O que fazer em Santa Fe no Novo México: conheça uma das cidades mais charmosas dos EUA

Saiba o que fazer em Santa Fe, a capital do Novo Mexico, uma cidade charmosa, repleta de história, com um dos centros históricos mais bem preservados dos EUA, galerias de arte caprichadas e muitas possibilidades para quem curte natureza.

Neste post completo dividiremos com você os principais pontos turísticos de Santa Fe, assim como dicas de passeios lindos nos arredores da cidade. Vamos nessa?

O que fazer em Santa Fe

Santa Fé entrou na minha lista dos sonhos quando comecei a pesquisar nossa viagem pela Rota 66. Eu já tinha ouvido falar bem da cidade e dos parques do Novo México, e fiquei encantada com o visual e com as possibilidades. Santa Fe precisava entrar na minha lista de viagens e por isso escolhemos a cidade como uma das bases na nossa viagem de Costa a Costa dos EUA.

Você sabia que Santa Fé é a capital de estado mais antiga dos EUA? A região começou a ser habitada por conquistadores espanhóis em 1607, e foi oficialmente povoada em 1609. Santa Fé se tornou a capital do reino espanhol de “Nuevo Mejico” (na época escrita com “j”), passou para domínio americano em 1846 durante a guerra Mexico-Americana (não houve uma única troca de bala durante a batalha comandada pelo general Stephen Watts Kearny). Desde 1912, a cidade é a capital do estado Americano de New Mexico.

E, já que estamos falando de marcos históricos, por lá estão a igreja mais antiga dos EUA, a Missão de San Miguel e o palácio do Governo mais antigo do país, e é claro que estes dois lugares entram na nossa lista do que fazer em Santa Fé.

Bandelier National Monument em o que fazer em Santa Fe
Bandelier National Monument, um passeio incrível na região de Santa Fe

Ao escolher que atrações turísticas de Santa Fe incluir no seu roteiro vale combinar um giro caprichado no centrinho da cidade com parques e monumentos nacionais nas redondezas de Santa Fé. Para te ajudar a escolher o que visitar criamos uma lista completinha com os principais pontos turísticos da cidade (e da região).

O que visitar em Santa Fé (e região)

  1. Santa Fé Plaza e arredores
  2. Catedral de San Francisco
  3. Capela do Loretto (e a escadaria milagrosa)
  4. Missão de San Miguel e a casa mais antiga dos EUA
  5. Museu Georgia O’Keefee
  6. Galerias de arte da Canyon Road
  7. Farmers Market + Cafés charmosos do Railyard
  8. Meow Wolf: Uma experiência interativa e sensorial
  9. Capitólio do Novo México
  10. Museus de Santa Fé
  11. Aulas de cerâmica
  12. Trilhas na floresta de Santa Fe

Bate e voltas a partir de Santa Fe

  1. Bandelier National Monument
  2. Pecos National Historic Park
  3. Kasha-Katuwe Tent Rocks National Monument
  4. Ghost Ranch, Plaza Blanca (e a região de Abiquiu)
  5. Taos Pueblo (e a Rio Grande Gorge Bridge)
  6. Valles Caldera National Preserve & Las Conchas Trail
  7. Santuario do Chimayo
  8. Bônus: Turquoise Route a estada entre Albuquerque e Santa Fe

1- Santa Fe Plaza e o centro histórico de santa fe

Vamos começar o passeio pelo coração de Santa Fe? A Plaza, uma pracinha histórica de mais de 400 anos, serve de ponto de encontro desde os tempos de colônia espanhola e recebe feirinhas de artesanato e outros eventos importantes ao longo do ano.

Santa Fe Plaza, o Marco central da cidade. É aqui que fica o palácio do governo
Santa Fe Plaza, o Marco central da cidade. É aqui que fica o palácio do governo

Sombreada por árvores altas e decoradas conforme a estação do ano, nós demos a sorte de ver a passagem a decoração de outono com cachos de pimenta vermelha – algo super tradicional da região – amarrados nos mastros da praça e o comecinho da decoração de natal com milhares de lamparinas coloridas. Uma graça!

