Saint- Émillion – Paixão a primeira vista

O caminho que separa Bordeaux e Saint- Émillion, entre uma vinícola e outra,  foi pouco a pouco nos preparando para as belezas que a pequena cidade iria nos revelar. As duas turistas que haviam deixado Bordeaux em busca de alguns dos vinhos mais famosos da Garonne foram surpreendida com algumas das paisagens mais lindas da viagem e com uma pequena cidade repleta de história para contar.

Como nem tudo na vida é perfeito, o GPS nos deixou na mão no comecinho da viagem e nos vimos obrigadas a nos orientar a moda antiga, com mapa e muita pergunta. Eu que odeio dirigir fui convertida a motorista oficial – total falta de opção já que minha irmã não tem carta de motorista. E ela além de tradutora passou a desempenhar mais um importantíssimo papel: co-pilota oficial. E assim vimos uma viagem de pouco35 kmconverter-se horas de viagem. Resultado, chegamos em Saint Émillion com muita fome, pouca paciência e no meio da chuva. Se o cenário era totalmente ruim, ele mudou completamente ao pisarmos na pequenina cidade.

Estacionamos nosso carro no estacionamento grátis – para achar é fácil ele fica ao lado do único estacionamento para ônibus, é só seguir as placas de ônibus – bem pertinho de um pedaço de antiga muralha.

De carro estacionado, começamos nossa visita, primeiro entramos na Collegiate Church e em seu bonito claustro, me chamou a atenção duas estatuas de guerreiros chineses que estavam expostas lá, mas não consegui desvendar o motivo.

Saindo de lá, fizemos um interessante tour – que foi o auge do nosso dia –  onde conhecemos um pouquinho da história da cidade e fomos apresentadas aos vestígios da época romana como a igreja monolítica, as catacumbas, a ermitã gruta onde viveu Saint – Émillion e a capela da Santa trindade. Como no tour não é permitido tirar fotos, peguei as fotos que estão no site do escritório de turismo de Bordeaux para ilustrar um pouco do que vi.

O tour começou na gruta ermitã – reza a lenda que foi onde Saint Émillion residiu – onde a simpática guia nos contou um pouco a história de Saint Émillion, seus milagres e os motivos que fizeram com que a cidade entrasse na rota de Satiago de Compostela.

Saindo Dalí entramos na belíssima capela da Santa Trindade, é impressionante como o mural pintado a séculos e séculos atrás esta bem conservado, e isso graças ao “mal uso”do local durante a revolução francesa: fabrica de barril de vinhos. A fumaça cobriu completamente as paredes deixando as pinturas escondidas e bem preservadas. Um verdadeiro Tesouro. A guia explica de maneira detalhada toda a simbologia por trás da pintura, para quem já sabe um pouquinho de religião fica bem fácil entender e rapidamente desvendar mais detalhes da pintura. Nesse momento eu já achava que tinha visto a melhor parte do passeio, mas para minha surpresa. Não.

Saindo dalí fomos as catacumbas, local onde eram preservados os corpos dos nobres, do clero e de bebes, pois estes eram vistos como seres completamente puros. Dá para ver bem as mini caixinhas dedicadas a guardar os ossos pequeninos. Como grande parte dos ossos está sendo estudada, a maior parte das catacumbas esta vazia.


Nossa ultima parada e a mais incrível de todas foi a igreja monolítica, a maior igreja  subterrânea da Europa. Toda cavada em rocha, no séculos 11, um negócio impressionante! Me senti muito pequena diante da imensidão e magnitude do negócio. Surreal! Como a igreja foi cavada em calcário, a alguns anos atrás ela estava correndo o risco de desabar e por isso hoje as colunas principais são sustentadas por placas de ferro.

Saindo do tour demos uma bela volta pela cidade, subimos e descemos as vielinhas – a cidade foi construída em forma de auditório ou seja, se quiser passear prepare as pernas para subir e descer.

Uma enorme torre marca o local da igreja monolítica, que de fora nem parece ser tão impressionante assim. E por fim fomos aproveitar o segundo lado famoso de Saint Émillion: os Vinhos.

Localize-se:

TOUR UNDERGROUND SAINT-EMILION

Duração 45 minutos | guiado em inglês ou Frances

Saída do escritório de turismo de Bordeaux às 14:00 ou 16:00

Preço: 6,80 Euros

Planeje sua viagem

Comentários (1)

[…] Saint- Émilion: paixão a primeira vista |  https://ideiasnamala.com/2011/07/13/saint-emillion-paixao-a-primeira-vista/ […]

Deixe o seu comentário