Suíça: Wilhelm Tell Express – a viagem entre Lugano e Lucerna

Wilhelm Tell Express é uma das rotas de trem panorâmicas da Suíça, a viagem dura cerca de 5 horas e meia e combina um trem panorâmico com janelas de vidro, com um barco à vapor vagaroso que atravessa o Lago Lucerna. Nesse post eu divido com vocês cada pedacinho dessa viagem linda. Vem comigo?

Suíça: De Lugano a Lucerna pelo Wilhelm Tell Express

Manhã ensolarada em Ticino, a alegre Suíça Italiana. Depois de dois dias muito agradáveis em Lugano, chegou a hora de me despedir do clima despojado Italiano e começar a viajar pela Suíça Alemã. Para isso escolhi o Wilhelm Tell Express, uma viagem que liga Lugano ou Locarno (dois dos principais destinos turísticos de Ticino) à Lucerna, minha cidade preferida da Suíça. O Wilhelm Tell é duas horas mais lento que o trem convencional, mas juro que vale a pena. A parte final da viagem em barco à vapor, é pura poesia.

Swiss Travel Pass e reserva dos bilhetes

Estou viajando a Suíça com o Swiss Travel Pass, um bilhete de trem que me permite fazer viagens ilimitadas de trem, ônibus ou barco pela Suíça por 15 dias (existem versões menores de 1,4 ou 8 dias). Para rotas panorâmicas como Wilhelm Tell Express é recomendado fazer reserva antecipada, que custa 36 francos Suíços e inclui um voucher de 19 Francos para ser usado no restaurante do barco à vapor, e um presentinho surpresa, que no meu caso foi uma canivetinho suíço lindo da Victorinox. No final das contas, o voucher de alimentação + o valor do canivete saí quase os 36 francos e ainda garante um lugar na janela do trem, e do barco. Adorei ter feito a reserva.

Wilhelm Tell Express
Kit com reserva + voucher + presentinho
Wilhelm Tell Express
Parte de dentro do kit

Viajando com o Swiss Pass segunda classe:

Quem tem o Swiss Travel Pass 2a Classe terá que pagar + 28,50 para poder fazer a viagem de primeira class ou poderá fazer a viagem de graça da seguinte forma: Fazer o primeiro trecho num vagão não panorâmico, e fazer o segundo trecho na área reservada à segunda classe do barco.

Parte 1: De Lugano a Bellinzona

A primeira parte da viagem, de Lugano à Bellinzona é feita em trem convencional. Como a freqüência de trens entre as duas cidades é bem alta, e Bellinzona é uma cidade fofa, acordei cedinho e fui para Bellinzona passear.

Bellinzona - Suíça
Bellinzona: Uma das vistas incríveis do Castelo Montebello

Bellinzona, a capital do Ticino, é patrimônio mundial da Unesco, e tem 3 castelos medievais maravilhosos e um centrinho bem fofo. Com duas horas tive tempo suficiente de dar um belo giro pela cidade e visitar dois dos castelos. Recomendo MUITO o pit stop.

[Veja todos os detalhes do meu passeio em Bellinzona nesse post]

E as malas?

Existem duas formas de fazer a viagem sem se preocupar com elas:

  1. Contratar o serviço de despacho de malas da Swiss Travel System (Preço: 12 CHF | Veja mais detalhes sobre o serviço aqui)
  2. Guardar as malas no locker da estação de Bellizona (ou de qualquer outra estação Suíça). Um locker grandão custa de 7-9 Francos Suíços (o preço varia dependendo da região) pagos em moedas. Em Bellinzona o locker custa 8 CHF.

Parte 2: De Bellinzona a Flüelen

O segundo trecho do Wilhelm Tell Express, no inverno, é feito em uma cabine panorâmica dentro de um trem normal (achei que o trem inteiro fosse panorâmico e demorei uns 5 minutos para entender que teria que pegar o trem das 11:06 sentido Zurich, e que o carro 2 desse trem era panorâmico).

Wilhelm Tell Express
Vagão panorâmico do trem
Wilhelm Tell Express
Janelas caprichadas

A graça de sentar em um trem panorâmico, especialmente em um dia tão lindo como aquele, é ser presenteada com vistas incríveis, de todos os lados, e de todos os jeitos. As janelas são gigantes, e os contrastes das paisagens Suíças são um presente a cada curva. Campos verdes, cidades pequeninas, e lá no fundo montanhas com o pico coberto de neve. O Wilhelm Tell Express atravessa o túnel de São Gotardo, um túnel de 15 Km (ele demorou 10 anos para ser cavado e tem uma importância econômica muito importante já que conectou Ticino ao restante da Suíça).