Palácio do Governo

Em uma das extremidades da praça está o Palácio do Governo no Novo Mexico, que assim como todas as casas da região foi construído com argila (Adobe). A arquitetura de Santa Fé é protegida desde 1958 e todas as construções locais tem que seguir os moldes de construção tradicionais. Não é à toa cidade é tão linda.

Vale fazer um passeio caprichado pelas ruas do centro explorando as lojinhas de artesanato – são muitas e são lindas – descobrindo pequenas galerias de arte e curtindo o jeitão descontraído de Santa Fé.

O Tradicional Hotel La Fonda

Uma parada que eu adoro! é o Hotel La Fonda é um dos mais antigos da cidade, e uma super opção para quem quer se hospedar em estilo. O La Fonda tem uma série de lendas que o envolve – inclusive algumas assustadoras que envolvem fantasmas (quem curte esse tipo de experiência e tem um inglês legal pode fazer um Ghost Tour).

Restaurante Plazuela no Hotel La Fonda em Santa Fe
Plazuela no charmoso Hotel La Fonda

Mesmo não estando hospedado nele, vale a pena conhecer o hotel, visitar o charmoso restaurante Plazuela (a decoração é linda), e passear pelos salões históricos. Para um drink a dica é o Roof Top bar Bell Tower.

Onde comer no centro de Santa Fé

Uma boa dica de café na região é o tradicional The Plaza Café (54 Lincoln Ave, Santa Fe), um dos restaurantes mais antigos da cidade, que tem um menu de café da manhã gostoso e algumas pedidas com pegada mexicana bem especiais, Comemos a encilhada de tortilha de milho azul recheada com carne e salsa verde, uma delícia.

Para um jantar caprichado a dica é o Mexicano Sazón (221 Shelby St, Santa Fe), os pratos são lindos, deliciosos e os moles [molhinho mexicano] da casa, um arraso.

2- Catedral basílica de San Francisco de assis

A catedral de Santa Fé é uma igreja imponente que destoa um pouco da arquitetura tradicional do centrinho de Santa Fé e que está cheia de elementos arquitônicos importantes como a rosácea na frente da fachada e os 12 apóstolos na lateral foram importados da França, portas de bronze que contam momentos marcantes da história da igreja de Santa Fé. Quer mais um detalhe interessante? Repare que o topo das torres jamais foi construído por falta de verba, o projeto original incluía pináculos pontudos de 49 metros de altura.

Saint Kateri na Cathedral de Santa Fé
A Catedral de Santa Fé ganhou o status de basilica após a visita do papa Bento XVI – destaque para a foto de Santa Kateri

A catedral foi erguida no local de uma antiga igrejinha colonial e para preservar sua memória uma pequena capelinha antiga foi preservada. Na frente da igreja há uma estátua em homenagem a San Francisco, o padroeiro da igreja, Father Lamy o idealizador do projeto e Saint Kateri, a primeira índia norte americana a ser considerada santa pela igreja católica.

Outro detalhe que me chamou a atenção foi o labirinto (de costas para a catedral do lado direito), uma alegoria as curvas e reviravoltas da vida, percorrer um labirinto é uma forma deliciosa e descontraída de meditar. Vale tentar!

3- Capela do Loretto (e a escadaria milagrosa)

Nossa próxima parada é a capela do Loretto, (207 Old Santa Fe Trail | Entrada $5 – Crianças: $3) uma igrejinha de fachada cinzenta e torre pontuda famosa por sua escadaria milagrosa.

Fachada da Capela do Loretto em o que fazer em Santa Fé
Fachada da Capela do Loretto

Até hoje ninguém sabe explicar a identidade do carpinteiro que realizou a obra – ele apareceu, construiu e desapareceu sem jamais receber pagamento – o tipo de madeira usado e os aspectos físicos da construção que não usou um único prego para concluir a obra. Religiosos locais acreditam que a escadaria é um milagre da São José, o santo dos carpinteiros, que apareceu para atender o chamado das religiosas locais e resolver o problema em questão: Acessar o coral da igreja – que é altíssimo – de forma segura.

