. Nosso quarto tinha um tamanho excelente, cama confortável e banheiro caprichado. Gostei da escolha e acho que sem dúvida nenhuma valeu o custo-benefício, mas vale falar que o aluguel de carro é indispensável para quem se hospeda por lá.

Dia 6: Manhã no Santa Barbara Resort + Tarde em Punda

A viagem do dia anterior foi tão cansativa que até o Tom Tom que costuma ser um reloginho pra acordar dormiu até mais tarde, e nós comemoramos e aproveitamos cada segundo de sono extra. Acordamos todos juntos, colocamos nossas roupas de praia e fomos tomar café da manhã. Nossa ideia era tomar algo rápido, então optamos pela Deli do hotel, mas foi uma péssima escolha. O café da manhã custou quase o mesmo preço do buffet maravilhoso do hotel, e levou quase 40 minutos pra chegar. Tiro no pé total! Foi nosso primeiro e último café da manhã na Deli, e quer saber? Ainda bem porque tanto o Medi quanto o Shore são opções BEM melhores!

Manhã no Santa Barbara Golf Resort

Depois do café da manhã fomos dar uma volta pelos jardins do Santa Barbara Beach Resort, que são enormes e MARAVILHOSOS. O complexo de piscinas é excelente e a praia particular é uma delícia! Nos aconchegamos em espreguiçadeiras ao redor da piscina e curtimos uma manhã deliciosa intercalando banhos de água de piscina com banhos de água de mar. Sabe aquele clichêzão do Caribe? Sombra e água fresca? Foi exatamente como curtimos essa merecida manhã.

Roteiro Aruba e Curaçao
Praia particular do Santa Barbara Beach Golf & Resort

Almoço no bar da piscina

Almoçamos no bar da piscina do hotel e dividimos um burger (pensa num treco gigante! Tava gostoso) e uma salada. O Gu foi de cerveja e eu chutei o balde com um milk shake MARA de Oreo batido com sorvete de creme e banana – depois disso nem precisei de sobremesa. Tudo muito gostoso.

Depois do almoço voltamos para o quarto e baby Tom tirou sua soneca diária, e nós aproveitamos para dormir um pouquinho também!

O centro histórico de Punda

Nesse dia combinei de encontrar o Alex, um amigo nativo de Curaçao que estudo comigo nos EUA, mas que mora em Hong Kong, o Alex por sorte estava passando o natal com a família e abriu um espacinho na sua agenda de férias para nos encontrar, e eu aproveitei a chance de ter um amigo local pra pegar várias dicas afinadas de onde comer em Curaçao, dicas de praias e outros passeios.

Roteiro Aruba e Curaçao
Centro histórico de Punda

Antes do encontro, aproveitamos para dar uma voltinha pelo centro histórico de Punda, que é lindo e super interessante!

Estacionamos o carro perto do parque Kon. Wilhelminapark, nessa região há um série edifícios do governo com fachadas lindas, uma igrejinha charmosa, o Tele Museum, o Fort Church Museum e o Fort Amsterdam. Nós optamos por seguir em frente pela charmosa Breedestraat (que está repleta de edifícios lindos com fachadas coloniais) até a baía de St. Annabaai, na esquina da Breedestraat com a HandelSkade está o Penha Building, o edifício mais lindo de Curaçao, e ao seu lado há uma coleção de outros predinhos lindos de três ou quatro andares que rendem dezenas de fotos incríveis.

É neste ponto que Punda se conecta a Otrobanda, e a conexão é feita tanto por meio de uma ponte flutuante, a Queen Emma Pontoon Bridge, quanto por meio de ferrys. As fotos mais lindas de Willemstad são tiradas do centro desta ponte, ou do ferry. Durante esta priemira visita, havia um trafego constante de barcos e navios, e infelizmente não pudemos cruzar a ponte. Então aproveitamos para explorar as ruas estreitas do centrinho sem pressa!

Seguimos até o final da HandelSkade e demos uma xereteada no mercado flutuante – imagino que muitos barcos chegam de manhã cedo, e que o movimento deve render fotos bem interessantes, no final da tarde vale um par de fotos rápidas.

E pra fechar a visita ao centro, seguimos para a Sinagoga Mikvé Israel-Emanueal Synagogue, uma sinagoga com mais de 280 anos e que em homenagem aos primeiros judeus que cruzaram os desertos guiando o povo até o Egito, tem o chão coberto de areia. Estava animadíssima pra ver de perto essa sinagoga tão linda, mas como não sou judia não me atentei ao fato de ser sexta-feira, dia sagrado para os judeus e portanto, dia de Sinagoga fechada. Ficou pra próxima!

Jantar no Rozendaels

Saindo do centro seguimos até o Restaurante Rozendaels, o ponto de encontro do nosso jantar com o Alex. O Rozendael é um restaurante cubano, mas a intenção do Alex em marcar por lá, era que provássemos um pouco de comida crioula, ou seja, comida típica de Curaçao. Seguimos a recomendação dele, que pediu o mesmo prato e comemos um Mahi Mahi grelhado acompanhar de banana da terra, quadradinho de polenta frita e molho crioulo, o prato se chama Dradu Krioyo Style.

Para o Baby Tom que estava cheio de frescura para comer depois de dias dodói pedimos um spaguetti na manteiga (pedimos molho a bolonhesa à parte, mas ele não quis saber) que foi sucesso absoluto. Adoramos o jantar, a chance de finalmente provar algo bem típico e o bate-papo cheio de curiosidades bacanas sobre a ilha. Saí do jantar pensando que 3 dias seria pouco tempo pra conhecer Curaçao de verdade, e que teremos que voltar em breve! (Pensa numa pessoa que sem nem conhecer a ilha já estava apaixonada! EU!)