Wilhelm Tell Express
Outono Suíço
Wilhelm Tell Express
Montanhas

Saindo do túnel, chegamos ao trecho de Lassen, o mais lindo da viagem. Nesse trecho o trem passa por um conjunto de túneis em zigue-zague e a igreja barroca de São Galeno cada hora aparece em uma janela diferente do trem. Esse troca-troca de lago acontece três vezes, e é super interessante visualmente.

[Em breve será inaugurado um novo túnel que irá tornar a travessia entre Lugano e Lucerna muito mais rápida, assim atravessar o Túnel de São Gotardo e ver a igreja mudando de lado será um privilégio de quem faz a viagem panorâmica].

E junto com as paisagens lindas desse final de viagem veio uma inesperada neblina branca que cobriu a paisagem e atazanou meu passeio de barco. É… quem viaja no inverno corre estes riscos :(.

Um pedacinho da viagem

Durante a viagem a bordo do Wilhelm Tell Express, tentei fotografar os pedaços mais lindos, mas logo desisti. O reflexo era tão brutal que mal dava para enxergar as paisagens. Como prêmio de consolação, fiz um video curtinho, tentando filmar com a câmera do celular grudada na janela do trem. O resultado não ficou incrível, mas acho que dá para ter uma ideia, não?! Repare no final do vídeo como a neblina chega do nada e toma conta do pedaço. Fiquei BEM chateada, estava tão feliz que o dia estava azul, e essa neblina mala surge do nada, e poucos minutos antes do passeio de barco começar… Fazer, o que, né?!

Caso o vídeo não abra no seu navegador, clique aqui para assistir direto no YouTube.

Chegada em Flüelen e troca para o barco

Chegando em Fluelen, desci do trem. Como era baixa temporada, eu era a única pessoa fazendo a rota naquele dica, mas a moça do trem foi uma fofa e veio me contar como seria a troca para o barco, e explicar que eu teria que fazer uma caminhada de dois minutos.

Wilhelm Tell Express
Flüelen: ponto de troca entre trem e barco

A caminhada do trem para o porto do barco foi bem fácil, tinha tanta placa que não havia muito como errar. Meu barco partiria em pouco menos de 10 minutos, e foi bem legal ver ele chegando, e buzinando. A neblina trouxe um frio maior do que eu esperava, e meu casaco não estava dando conta do recado. Sorte que o barco chegou rapidinho!

Wilhelm Tell Express
O Barco!

[Durante a espera, aproveitei para tirar fotos de Fuelen, uma cidade fofinha incrustada no morro. Adoro cidades pequeninas.]

Parte 3: Rumo a Lucerna de barco

O trecho de trem foi bonito, mas longe de ser a viagem de trem mais linda que já fiz pela Suíça. Em compensação, a experiência do barco, foi o máximo e valeu CADA SEGUNDO.

O Barco Gotthard, é um barco histórico de mais de 100 anos com decoração externa estilo Art Noveau. O Barco tem dois andares, sendo que o segundo é dedicado a primeira classe. O São Gotardo é um barco restaurante, e uma das graçsa do passeio é almoçar vendo as paisagens lindas do Lago Lucerne se modificando conforme o barco silenciosamente cruza as águas do lago. Outro highlight que não pude experiementar é curtir um dia de sol no convés (o que no meu caso, infelizmente não foi possível).

Wilhelm Tell Express
Escadaria do Gotthard
Wilhelm Tell Express
Balcão do restaurante do Gotthard

Minha reserva para o Wilhelm Tell Express me garantiu um lugar sensacional, no meio do barco e com um janelão caprichado. Pedi um prato típico: almôndegas que mais pareciam um hambúrguer de tão grandes acompanhadas com purê de batatas e um chá de menta quentinho. A comida estava gostosa, mas o que eu curti de verdade foi o ambiente, o barco antigão e as paisagens Suíças – que apesar do tempo xoxo, iam aos poucos revelando suas belezas.

Wilhelm Tell Express
Meu almoço: almôndegas com purê de batatas

Um dos pontos turísticos mais fotografados do caminho é a Capela Tell, uma homenagem a Guilherme Tell, herói local e um dos libertadores da Suíça. Pena que a capela chegou junto com minhas almôndegas e do lado oposto do barco, rs. Levantei e vi de longe, mas acabei escolhendo as almôndegas. Outro ponto histórico do passeio – e esses eu vi bem – é a passagem por Rutli onde a confederação Suíça foi assinada. A pequena estação de barco de Rutli é toda de madeira e é um charme.

Wilhelm Tell Express
Pequena estação de Rutli

E assim fomos cortando as águas calmas do lago Lucerna atravessando pequenas cidades e vilarejos. De quando em quanto o tempo dava uma leve melhorada e eu caprichava nas fotos. Abrir não abriu, mas…

Wilhelm Tell Express
Capelinha as margens do lado
Wilhelm Tell Express
Uma das pequenas cidades no caminho
Wilhelm Tell Express
Finalmente consegui ver um pouco dos Alpes!