A escadaria é linda – um caracol perfeitinho que serpenteia rumo ao coral – e a capelinha branca também é bem bonita. A visita é rápida e vale a pena!

Escadaria famosa da capela do Loreto, uma das atrações de Santa Fé
Escadaria milagrosa da Capela do Loretto

 

4- Missão de San Miguel e a casa mais antiga dos EUA

E já que estamos falando das igrejas de Santa Fe, vale continuar o passeio alguns quarteirões – a caminhada é uma delícia – e visitar a Missão de San Miguel, a igreja mais antiga dos EUA, uma missão jesuítica de 1610  (Ela foi parcialmente dafinifacada e reconstruída em 1710 após a revolta dos povos (uma revolta das tribos locais contra os colonizadores espanhóis).

Missão de San Miguel a igreja mais antiga dos Estados Unidos
Missão de San Miguel, a igreja mais antiga dos EUA

A igreja é pequenina, construída com paredes grossas de Adobe (argila) e com o interior branco. O altar é decorado com um retábulo do artesão local Laguna Santero que data de 1798.

A rua estreita na lateral da missão te leva até a Casa mais antiga de Santa Fe ( 215 E De Vargas St, Santa Fe | entrada grátis) e uma das mais antiga do país. A casa funciona como um pequeno museu, o acesso é grátis e feito pela lojinha ao lado. Cuidado para não bater a cabeça na porta que é super baixa.

5- Museu Georgia O’Keefee

Dedicado à pintora modernista Georgia O’Keeffe, uma das artistas norte americanas mais importantes do séculos 20. o museu conta a história da artista que deixou em suas obras retratos da paisagem do Novo México e um legado histórico importante para a região, Georgia se apaixonou pelo Novo México e passou o final da sua vida na região.

O museu em si é bem pequeno, mas retrata bem a obra de Georgia e os vales e montanhas da região. Se você se interessa por arte, vale sem dúvida incluir este passeio no seu roteiro + uma visita ao Ghost Ranch em Abiquiú

Planeje sua visita (site oficial)

  • Endereço: 217 Johnson St, Santa Fe
  • Horário de funcionamento: diariamente das 09h às 17h
  • Entrada: $12

6- Galerias de arte da Canyon Road

Já que o assunto é arte, vamos falar de um dos passeios mais gostosos (e divertidos de Santa Fe). Estou falando da Canyon Road, uma rua super estreita com galerias de arte dos dois lados, são muitas, mais de 100 galerias com jardins de esculturas caprichados ao ar livre e arte colorida nas paredes. Um passeio tão delicioso que fui dois dias seguidos (e acompanhada dos meus pequenos de 2 e 4 anos que também gostaram muito do programa.

Jardins de esculturas da Canyon Road em Santa Fé
Crianças passeando em um dos jardins de esculturas da Canyon Road, escolhi essa foto para mostrar que pequenos também amam este passeio

Para comer (ou tomar um chá/ café) na região, a dica é o Tea House, um café fofo com menu delicioso e uma variedade de chás impecável. O patio externo deles é uma delicia!]

Para comer, as saladas são ótimas, os quiches uma delícia e o mas and cheese dos pequenos é uma delícia.

Outra dica deliciosa na região é o Kakawa chocolate house, uma chocolateria que serve chocolates quentes gostosos e uma seleção de trufas e caramelos lindos e gostosas. Adorei o caramelo de lavanda, a trufa de hazelnut e a de torta de limão.

7- Farmers Market + Cafés charmosos do Railyard

A região do Railyard acaba passando batida por grande parte dos roteiros de Santa Fe, mas  é tão gostosa de passear que não posso deixar de falar.