Dia 7: Mergulho de cilindro + Final de tarde em Cao Abas + Jantar em Otrobanda

Hoje nossas manhãs começaram de formas diferentes, enquanto o Gu partiu para mergulhar em Otrobanda, eu que viajei grávida e não podia mergulhar, aproveitei pra deixar o Tom dormir até mais tarde, recuperar as energias e se livrar de vez do “dodói”. Passamos mais uma manhã tranquila no Santa Barbara Beach Resort com direito a um café da manhã delicioso no Shore (um restaurante lindo em frente ao campo de golfe e com vistas lindas do mar. Gostei tanto do lugar que já reservei para o nosso jantar de natal no dia seguinte.

Roteiro Aruba e Curaçao
Ambiente do Shore

Mergulho de Cilindro

Enquanto curtiamos nossa manhã de sombra e água fresca n hotel, do outro lado da ilha, o Gustavo se esbaldava com um mergulho lindo com o pessoal da Goby Divers, comandado pela brasileira Andhiela. O mergulho saiu da praia do Hotel Holliday Beach e explorou uma barreira de corais bem bonita. O Gu gostou bastante da experiência e até escreveu um post detalhado contando sobre seu mergulho em Curaçao.

Mergulho em Curaçao

E quem tem mais tempo, vontade de mergulhar e ainda não tirou o certificado, vale falar que os preços de Curaçao são bem parecidos com os do Brasil e que você pode até aproveitar as férias pra aprender a mergulhar. Algo que eu recomendo MUITO. E se você já é certificado, não pense meia vez, Curaçao tem dezenas de opções lindas e super acessíveis e mergulho! Os mais experientes podem alugar cilindros em algumas das principais praias e mergulhar por conta própria (sempre em duplas, claro!) ou integrar uma das muitas saídas de mergulho que acontecem diariamente. Nós adoramos o profissionalismo da Goby Divers e recomendamos o passeio.

Uma tarde maravilhosa em Cao Abas

Depois do almoço seguimos para finalmente explorar as praias de Curaçao. Como tínhamos poucos dias pesquisei BASTANTE (peguei as dicas do Alex, e joguei praia por praia no Google para conhecer a “cara” de cada uma delas). Escolhi a Cao Abas, uma praia privada linda rodeada de natureza e sem nenhum prédio no fundo para atrapalhar.

Roteiro Aruba e Curaçao
Cao Abas

A entrada custa 10 Nfl por dólares por veículo, guarda-sois e espreguiçadeiras são cobrados a parte, mas como chegamos bem no finalzinho da tarde tanto as cadeiras quanto os guarda-sóis estavam livres, leves e soltos pra quem quisesse usar.

A praia tem uma estrutura ok com direito a barzinho, banheiros, chuveiro de água doce (pago! Mas paguei feliz) e uma escola de mergulho. Falando em mergulho, vale levar uma máscara para fazer snorkel porque a visibilidade é ótima e a praia esta repleta de peixinhos. Aliás, leve sempre o snorkel e, Curaçao porque tem muito lugar bacana pra mergulhar.

Curtimos um final de tarde espetacular, e só não ficamos para o pôr do sol, que deve ter sido um arraso, porque ficamos com medo do baby Tom “vencer” (quando ele fica ultra cansado, acaba a festa dos papais) e não nos deixar jantar fora sossegados. Foi uma boa escolha.

Jantar no Gouverneur de Rouville – Otrobanda

O jantar de hoje foi mais uma dica apertadíssima do Alex, o restaurante/ cervejaria Gouverneur de Rouville em Outro Banda, um restaurante lindo e DELICIOSO com vistas lindas do centrinho da cidade. Vale reservar com antecedência porque a casa costuma lotar.

Para comer pedimos o Pastechi, pasteizinhos locais de queijo de cabra com espinafre, Caribbean Chicken (banco marinado no coco, serviço com abacaxi e chutney de manga) e o Curry de Cabrito servido com pedacinhos de polenta. Adoramos tudo o que pedimos e saímos de lá felizes da vida!

Passeio noturno por Otrobanda

Terminado o jantar, demos uma volta pelo centrinho de Otrobanda passando pela pracinha Brionplein que estava toda decorada para o natal, em seguida cruzamos a ponte Queen Emma – tiramos fotos lindas de Punda Iluminada – e tivemos a experiência estranha de caminhar por cima de uma ponte se movendo (yep! durante a travessia a ponte começou a apitar e segundos depois a ponte se abriu virando um barco. Foi bem estranho! Sorte que o barco que cruzou era bem pequeno e me menos de 5 minutos a ponte foi reaberta.

Com ou sem emoção, a experiência de cruzar a ponte Queen Emma é algo super típico e bem interessante em Curaçao. Não deixe de incluir no seu roteiro – fique de olho nos horários em que a ponte está aberta, e aproveite as mil e uma chances de tirar fotos lindas!

Demos uma voltinha rápida Punda e logo voltamos para o carro para seguir para o hotel.

Dia 8: Manhã na Grand Knip + Giro pelas praias (pequena Knip + Laguna) + Flamingos & Burger em Williwood + Final de tarde em Port Marie

Nosso último dia completo em Curaçao – e véspera de natal – começou com café da manhã rápido e caprichado no Shore (gostamos tanto do dia anterior que resolvemos voltar) e depois disso saímos para finalmente explorar um pedacinho desta ilha linda.