Wilhelm Tell Express

Conforme íamos no aproximando de Lucerna o barco ía enchendo. Weggis onde a seleção Brasileira ficou hospedada durante a copa do mundo foi a parada mais popular e a que mais lotou o barco, dali para frente fica nítido o contraste entre os hotéis enormes cada vez mais frequentes e os pequenos chalés alpinos cada vez menos comuns.

Wilhelm Tell Express
Uma das vilas
Wilhelm Tell Express
Weggis

Wilhelm Tell Express

Quando menos percebi chegamos em Lucerna, que apesar de nublada continua sendo minha cidade Suíça preferida. 😉

Wilhelm Tell Express
Chegada em Lucerna

E antes que eu me esqueça, NEM PENSE em continuar a viagem rumo a Zurich ou Berna. Lucerna é uma das cidades Suíças mais lindas e merece pelo menos 1 dias do seu roteiro.

E vale a pena?

Gostei do trecho do trem, e principalmente da experiência do trem panorâmico, mas vale falar que essa não é a viagem de trem mais linda da Suíça. Em compensação, adorei a experiência no barco e recomendo muito. Acho que no final das contas a grande graça do Wilhelm Tell Express é a chance de combinar um bom passeio de trem com um trecho maravilhoso de barco.

Outro ponto positivo é que o Wilhelm Tell Express, diferente de outras rotas panorâmicas Suíças, não te obriga a fazer nenhum desvio significativo de caminho. Ele Liga Ticino a Lucerna sem lenga-lenga, e com um visual maravilhoso. Pra quem vai visitar as duas cidades, faz todo sentido incluí-lo no caminho.

Preço & detalhes dessa viagem

Para ter acesso ao vagão panorâmico do trem e reserva de mesa no barco, você deve reservar seu lugar com antecedência (especialmente nos meses de junho – agosto).

Reserva dos bilhetes do Wilhelm Tell Express

  • CHF 39 no inverno (de meados de outubro a fevereiro)
  • CHF 49 no verão

A reserva inclui um voucher de CHF 19 para o almoço + um canivetinho suíço lindo.

Preços para essa viagem:

Tipo de bilhete

Lucerna – Lugano (ou vice-versa)

Lucerna – Locarno

(ou vice-versa)

Lucerna – Bellinzona

(ou vice-versa)

Swiss Travel Pass (Flex / Youth) | 1a classe

CHF 0.00

CHF 0.00

CHF 0.00

Cartão de meia tarifa (Half Fare Card)

CHF 74.00

CHF 71.50

CHF 67.00

Crianças de 6-16 com o Swiss Family Card

CHF 0.00

CHF 0.00

CHF 0.00

Preço normal

CHF 148.00

CHF 143.00

CHF 134.00

Horários do Wilhelm Tell Express

No verão há duas saídas diárias de cada uma das pontas da viagem, ou seja, duas de Bellinzona e duas de Lucerna. No inverno há apenas uma. Consulte os horários aqui no site da SBB.

Vantagens do verão: O Salon Liberté

O Salon Liberté é uma primeira classe com cadeiras giratórias. Nesse vagão você poderá girar a cadeira quantas vezes quiser e ter acesso as duas janelas além da companhia de uma hostess que explica todos os detalhes do caminho. Outra vantagem bacana é que durante os 15 Km de túnel, você poderá acompanhar um vídeo que conta a história de construção do túnel -enquanto os passageiros dos demais vagões ficam no escuro. Veja os Relatos do Ric Freire do VNV que fez essa viagem.

E aí, curtiu a dica?

Alguém aí já fez a viagem e quer dividir com a gente o que achou?

A Mari viajou com o apoio da Swiss Travel System

Veja também:

E para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, siga nosso instagram!

Planeje sua viagem

Comentários (18)

[…] Wilhelm Tell express é uma rota panorâmica que combina Trem panorâmico + barco e liga Lucerna ao Ticino (o cantão […]

Oi Mari, estamos com uma viagem marcada para Suiça, vamos embarcar em Lugano, para o passeio com o Wilhem Tell Express, já adquiri o Swiss Travel Pass, mas a minha dúvida é saber qual dos trens devo pega em Bilizona para sincronicar com embarque de barco em Fluener, como identiicar este trem, vi que esta linha mudou de nome para San Gottard ?
Agradeço se puder me ajudar.
att
Beto

Oi Beto,
Tive a mesma dúvida mas chegando em Bellinzona foi bem fácil: só havia 1 trem (para Zurich!!!) saindo nesse horário. Esse trem tem um dos vagões panorâmicos. Para facilitar para vc, peça para o pessoal da estação imprimir o itinerário.
E se sobrar um tempinho, faça um passeio por Bellinzona que é LINDA.
Abraços e boa viagem