 

Railyard District o bairro artístico de Santa Fe
Railyard, uma região bem legal que acaba passando batido dos roteiros pela cidade, é aqui que acontece o mercadinho de produtores

Esse é o distrito artístico da cidade,  uma região repleta de murais coloridos e a estação de trem da cidade. Todas as terças e sábados a região recebe o Farmer’s Market (mercadinho de produtores) que entre frutas verduras, e tabuleiros de pimenta vermelhas tem uma banquinha deliciosa de pães onde compramos nosso café da manhã.

E já que estamos falando de café, dois dos melhores cafés de Santa Fé fi am por lá, o despretensioso Sky Coffee (1609a Alcaldesa St, Santa Fe) e o descolado Opuntia (1607 Alcaldesa St suite 201 second floor, Santa Fe), uma mistura lindíssima de café e loja de plantas com uma decoração de ultra bom gosto, chás deliciosos (são do Samovar, uma casa de chás em SF que eu amo) e cookies perfeitinhos (experimente o de chocolate com pimenta caiena).

Opuntia Café em o que fazer em Santa Fé
Cházinho delicioso no Opuntia, um café + loja de plantas lindíssimo

Para comer comida tradicional (com uma influência bem forte mexicana) nossos amigos que moram em Santa Fé nos recomendaram o Tomasita’s (500 S Guadalupe St.) não tivemos tempo de provar. Prefere uma salada caprichada? Outro cantinho que estava na nossa lista é o Vinaigrette (709 Don Cubero Alley, Santa Fe) um restaurante moderninho que serve saladas coloridíssimas e grelhados.

8- Meow Wolf: Uma experiência interativa e sensorial

O Meow Wolf’s é uma galeria de arte que une arte e interação – com muita tecnologia, é claro. A experiência é mergulhar na história da família Selig, que desapareceu após fazerem um experimento proibido em sua mansão.

São cerca de 70 salas feitas por mais de 100 artistas locais para criar uma imersão completa na história da família.

Planeje sua visita (site oficial)

  • Endereço: 1352 Rufina Cir, Santa Fe, NM 87507
  • Horário de funcionamento: domingo a quinta das 10h às 20h; sextas e sábados das 10h às 22h

9- Capitólio do Novo México

A sede do governo do Novo Mexico, ou seja, o Capitólio Estadual, está localizado em Santa Fe. Construído por Robert E. McKee em 1966, o New Mexico State Capitol tem uma arquitetura neoclássica e bem diferente dos outros capitólios, aqui um edifício arredondado – ele é conhecido como “roundhouse” em tons pastéis ( o que tem tudo a ver com uma cidade predominantemente em tons de argila) sem uma grande torre está rodeado por uma pátio de retângulos.

O interior do edifício está aberto para visitas das 7:00 as 18:00, e a entrada é grátis.

10- Museus de Santa Fé

Santa Fe tem oportunidades incríveis pra quem curte arte ou quer aprender algo enquanto viaja. Alguns dos principais museus da cidade são:

  • New Mexico Museum of Art: Um dos edificios mais lindos do centro histórico de Santa Fe  e com um acervo de mais de 20,00 obras de arte que vão de arte europeia antiga a arte norte americana que é o foco do museu.
  • Museum of International Folk Art: um museu de arte folclórica e representações coloridíssimas de vários países. Um passeio que vai te ensinar curiosidades e crenças de vários cantinhos do mundo.
  • IAIA Museum of Contemporary Native Arts: Arte contemporânea de artistas nativos, o jardim tem uma área externa muito gostosa com jardim de esculturas lindo.
Fachada colorida do IAIA Museum of Contemporary Native Arts
Fachada colorida do IAIA Museum of Contemporary Native Arts

11- Aulas de cerâmica

O Novo Mexico tem uma tradição muito linda de cerâmicas confeccionadas a partir da argila local. Pra quem curte fazer arte, uma experiência bem legal é uma aula de cerâmica de girar no torno, uma experiência para lá de especial. A Green River Pottery oferece aulas de cerâmica particulares e a agenda com caras é tão disputada que vale reservar com antecedência!