Os Flamingos de Sint Willibrodus

Nossa primeira parada, uma exigência minha é claro, foi nas salinas de Sint Willibrodus, uma antiga área de cultivo de sal que passou anos abandonada antes de ser tomada por dezenas de flamingos migratórios. Na verdade faria muito mais sentido passar em Sint Willibrodus a tarde, no caminho da praia Port Marie, mas como há muito mais chances de ver flamingos pela manhã, acabamos fazendo o desvio. E quer saber? Valeu SUPER a pena, a chance de ver aves tão lindas soltas na natureza e em grande quantidade é realmente única. Ficamos pouco tempo (eu gosto tanto de Flamingo que teria fácil passado horas por alí), mas deu pra curtir bastante. Gostei tanto do que vi, que escrevi este post detalhando onde e como ver flamingos em Curaçao.

Flamingos em Curacao
Flamingos em Curaçao

Grote Knipe (ou Kenepa Grande) : nossa praia preferida em Curaçao

Nossa próxima parada, e uma das mais lindas da viagem foi na praia Kenepa Grande, uma das mais lindas de Curaçao e que volta e meia aparece nos ranking de praia mais linda do mundo. E quer saber? Fama merecidíssima, o lugar é maravilhoso e te impacta desde os primeiros instantes com uma chegada pelo alto. UAU!

Roteiro Aruba e Curaçao
Praia Grand Kenepa

A Kenepa Grande é uma praia pública, ou seja, a entrada é grátis, e ela conta com serviço de aluguel de espreguiçadeiras e guarda-sois e um bar que serve comidinhas (não conferimos o menu). Passamos horas curtindo a praia, o mar azul delicioso e o aquário formado pelas pedras e corais do lado esquerdo, uma lindeza! Amamos a praia e se tivéssemos mais dias em Curaçao com certeza voltaríamos mais vezes.

Giro pelas praias (pequena Kenepa + Laguna)

Quando a fome começou a bater, saímos em direção a Playa Port Marie (que tem um serviço completo!) parando na pequena Kenepa(outra praia linda, porém um pouco mais brava do que a grande. Ficamos felizes em ter escolhido a grande), e na Laguna Beach (foi aqui que o Filme Lagoa azul foi filmado), a praia é bonita, mas infelizmente as encostas foram tomadas por construções que roubam um pouquinho da beleza do cenário.

Roteiro Aruba e Curaçao
Pequena Kenepa – Curaçao

A Laguna Beach tem várias opções de barzinhos e restaurantes, mas como o Tom dormiu no carro #perrenguesdeviajarcombebê seguramos a fome e seguimos rumo a Port Marie, quando já estávamos quase chegando lembramos de uma recomendação do Alex e decidimos parar um pouquinho antes.

Roteiro Aruba e Curaçao
Laguna Beach – Curaçao

Vale falar que a vibe em Laguna estava bem gostosa, bem família e com muita gente fazendo snorkel nos dois paredões. Se o pequeno não tivesse dormido, há grandes chances que tivéssemos ficado por alí.

Burger de “kabritu” em Williwood

Paramos no Williwood Snack Bar (encostadinho nas salineiras de Sint Willibrodus onde vimos os flamingo pela manhã) para provar o famoso burger de cabrito com queijo de cabra servido com batatas doces. Como tudo em Curaçao, a comida levou um belo tempo pra chegar, mas o burger é realmente bem gostoso e bem diferente. Não gostamos tanto das batatas que vieram empanadas com alguma farinha de gosto forte, mas curtimos a experiência e a chance de comer algo mais local!

Flamingos em Curacao
Sint Willibrodus – Curaçao

Final de tarde em Port Marie

Nossa última parada do dia foi na deliciosa Port Marie, uma praia privada com uma super estrutura (o bar/ restaurante tem uma cara ótima e estava bem animado) e pra melhorar, uma barreira de corais boa pra snorkel ou mergulho de cilindro há poucos metros da costa. Ficamos pouco tempo por lá – cerca de uma horinha – e adoraríamos ter ficado mais, mas como era véspera de natal e as nuvens pretas no céu indicavam a vinha de um senhor temporal, optamos por sair mais rápido. E acertamos! Foi só sentar no carro pra chuva nos pegar de jeito (a chuva de verão de Curaçao é bem forte e costuma passar rápido, mas ficar com tudo molhado é sempre chato!)

Flamingos em Curacao
Praia de Port Mari em Curaçao

Jantar de natal no Shore

Com o Tom pequenino e a distância grande entre o nosso hotel e Willenstadt optamos por passar a noite de natal no hotel, e jantar no próprio Shore (reservamos com antecedência. Que sorte, a casa estava lotada!) e adoramos nossa escolha! Reservamos a mesa para às 18:00 e pegamos um pôr do sol lindo e de frente para o mar. Lindeza!

Roteiro Aruba e Curaçao
Foto de família com a vista linda do restaurante Shore

Para comer pedimos uma saladinha de beterraba com pera e queijo de cabra, a salada era bem pequenina mas cumpriu o papel dela: abrir o apetite do Baby Tom (que ama beterraba) e nosso. Para jantar pedimos um combinado de sushi (que delícia!) e um peixe servido com camarão e tempurá de vegetais que estava ótimo! E pra fechar com chave de ouro Crème brûlée servido com sorvete! Adoramos o nosso jantar de natal e super recomendamos o Shore.

Depois do jantar saímos para dar um passeio pelo hotel iluminado, deixamos o Tom correr pelo jardim (tava rolando música ao vivo e o pequeno ficou encantado) e fomos dormir cedinho pois no dia seguinte pegaríamos o vôo de volta pra Aruba.

E a ilha de Klein Curaçao?

Tai um passeio MARAVILHOSO, e que com muita dor no coração tivemos que abrir mão. Primeiro porque tínhamos pouco tempo em Curaçao e achamos que não valia a pena investir um dia todo em um passeio longo sendo que mal teríamos tempo de conhecer a ilha direito, e segundo porque ficamos com receio da falta de sombra na ilha, e como seria fazer o passeio com o Tom Tom se recuperando do dodói.