Oi, Mari, tudo bem?
Adorei seu blog, já estou lendo todos os posts, seus textos e fotos são muito bons!
Tenho uma dúvida, vc pode me ajudar? Sairei de Milão com destino a Lucerna em abril de 17. De acordo com seu post, posso deixar para comprar o ticket até Lugano em Milão mesmo, né? E de Lugano a Lucerna, com o Wilhelm Tell, e sem o Swiss Pass? Devo comprar antes? O que vc sugere? Passarei a noite em Lucerna e sigo no outro dia para Zurich, onde ficarei, também, somente uma noite e depois volto ao Brasil…será que compensa comprar o Swiss Pass só para esses dois dias?
Agradeço desde já sua resposta, e qualquer outra dica que puder me dar!!

Oi Claudia,
Para o Swiss Pass você precisa fazer contas, quanto ficaria fazer essa viagem sem ele e quanto ficaria com ele.
Eu compraria o ticket de Milão na chegada em Milão, quanto ao Wilhelm, abril ainda não é baixa temporada. Deve dar para comprar no dia anterior, mas se você quer ter certeza que vai conseguir embarcar, vale comprar antecipado.
Beijos

Obrigada pela resposta tão rápida! Farei as contas, sim, rsrsrsrsrs. Vou estudar aqui e ver o que é melhor. Uma última pergunta: é possível comprar o ticket para o Wilhelm em Milão, junto com a passagem Milão-Lugano? Ou antes, em outra cidade italiana? Acho que sim, mas queria ter certeza…
Bjosss, e obrigada novamente!

Por telefone sei que dá para comprar sim – e reservar lugar -, agora na estação, eu acho que não.
Beijos

Mari, querida, estou com uma dúvida imensa aqui…. Em qual pier esse barco chega em Lucerna? Vi quem tem 2 piers: um perto da cidade historica e outro na parte de baixo, perto da estacao de trem. Pq queria ficar em um hotel perto do pier (ou é bobagem????)…. Vc sabe me dizer? Mas tb queria dicas de onde ficar: seria melhor perto do pier ou na cidade historica? O que vc me diz?
Obrigadaaaa!

Oi Thais,
O barco chegou pertinho da estação de trem (que fica há menos de 5 minutos a pé do centro histórico).
Quanto a hospedagem, se der para ficar no centro, melhor, se não – como já contei – a estação fica do ladinho!
Beijos

Oi Mari, ótimas dicas da Suiça!!! Estou anotando tudo… Pretendo comprar o Swiss Travel Pass segunda classe nessa semana para usá-lo em maio. Como faço, tendo o Swiss Pass em mãos para fazer o “upgrade” para o Salon Liberte e já reservar o assento?

Primeiro veja se o trem que você quer pegar terá o “salão liberte”na data de sua viagem. Em algumas épocas do ano, ele não está disponível. 🙁
Se sim, é só reservar numa das estações de trem suíças – no balcão de informações – ou pelo telefone: 41 900 300 300 e pagar a diferença para ter direito a primeira classe.

[…] Ponto de transição entre trem e barco na Rota panorâmica Wilhelm Tell express. Daqui é possível continuar para Altdorf ou seguir para […]

Oi! Adprei seu post! Vou fazer este passeio em abril. Estou com uma dúvida. Como faço para marcar o assento (trem e barco) e pagar a taxa extra dps de comprar o Swiss pass? Preciso fazer isso aqui pois tenho medo de quando chegar lá, não ter vaga.
Obrigada.

Oi Kátia,
Demorei para responder pois tive que contactar o pessoal do Swiss Travel System para conseguir responder sua pergunta.
Vc pode reservar o assento sem o Swiss Travel pass desde que faça isso por telefone: +41 900 300 300
Ela disse que em 99% dos casos, com dois dias de antecedência dá para reservar o trem direto das estações de trem da Suíça,
Beijos

[…] pode ser feito de trem (15 minutos) ou barco (cerca de 50 minutos). Como já havia feito o trajeto entre Fluelen e Lucerna de barco no dia anterior, optei pelo trem que como praxe na Suíça, saiu e chegou no horário. Foi […]

Olá, estou com a seguinte dúvida: se eu não fizer a reserva para o vagão panorâmico e embarcar somente com o Swiss Travel Pass, minha viagem será em um vagão normal de trem, com a janela comum dos demais trens europeus? É isso? Obrigada

Exatamente Ana, a dia é pegar o trem normal para Fluelen casado com o horário de saída do barco.
Beijos e aproveite a Suíça

[…] que liga Lugano à Tirano de ônibus seguido de uma jornada de trem até a cidade de Chur. E o Wilhelm tell Express, uma viagem de trem & barco que conecta Lugano à Lucerna. Pra quem tiver tempo, fazer uma […]

Deixe o seu comentário