12- Trilhas na floresta de Santa Fe

Santa Fe oferece oportunidades lindas para quem curte uma trilha, e o melhor: pertinho da cidade! Graças a querida Paula Leme, aprendi algumas dicas de trilhas lindas por lá.

Big Tesuque trail na Santa Fe Forest
Final de tarde na Big Tesuque trail

Só tive tempo de testar uma delas, a Big Tesuque trail – uma trilha linda nas margens de um riacho e cheia de vistas interessantes da floresta. A trilha começa nas mediações do. Big Tesuque Campground e nós pegamos um pôr do sol lindo por lá.

A Paula também sugeriu a Norski Trail, uma trilha multi uso que serve para caminhadas no verão e cross-country ski no inverno, fiquei com muita vontade mas não tive tempo de fazer.

Bate e voltas a partir de Santa Fe

Para deixar sua experiência em Santa Fe completa recomendo que você dedique alguns dias de sua estadia para conhecer os arredores da cidade que repletos de oportunidades incríveis para quem quer aprender um pouco de história americana e de quebra conhecer lugares maravilhosos.

  1. Bandelier National Monument
  2. Pecos National Historic Park
  3. Kasha-Katuwe Tent Rocks National Monument
  4. Ghost Ranch, Plaza Blanca (e a região de Abiquiu)
  5. Taos Pueblo (e a Rio Grande Gorge Bridge)
  6. Valles Caldera National Preserve & Las Conchas Trail
  7. Santuario do Chimayo
  8. Bônus: Turquoise Route a estada entre Albuquerque e Santa Fe

Bandelier National Monument

Há dezenas de passeios lindos na região de Santa Fe, mas o Bandelier (Site oficial) conquistou um pedacinho do meu coração e se tornou um dos meus parques nacionais preferidos. Um lugar que não vejo a hora de voltar para explorar mais.

Cliff Dwellings, as moradias ancestrais do Bandelier National Monument
Cliff Dwellings, as moradias ancestrais do Bandelier National Monument

A combinação de natureza fascinante, ruínas históricas e bem preservadas e uma energia forte não poderia ser mais brutal. Descendentes da tribos que habitavam [muitos habitam os pueblos de San Ildefonso e Cochini] o Bandelier consideram as cavernas do parque sagrada e pedem que os visitantes visitem o local com carinho e respeito pois acreditam que o espirito de seus ancestrais ainda residem por lá. Seja qual for a sua crença, trafegas pelos conjuntos de cavernas do parque e subir suas pequenas escadas é uma viagem ao tempo, um verdadeiro privilégio e um excelente motivo para sorrir.

Bandelier National Monument uma parada sensacional na região de Santa Fe
Entrar nas cavernas sentir a energia e ver a vista linda lá do alto é uma oportunidade especial

Fiquei apaixonada por cada cantinho do parque – e olha que só vi um pedacinho (fiz as visita com meus filhos de 2 e 4 anos, então só conseguimos visitar a parte central do parque, mas aproveitamos muito.

Planeje sua visita:

A entrada no Bandelier National Monument custa $25 por veículo, o cartão dos parques nacionais ($80 por ano) é válido por aqui.

Pegue um mapinha – e se quiser aprender mais sobre as ruínas compre um guia de $2 (em inglês). Para quem viaja com crianças vale pedir o livrinho e o batch dos Jr. Rangers, os pequenos vão adorar.

O que visitar:

A trilha principal do parque conecta o centro de visitantes a região de Tyuonyi e as cavernas e tem cerca de 2Km. Essa foi a trilha que fiz com meus pequenos e vale cada centímetro caminhado.