Tenho certeza que amaríamos a experiência, mas não nos arrependemos da nossa escolha. Pra quem tiver mais tempo, eu super indico o passeio, e o relato dos meninos do Viagens Cine.

ARUBA

Dia 9: Embarque para Aruba + Final de tarde em Eagle Beach

A viagem Curaçao – Aruba

Acordamos cedinho e com a maior dó do mundo de nos despedirmos de Curaçao, tomamos um café da manhã MARAVILHOSO no Medi (acho que foi o melhor café da manhã de viagem) e seguimos para o aeroporto já sabendo que a companhia aérea local, a Insel Air, provavelmente atrasaria um bocado. O vôo que em teoria leva 15 minutos, na prática com os tempos de aeroporto e imigração leva quase o dia todo. Era para chegarmos as 11:30 da manhã, mas chegamos as 14:00 e levamos cerca de 1 hora e meia no aeroporto (era natal havia pouca gente trabalhando e estava tudo um caos, a imigração demorou uns 40 minutos de fila e levamos mais de uma hora para pegar o carro alugado previamente. Uma bagunça!)

Almoço no Casa Tua

Chegamos famintos e nossa ideia era almoçar no Cubano X uma comidinha caseira deliciosa antes de seguir para nosso apenas alugado na região Noord, mas devido o natal, o Cubano fechou mais cedo e nós acabamos indo no Italiano Casa Tua que era o lugar mais animadinho (entenda por cheio) do shopping. E que boa pedida! O Gu pediu uma pizza ótima, o macarrão de criança que pedimos pro Tom estava super gostoso e meu sanduiche Croque-monsieur estava divino! Acertamos em cheio e saíamos de lá felizes da vida!

Chegada no apê

Dali segues direto para o apenas, onde o dono Alex nos recebeu com sorriso no rosto e muitas boas dicas para explorarmos Aruba. O apenas era ótimo, hiper novinho e confortável. Acertamos em cheio!

E como o Tom já estava com a soneca pra lá de vencida, antes de qualquer passeio pela praia, colocamos o pequeno pra dormir e aproveitamos pra dormir também! Ô férias, que delícia!

Final de tarde na Eagle Beach

E pra fechar o dia com um merecido mergulho no mar, seguimos para a Eagle Beach (como já conhecíamos uma das pontas da praia, fomos para a outra e gostamos mais!) Ficamos na ponta direita (sentido Farol Califórnia) que é onde estão as famosas e hiper fotogênicas árvores de Divi. Gostamos da praia, mas não foi a nossa queridinha de Aruba não, preferimos a Arashii e a Palm Beach que conheceríamos nos próximos dias.

Praias de Aruba
Final de tarde na Eagle Beach

Neste dia aproveitamos a comodidade de estar num apenas alugado com cozinha para jantarmos lá: arroz, feijão (tive que apelar pra lata, mas juro que valeu a pena! Rs. O Tom estava a dias sem comer uma boa proteína e amou o feijão), ovos fritos, milho de espiga e bife! Uma delicia!

Roteiro Aruba e Curaçao
Gu e Tom curtindo o mar em Curaçao

Dia 10: Arashi Beach + Jantar no Faro Blanco + Shopping em Palm Beach

Acordamos cedinho e fomos direto para a praia, nossa ideia era passar a manhã na praia, almoçar em algum cantinho rápido, voltar para o apartamento para o Tom descansar e sair pra passear mais no final do dia. Foi um ótimo plano!

Arashi Beach

A praia escolhida para a nossa manhã de sol foi a Arashi, uma praia linda e com água super azul. Como chegamos cedo, descolamos uma palapa (guarda-sol de palha público) e só alugamos espreguiçadeiras (se não me engano $15 por duas).

Praias de Aruba
Arashi Beach

Passamos a manhã na praia fazendo várias coisas produtivas: castelos de areia, o Gu bebeu cervejinhas compradas no mercado no dia anterior e eu bebi água de côco, vamos muito, caminhamos um pouco e mesmo com a água um pouco turva, o Gu aproveitou pra fazer snorkel.

Snorkel em Boca Catalina

O Gu foi caminhando até a praia vizinha, a Boca Catalina, que é uma das principais paradas das excursões de mergulho de Aruba e se encontrou com a quantidade de peixes que havia por lá. Ele fez o trajeto e volta (cerca de 1Km nadando) e disse que valeu SUPER a pena. Imagino que numa viagem sem o Baby Tom, teríamos dedicado pelo menos uma manhã inteira pra fazer snorkel por lá.

Praias de Aruba
Boca Catalina em Aruba

E claro que também teríamos feito mergulhos de cilindro pelos naufrágios de Aruba. (Se você tem certificado de mergulho, vale mega a pena mergulhar por lá!)

Almoço no Salt and Pepper

Quando a fome apertou, seguimos para a segunda parte do plano: preencher nossos estômagos antes da hora do almoço do Tom. Nossa escolha foi num restaurante super fofo e com preços ótimo na região de Palm Beach chamado Salt & Pepper. Comemos sanduíches deliciosos regados a suco de maracujá (o Gu bebeu Mojito de maracujá. Mas eu grávida fui de suquinho! )

Como tudo em Aruba, a comida demorou um pouco mais do que gostaríamos, mas ainda assim achamos que valeu super a pena!

California Lighthouse

Depois da super soneca do Tom que dormiu como um dinossauro neste dia, seguimos para o Farol Califórnia, um cantinho LINDO repleto de oportunidades fotográficas lindas. Chegamos no farol minutos depois das 5:00 da tarde – que é a hora que o farol fecha – o que eliminou as nossas chances de subir no alto da torre (a subida custa $8 e o ideal é comprar com antecedência – veja detalhes do tour aqui), mas mesmo sem subir o farol é um dos cantinhos de Aruba que merecem ser visitados. A vista das praias lá do alto é muito linda.

Roteiro Aruba e Curaçao
California Lighthouse

Jantar no Faro Blanco

Depois de visitar a torre, seguimos para o Faro Blanco um dos restaurantes mais turísticos de Aruba.Confesso que tinha ouvido opiniões hiper contraditórias do Faro Blanco, e segundo o Alex dono do apenas que alugamos o lugar é super inconsistente: tem dias que a comida é incrível e tem dias que é uma desgraça, nós demos sorte e comemos ULTRA bem! Reservamos um horário cedo para curtir o pôr sol que infelizmente foi bem fraquinho naquela tarde. Mesmo assim adoramos a experiência e gostamos tanto das nossas massas quanto da sobremesa.

O Paseo Herencia

E pra fechar a noite demos um giro pelos shoppings da região de Palm Beach. Visitamos o Paseo Herencia (que tem uma praça de alimentações excelente com várias restaurantes de rede americanos) e o Palm Beach shopping Mall que estava ultra caído e com muitas lojas fechadas.

Estava rolando um sozinho de natal com música e dança ao vivo (o Tom amou!) e de tempos em tempo ainda tinha um showzinho com fontes iluminadas. Para fechar a visita fiemos compras na Aruba Aloe (sensacional! Vários produtinhos de Ale Vera locais deliciosos) e tomamos um sorvetão.

Dia 11: Praia em Palm Beach + Ponte Natural + Arikok National Park

Nosso último dia completo em Aruba foi uma combinação deliciosa de Praia com passeios por cantinhos menos conhecidos e HIPER especiais da ilha! Uma delícia de dia!

Praia em Palm Beach

Começamos o dia em Palm Beach, num cantinho estratégico entre os hotéis Ritz Carlton e Marriott Stellaris onde há uma barraca que aluga guarda sóis e equipamentos náuticos. O Kit de guarda-sol + 2 espreguiçadeiras custa $40 (pelo jeito este é o preço padrão em Aruba) e como não há Palapas públicas nesta região da praia e ficar sem sombra com um bebê não faz o menor sentido pagamos sem pensar meia vez.

Praias de Aruba
Palm Beach

De volta a praia, a Palm Beach é de longe a praia mais cheia de Aruba (afinal boa parte dos resort ficam por alí), mas as areias são hiper bem cuidadas e o mar é um verdadeira piscina. Um paraíso para os pequenos. Passamos a manhã curtindo as águas azuis e aproveitamos que o tempo estava um pouco mais fechado que nos dias anteriores para ficar um pouco mais de tempo na praia. E que delícia!

Praias de Aruba
Brincadeira nas areias de Palm Beach como Baby Tom

Quando a hora da soneca do Tom bateu, voltamos para o apê demos comida para ele e colocamos o pequeno pra dormir. Hoje a soneca da tarde seria cronometrada para dar tempo de fecharmos o passeio da tarde e não podíamos perder um minutinho.

Almoço no Gianni’s

Assim que o Tom dormiu o Gu foi buscar o nosso almoço num Italiano super bem recomendando em Palm Beach, o Gianni’s. Meu irmão (que em geral vai a Aruba uma vez por ano) me recomendou o spaguetti que é servido dentro de um quero parmesão com molho marinara. Eu confesso que não sou fã de Spaguetti, mas que tinha ouvido falar tanto do prato que não podia sair de Aruba sem provar, e foi o que o Gu nos trouxe de almoço.

O macarrão estava delicioso, e gostamos muito de aprender que o Gianni’s oferece 20% e desconto nos pratos para levar! Viva! Ainda por cima saiu mais barato que o esperado.

A vista do alto da Caixa d’água

Assim que o Tomzinho acordou, saíamos para o tão esperado passeio pela parte mas selvagem de Aruba. O Ideal para este passeio é alugar um quatro por quatro ou fazer o passeio de Quadriciclo, mas ficamos com receio de ser muito perrengue com o Tom e optamos por visitar apenas a parte mais fácil do parque que é acessível para carros de passeio. E quer saber? O 4×4 fez uma falta danada. As valetas do Arikok National Park são uma desgraça e dirigimos o tempo todo com medo de acabar com o carro alugado. Acabamos cortando duas paradas do roteiro porque ficamos com medo de não passar pelas pedras e acho que para uma próxima ida a Aruba, vale sim a pena alugar o carro!

(E claro, estávamos viajando em altíssima temporada e em todos os lugares que buscamos já não haviam mais carros disponíveis, se você quiser fazer este passeio – e eu acho que vale mega a pena! – vale alugar o carro com antecedência!

De volta ao passeio começamos subindo até uma caixa d’água que fica no caminho da Capela Alto da Vista – uma dica do nosso host Alex – e que tem vistas interessantes da região. A parada não leva cinco minutos e é interessante.

Roteiro Aruba e Curaçao
Aruba vista do alto da Caixa d’água

Capela Alto da Vista

Continuando rumo a capela Alto da Vista, há uma via Crucis bem bonita na estrada. A capela construída em 1952 fica no exato local onde os colonizadores convertiam os locais ao catolicismo. A capela é minúscula, mas muito bonita, e o interessante é que há muitos bancos do lado de fora para comportar celebrações maiores do que a capacidade interna da capela (que deve caber no máximo umas dez pessoas).