Tyuonyi no Bandelier National Monument
Kiva no Circuito principal do Bandelier: região de Tyuonyi e as cavernas

Para quem tem pique de esticar o passeio até a Alcove House (mais 1,6 Km)  para visitar case cerimonial, para chegar no topo dela você terá que subir escadas de madeira bem longas – não recomendo de forma alguma para crianças pequenas.

Nossa amiga Paula também recomendou a trilha para a cachoeira (5KM ida e volta) e disse que o visual é lindo do começo ao fim. Tentei começar os meus pequenos mas eles estavam tão cansados da primeira trilha que abandonei a missão.

Outra trilha linda numa seção diferente do parque é a Tsankawi, uma trilha primitiva de cerca de 2,5 Km com direito a cavernas, pietroglifos e uma vila primitiva ainda não escavada.

Planeje sua visita:

A entrada no Pecos National Moniument é grátis

Pegue um mapinha – e se quiser aprender mais sobre as ruínas compre um guia de $1 (em inglês). Para quem viaja com crianças vale pedir o livrinho (é grátis) e o batch dos Jr. Rangers, os pequenos vão adorar.

Pecos National Historic Park

O Pecos National Historic Park preserva a história do Pecos Pueblo (1350-1838) um dos maiores e mais poderosos povoados de sua época. Nos seus tempos de glória, o povoado chegou a abrigar 200 pessoas e ter um poderio defensivo de 500 guerreiros. Sua população vivia de agricultura e intermediava o comércio entre as tribos vizinhas.

Pecos National Historic Park em o que fazer em Santa Fe
Caminhando no Pecos National Historic Park: a trilha é tão linda!

O Museu de Pecos

O museu na entrada do parque detalha os costumes da tribo, descreve parte das ruínas que você encontrará durante o passeio – destaque para as kivas, grandes círculos subterrâneos usados para realizar rituais. O Museu também conta sobre a chegada da coroa espanhola, a revolução e o declínio da vida em Pecos.

A ruína mais impressionante do parque é a estrutura de uma igreja franciscana de 1717, a segunda rodada de conversão imposta pelos franciscanos as tribos locais. Pecos foi habitado até 1838 quando a seca e doenças tornaram a vida no povoado cada vez mais dura, a pequena população local decidiu se mudar ao povoado de Jemez. Até hoje cerimônias e rituais criados em Pecos continuam presentes em Jemez.

Ruinas Franciscanas no Pecos National Monument
Ruínas no Pecos National Monument – As crianças adoraram explorar o antigo edifício

Como explorar as ruínas de Pecos

Um circuito de 2 KM te leva a passear pelo antigo povoado de Pecos, o giro é lindo e cheio de oportunidades de fotografar a natureza local e as montanhas da região. As ruínas da antiga missão são o pedaço mais impressionante da trilha.

Glorieta Pass e a guerra civil americana

A região de Pecos também serviu para uma batalha estratégica durante a guerra civil americana, a Batalha de Glorieta Pass marcou o fim da ambição dos confederados para controlar o Novo Mexico e a costa oeste dos EUA. Marcos históricos da batalha podem ser visitados durante o passeio pela região.

Kasha-Katuwe Tent Rocks National Monument

O Kasha-Katuwe Tent Rocks National Monument é um Parque Nacional localizado a cerca de 64 km de Santa Fe. O parque oferece trilhas incríveis para quem deseja aprender e observar mais os processos geológicos que compõem a paisagem da região.

O parque é conhecido por suas formações rochosas em forma de cone, que são consequência de erupções vulcânicas que aconteceram há 6 milhões de anos.

Atualmente, o parque está fechado por conta da Covid-19, mas normalmente o seu horário de funcionamento é da 08h às 16h. Para entrar no parque há uma taxa de $5 por veículo. Para conhecer as formações rochosas  a Cavel Trail (2KM) é considerada fácil e a Canyon Trail (~2,5 KM) é moderada e tem um elevação de 200 metros.