Roteiro Aruba e Curaçao
Capela Alto da Vista

Do lado de fora da capela havia uma banquinha vendendo frutas frescas e água de côco docinha. Tom e eu nos esbaldamos!

Ruínas de Bushiribana

Dali seguimos para as ruínas de Bushiribana, uma das antigas minas de ouro de Aruba e um cantinho HIPER fotogênico. Fiz um passeio rápido pela mina, tirei algumas fotos e saí de lá correndo da chuva que veio de uma vez. Sorte que o Gu ficou no carro com o Baby Tom.

Roteiro Aruba e Curaçao
Ruínas de Bushiribana

Essas chuvas de verão de Aruba são hiper fortes, mas por sorte duram pouco tempo!

A piscina natural “desconhecida”

Notamos que bem pertinho das ruínas de Bushiribana havia uma série de Jipes estacionados e gente seguindo para uma trilha não muito bem demarcada. Como chovia, o Gu foi checar o que havia por lá e eu fiquei com o Tom no carro. A pequena trilha leva a uma piscina natural bem gostosa e uma alternativa legal para quem não quer alugar carro 4×4 e quer curtir uma das piscinas naturais de Aruba.

Roteiro Aruba e Curaçao
Piscina natural desconhecida em Aruba

Debaixo da chuva e no meio de muita lama, ficamos com medo do carro atolar e tratamos de sair dali rápido.

Ponte Natural

A estrada que conecta as ruínas à antiga ponte natural – digo antigo porque a maior delas caiu em 2005 – já deve ter sido asfaltada em algum momento, hoje é uma mistura de pedaços de asfalto com chão de terra batido e em meio a chuva, poças generosas de lama. De qualquer forma é uma estrada tranquila e que dirigindo com cuidado dá fácil pra passar com veículo de passeio.

Chegando no final da estrada – dali em diante só dá pra continuar com 4×4 – há duas pontes naturais, a que caiu e uma segunda, menorzinha porém muito linda, uma loja de presentes/ café que com certeza já viu dias mais prósperos (imagino que a queda da ponte deve ter impactado e muito o negócio dos caras) e um pedaço de costa muito lindo e constantemente regado por ondas bravas. Achamos que valeu o passeio!

Roteiro Aruba e Curaçao
Ponte Natural caída
Roteiro Aruba e Curaçao
E olha só a ponte pequenina

Mas sabe o que gostamos mesmo? Das vistas que não tinham nada que ver com pontes naturais…

Roteiro Aruba e Curaçao
Mar bravo junto a ponte natural de Aruba

Arikok National Park

Dali seguimos para o Arikok National Park por uma estrada de terra péssima, e com o Gu bravo porque eu tava enfiando ele no buraco (é sempre assim. Rs) com um carro baixo. A cada valeta ele me olhava com cara de “você tem certeza?” e eu respondia sem dó ” amor, você é o motorista se quiser podemos voltar já.” E ele resmungava e continuava. Até que chegamos no parque onde – para a nossa surpresa – a estrada era asfaltada com valetas bizarras de pedra dura e imensas. De verdade que parece que as valetas só estão por lá para obrigar os viajante a ir de jipe (e pela quantidade de jipes de passeio que havia por lá, imagino que seja quase impossível quebrar este lobby).

Num dado momento percemos que as valetas são numeradas, e choramos de rir. Sem brincadeira que passamos por umas 30 ou 40 e sempre com muito medo de deixar o carro um pedaço do carro por lá. Saindo da estrada principal, o resto do parque é de chão de terra/ ou areia e exige um carro 4×4. Até tentamos pegar um pedacinho de terra rumo a “Dos Playa” mas arregamos e voltamos. Empurrar carro em parque nacional não estava no nossos planos de férias “P.

As dunas de areia

Nesse pedacinho de estrada passamos por um conjunto lindo de dunas, é proibido dirigir por cima delas e por isso elas são bem lindas e preservadas. Ficamos com preguiça de descer do carro, mas acho que pra quem tiver sem um bebê pra por, tirar e carregar, pode ser uma boa parada.

Boca Ketu Beach

Continuamos pela estrada principal até a praia Boca Ketu que estava do ladinho da estrada e foi uma parada rápida e linda. Nessa hora bateu aquela falta do 4×4 para conhecer as outras praias que deixamos pra trás.

Praias de Aruba
Boca Ketu Beach

Fountaine Cave & Quadrikiri Cave

Nossa ideia era visitar apenas uma das cavernas do parque e escolhemos a Fontaine Cave que tinha reviews ótimas no trip advisor, mas chegando lá demos de cara com a caverna trancada e seguimos para o plano B, a Quadrikiri Cave. E que sorte! A Quadrikiri Cave é linda e super fácil de visitar. Acho que foi a minha parada preferida do dia.

Roteiro Aruba e Curaçao
Fontaine Cave

A caverna está repleta de fendas onde a luz a luz do dia se mistura com a vegetação local deixando a paisagem bem diferente. Nos cantinhos mais escondidos havia morcegos dorminhocos que o Tom amou olhar (eu Mari tenho um pouco de medo de morcego, e não sou muito chegada no bicho, mas não posso negar que vê-lo assim dentro de uma caverna é bem especial.)

Roteiro Aruba e Curaçao
Quadrikiri Cave

E assim nos despedimos do Arikok National Park, felizes com a experiência e ansiosos pelo super jantar que viria a seguir!

Jantar no Flying Fishbone

Nosso último jantar em Aruba foi de longe o mais gostoso e especial da ilha. O restaurante escolhido foi o Flying Fishbone que fica na região de Savaneta. O restaurante é lindo, e o mais legal, você pode reservar uma mesa com os pés na areia – ou e preferir – na água :). A dica é reservar cedinho pra pegar o pôr do sol, e foi exatamente o que fizemos!

Flying fishbone
Mesas na areia e com os pés na água no Flying fishbone

Pedimos lulas fritas de entrada e creme de milho para o Tom e ficamos curtindo a vibe deliciosa com drinks incríveis! Tomei o primeiro drink não alcoólico da viagem que merece destaque, um drink de morango maravilhoso! Ponto para eles.

De prato principal o Gu pediu camarões gratinados acompanhados de purê e legumes ao vapor e eu pedi um Halibut grelhado com risoto de tomate seco e espinafre. Tudo MARAVILHOSO!

Flying fishbone
fillet de Halibut servido com risoto de tomate seco e espinafre ao molho de champagne

E pra fechar brownie de chocolate com sorvete. Hummmm! (O Gu reclama que essa que eu não sou criativa nas minhas escolhas de sobremesa, mas como resistir ao Brownie de chocolate? Amo MUITO!

Dia 12: Manhã na Arashi Beach e volta pra casa

O dia amanheceu bem nublado, mas ainda assim deu uma prainha. Cogitamos um snorkel em Boca Catalina, mas com o mar turvo e o tempo fechado, acabamos optando pela Arashi Beach.

Dessa vez ficamos mais perto da ponta direita da praia onde há menos gente e é um pouco mais fácil de descolar uma palapa pública, por outro lado, não há aluguel de cadeiras (o que pra nós que ficaríamos pouco tempo era bem tranqüilo). Passamos nossas últimas horas curtindo a praia e já pensando numa próxima viagem ao Caribe. Rs.

Imigração terrível

De volta ao nosso apê alugado, tomamos banho, arrumamos as coisas, comemos uma comidinha caseira rápida e seguimos para o aeroporto com mais de 3 horas de antecedência. E que sorte! O aeroporto estava um caos, acho que havia muita gente chegando em Aruba neste dia e que todo o Staff estava alocado no desembarque, havia um único oficial no embarque e uma fila de mais de uma hora.

Dali seguimos para imigração dos EUA que é feita ainda em Aruba, e que apesar de BEM mais rápida e organizada, também demorou. No final das contas, as nossas 3 horas de antecedência viraram 15 minutos. Tempo para pegar um sanduíche para viagem (A American Airlines não oferece comida entre Aruba e Miami, e há apenas a opção de comprar, mas se é pra comprar comida, prefiro optar por algo mais saudável no próprio aeroporto!) e seguir para o avião.

Assim, deixo uma dica final para quem vai para Aruba: chegue no aeroporto com bastante antecedência!

E aí, curtiu as dicas?

Você que já foi pra Aruba, conta pra gente: qual a praia que você mais gostou?


Viaje sem stress

✅ Reserve seu hotel em Aruba

✅ Reserve seu hotel em Curaçao

Faça seu seguro de viagens 


Guarde esta dica no Pinterest!

Roteiro de 10 dias Aruba e Curacao

Veja também:

Aruba:

Curaçao:


Para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, siga nosso instagram!

Planeje sua viagem

Comentários (32)

ola Mari, gostei e usei varias dicas na minha viagem, linda família, parabéns!
Gostaria de compartilhar mais duas dicas que fizeram a diferença na nossa viagem para Aruba.

Escolhemos nos hospedar em Palm Beach, e não em Oranjestad, pois queríamos uma experiencia de pé na Areia, e tranquilidade, acordar e dar uma volta na praia tranquila, curtir o fim de tarde e por do sol em frente ao resort. queríamos o mínimo de contato com a cidade, e foi perfeito!

Tem hospedagem para todos os bolsos, entre os Resorts o mais em conta é o Holiday In, (Onde ficamos) ficamos muito satisfeitos com o serviço, e tínhamos um funcionário que favava Português. quando me falaram não achei relevante, mas durante a viagem tivemos uma emergência médica, e essa funcionaria me ajudou com os médicos. pode acreditar que com o Inglês enferrujado fez a diferença.
Tem hotéis mais simples afastados da praia, que são bem econômicos.

Alimentação – queríamos conhecer os melhores restaurantes de Aruba, sem nos preocuparmos com a conta rss…. então optamos em fazer lanches no almoço, pois não sentíamos fome durante o dia, então sempre que voltávamos dos passeios, passávamos no Super Market (em Palm) comprávamos frutas, água, pães entre outros e preparávamos um lanche para o dia seguinte. ( lá vende sacola térmica). turistas de todas as partes do mundo enchem o mercado para fazer o mesmo.
Com essa economia conseguimos conhecer os melhores restaurantes da Ilha, sem medo de ser feliz, rssss

Oi Luis,
Que delícia de viagem e suuuuuper obrigada pelas dicas. Vou incluir seus comentários sobre o Holiday Inn no post.\
Abraços e obrigada,

[…] Ainda que você esteja hospedado na beira do mar, vale a pena dedicar alguns dias do seu roteiro para explorar todas as praias de Aruba [e falando em roteiro, já viu nosso roteiro de 10 dias em Aruba e Curaçao?] […]

[…] explorar a ilha com mais tranquilidade. Falando em viagem o nosso roteiro de 10 dias combinou Aruba e Curaçao. Foi […]

[…] minha última viagem para Aruba e Curaçao com 32 semanas de gestação a cadeira do avião incomodou a beça, levantei para ir ao banheiro […]

Olá Mari, como vai?
Primeiramente, muito obrigada por compartilhar suas experiências…sou sua fã!
Estaremos em Aruba em dezembro. Já estive na ilha há cerca de 20 anos…gostei muito, mas deve ter mudado demais.
Ficaremos hospedados em Palm Beach por 7 noites. Você acha importante fazer reservas com que antecedência nos restaurantes que você citou que fez?
Muito obrigada!!!
PS: estive em Curaçao há dois anos e achei a ilha incrível, mais roots, né? E as praias são sensacionais!