Ghost Ranch, Plaza Blanca (e a região de Abiquiu)

Abiquiú é uma cidade localizada a cerca de uma hora de Santa Fe. É lá que está o Ghost Ranch, uma paisagem de mais de 8 mil hectares bem característica do Novo Mexico. É lá que a artista Georgia O’Keeffe originalmente morava e tinha seu estúdio de arte.

Hoje, o Ghost Ranch (site oficial) é também um centro de educação e um destino perfeito para quem quer observar fosseis. No rancho, é possível se hospedar e também fazer diversos tours diários – com um tour para conhecer as paisagens do local ($39) ou um tour específico sobre paleontologia ($49)

Outra atração na região de Abiquiu é a Plaza Branca (site oficial), uma paisagem incrível em um vale das colinas do Rio Chama, que também ficou famosa nas pinturas de Georgia O’Keeffe.

Embora a Plaza Branca esteja localizada em um terreno privado, lá existe um centro de visitantes que recebe turistas que queiram fazer caminhadas pela paisagem.

Taos Pueblo (e a Rio Grande Gorge Bridge)

Taos Pueblo é uma cidade localizada a cerca de 1h35 de Santa Fe. O nome vem de “Pueblo”, moradia dos indígenas que habitavam a região do atual Novo México.

Segundo os arqueólogos, os índios da tribo Taos vivem na região desde muito antes de Colombo descobrir a América. A cidade é feita inteiramente de “adobe”, uma mistura de terra, água e palha. Os telhados de cada um dos cinco andares são sustentados por vigas.

Hoje é a única comunidade nativa americana viva e considerada como Patrimônio Mundial pela UNESCO. As contrações seguem os padrões por mais de 1.000 anos, e para mim o mais legal: a chance de aprender, participar de um ritual e bater um papo com uma galera que realmente se importa em preservar suas origens nativas.

Rio Grande Gorge Bridge

No caminho não deixe de parar no desfiladeiro do Rio Grande. A  Rio Grande de Gorge Bridge, conhecida também como “ponte do desfiladeiro” ou “ponte alta, é considerada um monumento nacional e é linda. Ela é a segunda ponte mais alta do sistema de rodovias dos EUA, fica a 200m de altura do rio.

Na volta vale incluir uma parada no Santuário do Chimayo

Valles Caldera National Preserve & Las Conchas Trail

Essa é outra dica linda (duas dicas na real, mas tão coladinhos uma na outra que a ideia é fazer os dois passeios em um dia) da Paula Leme.

A mais nova reserva nacional

O Valles Caldera National Preserve é uma área linda recém incorporada ao patrimônio de florestas nacionais, viva!

Valles Caldera National Preserve em o que fazer em Santa Fe
Pond Trail no Valles Caldera National Preserve

A área ainda está sendo trabalhada e as trilhas construídas mas a região é bem especial e tudo indica que ficará ainda melhor nos próximos anos.

O vale que durante o outono ganha uma tonalidade dourada tem várias trilhas, nós fizemos duas bem curtinhas: Pond Trail (1,6Km ida e volta)  que te leva a um pequeno lago, e Lost Cabin (o chalé perdido), cerca de 800 metros. A cabana fotogênica já foi usada de cenário em vários filmes e rende fotos incríveis.

Lost Cabin no Valles Caldera National Preserve
Lost Cabin no Valles Caldera National Preserve

Las conchas trail

Minha segunda dica para este dia – e minha parada preferida na região – é a Las Conchas Trail, uma trilha que vai serpenteando um riozinho passando por vários cantinhos fofos. Essa é uma daquelas trilhas que entrega um visual legal desde os primeiros instantes, mas quem tem um pique legal pode caminhar 2 milhas até o pé do canyon e depois começar a retornar.

Las Conchas Trail., um bate e volta lindo de Santa Fe
Las Conchas trail, uma trilha fácil e linda do começo ao fim

Nós pegamos a trilha cheia de neve e fizemos só um pedaço, mas curtimos muito as pontes que cruzam o rio, as rochas gorduchas que envolvem a paisagem e a vegetação local. Tai uma pedida bem legal para fazer come crianças.

Jemez Falls

E para fechar o dia vale seguir até a Jemez Falls (+12 minutos de carro) para uma trilha de 1,1 Km rumo as cachoeiras.

Santuario do Chimayo

A 30 minutos de Santa Fe está o Santuario do Chimayo, onde há duas capelas de significado histórico: a Capela do Senhor de Esquipulas e a Capela Santo Niño de Atocha.

A igreja terminou de ser construída em 1814 e, logo, surgiu a lenda de que a sujeira do piso da capela tinha poderes cicatrizantes pois foi lá encontrado um crucifixo.

Então, desde 1857, o santuário é o destino tradicional da famosa peregrinação na Páscoa.

Bônus: Turquoise Route a estada entre Albuquerque e Santa Fe

Há duas formas de fazer o trajeto Albuquerque – Santa Fé (ou vice-versa), a mais interessante pega a Hwy 14 (a entrada fica na boca do Sandia Peak e são 54 milhas) e vem por dentro passando pelo vilarejo de Madrid.

Há três paradas legais no caminho:

  • Garrafas coloridas na região de Golden: A decoração inusitada de uma das 5 famílias que mora no vilarejo chama atenção de longe
  • Madrid: Um vilarejo hippie que renasceu de uma comunidade de carvão abandonada na década de 40. Madrid conta com alguns restaurantes, um café delicioso  – se chama Java ruction e vale a parada, lojinhas fofas e galerias de arte que tem a fama de ser bem mais baratas que Santa Fé. Não conferi os preços mas adorei o jeitão descolado e bem relaxado da cidade.
  • Turquoise Trail Sculpture Garden (3453 State Hwy 14 N, Cerillos): Um conjunto de 20 esculturas inspiradas nas dobraduras origami.

O que fazer em Santa Fe no mapa

Veja neste mapa dinâmico todas as dicas deste post.

Onde ficar em santa fé

A capital do Novo México não tem uma rede hoteleira tão vasta quanto outras capitais que conhecemos ao redor do mundo, por isso, não esqueça da antecedência e reserva prévia do seu hotel por lá.

Duas opções super caprichadas por lá são o Rosewood Inn of the Anasazi, que oferece serviço cinco estrelas e 3 restaurantes no local, e o La Fonda on the Plaza, que possui banheira de hidromassagem e spa em sua cobertura (com vista para a montanha de Santa Fé).

Mas, o que não faltam na cidade são opções com bom custo benefício. Algumas das pedidas mais bem avaliadas são Hotel Santa Fe, Drury Plaza Hotel in Santa Fe, Las Palomas e o Inn of the Governors.

Por fim, o La Quinta Inn by Wyndham Santa Fe é uma opção excelente para quem quer economizar no budget e reservar um hotel mais econômico.

seguro viagem para oS ESTADOS UNIDOS

Agora que você já sabe o que fazer em Santa Fé, que tal começar a planejar a viagem de verdade?

Estou falando do seguro viagem, um item indispensável para qualquer viagem nos Estados Unidos. Você sabia que não existem um sistema de saúde público gratuito nos EUA? Despesas médicas custam uma pequena fortuna – uma consulta como, por exemplo, custa cerca de $250 dólares, custo que aumenta bem se tiver despesas hospitalares ou bateria de exames na jogada. Na dúvida, melhor não arriscar.

Um bom seguro viagem além de te proteger contra eventualidades médicas e acidentes de viagem te protege contravoos atrasados e extravio de bagagem.

Eu uso e recomendo os seguros da  Seguros Promo, um comparador de opções,  que te mostra melhores custo x beneficio para sua viagem.

Quer um desconto?!


Insira o código IDEIASNAMALA5 e ganhe até 10% de desconto na compra do seu seguro viagem!

Gostou das nossas dicas do que fazer em Santa Fe? Tem alguma dúvida ou sugestão? Deixe nos comentários!


Planeje sua viagem

Deixe o seu comentário