Oi Ana Luíza,
Eu fiz reserva com antecedência sim, e foi ótimo porque durante a viagem alguns lugares que queríamos visitar já estava esgotados.
Curaçao é meu número! Achei um diferente no sentido de menos resorts, mas amei a vive descolada e a comida deliciosa. Tô louca para voltar!
Beijos

Adorei as dicas, tudo muito bem explicado! Obrigada.

Ei! Estou indo com um bebê de 1 ano agora em abril. Estou pensando em ficar 3 dias em Aruba e 4 em Curaçao. Minha dúvida é com relação à alimentação para o bebê. Seu filho comia comida dos restaurantes mesmo ou você levou do Brasil? Obrigada

Oi Elisa,
Meu filho comia comida dos restaurantes locais. A comida tanto em Aruba quanto em Curação é ótima e há muitas opções para crianças, eu não levaria do Brasil de jeito nenhum
Abraços

Obrigada!
Fico mais tranquila!

Boa tarde,
Vamos em janeiro para Curaçao com um bebê de 1 ano, algumas dicas? Outra dúvida, você levou dólares ou a moeda local?

Oi Karol,
Minha dica é aproveitar o máximo (e vai ser fácil, é um paraíso!)
Levei USD.

Abraços,

Mari, vc foi em Dezembro?? Chove muito nessa época mesmo? Temos viagem marcada para o mês que vem e tbm iremos com um bebezinho, 1 ano e 7 meses, estou morrendo de medo de sofrer passar perrengue por causa de chuvas

Oi Jaqueline,
Fui no natal. Quase não pegamos chuva em Aruba, e pegamos uma chuvinha leve em Curaçao. Voltaria fácil nesta época.
Beijos

Boa tarde Mari !

Você sabe quanto gastou com passeios, alimentação.. gastos sem ser hospedagem e voo. Estou fazendo algumas cotações e estou querendo saber.

Obrigado.

Oi Yan,
Infelizmente não controlei tudo certinho.

Oi Mari, você fechou pacotes com alguma agência? Ou foi pesquisando item por item?

Item por item, não gosto de me amarrar com nada de pacote e prefiro montar minhas viagens sozinha.
Beijos

Oi Mari,
Se tivesse que escolher entre um dos dois, qual escolheria, Aruba ou Curaçao?
Tenho só 6 dias, não quero fazer correndo rs.

Oi Caroline,
Eu gostei mais de Curaçao, achei a ilha mais bonita. Mas pra quem quer um esquema de pura sombra e água fresca Aruba é uma melhor pedida.
Beijos

Olá! Adorei o seu roteiro! Estou fazendo umas pesquisas. Em média qual foi o gasto total para 2 adultos?

Oi Natália,
Os preços variam TANTO de uma época para outra que não me sinto muito confortável em compartilhar.
Nessa viagem usei milhas para boa parte dos hotéis.
O que eu geralmente faço antes de viajar é abrir um excel, orçar voos + carro + hotel + estimativa de passeios e com isso chego num número BEM realista para. época da minha viagem.
Abraços,
Mari

Boa tarde, tudo bom? Estou com uma dúvida, gostaria de conhecer Aruba e Curaçao na mesma viagem, porém vi muitas reclamações com a Insel Air. Você tem informações sobre outras cias aéreas? Vi que tem a Aruba Airlines, porém também com reclamações. Tenho medo de fechar o voo para os dois destinos (ida Aruba e volta Curaçao) mas atrapalhar minha viagem na hora. Você recomendaria conhecer as duas ilhas na mesma viagem? Obrigado e parabéns pelo post.

Oi Guilherme,
Não tenho infos sobre as outras companhias, mas faria as duas ilhas na mesma viagem sim. Para evitar contratempos, deixe os dias das viagens mais livres (e vá psicologicamente preparado para atrasos!)
Abraços

Bom dia!
Adorei as dicas!!!
Tenho uma dúvida com relação a cadeirinha no carro alugado, vc comprou lá, levou ou andou sem?
Estou pensando em levar meu filho de 5 anos…
Fora as praias tem mais alguma coisa pra fazer com criança?
Obrigada!

Oi Flavia,
Aluguei a cadeirinha com a própria locadora.
Em Curaçao tem um aquário bem recomendado. Em Aruba tem um parque de brinquedos infláveis na praia (acho que seu filho ainda é pequeno).
Beijos

Ola … quanto mais ou menos levaram de dinheiro pra gastar com alimentação? vou mês que vem e estou da duvida de quanto levar!

Oi Thaymili,

Gastavamos em média 20-30 dólares por pessoa por refeição. Não fomos dos mais econômicos, dá sem dúvida para comer por bem menos!
Beijos

Olá, Mari!
Adorei o blog! Muito obrigada por compartilhar suas experiências!
Estou indo pra Aruba em abril com meu marido e estou pegando várias dicas aqui! 😉 Vamos ficar 7 dias e vamos ficar também no Renaissance (coincidência ótima… tbm li seu artigo sobre o hotel e adorei!) rs
Uma dúvida: é fácil se locomover com carro alugado, digo sobre o Google Maps e as placas de identificação?

Muito obrigada novamente!
Beijos,
Helen

Oi Helen,
O google Maps não é super acurado mas quebra um galho.
Depois de alguns dias na ilha, vc logo pega o jeito!
Aproveite MUUUUUUUUITO a viagem e na volta passe aqui pra contar o que achou!
Beijos

Deixe o seu comentário