Jungfrau, um passeio pelos alpes suíços

46
Jungfrau - Suiça

Ver os Alpes Suiços do ponto mais alto da Europa (3,454 acima do nível do mar) que se pode chegar de trem, é apenas um dos motivos que torna uma viagem ao Jungfraujoch, na Suíça, algo inesquecível. Nesse passeio de dia inteiro você verá dezenas de paisagens marcantes repletas de cliches (vacas com sino no pescoço, chalés de madeira nas montanhas e o pico dos alpes coberto de neve), pequenas cidades repletas de charme, e uma montanha maravilhosa. Pronto para se encantar com o Jungfrau?

Jungfrau, um passeio pelos alpes suíços

Nesse post você encontrará:

[Clique no item para ir direto ao ponto, ou se preferir, leia o post todo]

Como chegar?

A subida para o Jungfrau é feita a partir da estação Interlaken Ost, com uma combinação de trens e de linhas. A subida pode ser feita pelas cidades de Grindelwald ou por Lauterbrunnen, e como as duas alternativas são maravilhosas, recomendo que você suba por uma e desça pela outra. Quem tem o Swiss Pass chega até duas cidades sem desembolsar nada.

Vista da Janela do trem - Jungfrau

Senhora Suiça nem aí pra vista

Dica Importante: Independentemente do trajeto que você escolher, sente sempre na janela! As vistas são lindas e cada janelinha vale ouro!

Veja como é a subida no mapa (sentido Lauterbrunnen)

  • Primeiro Trem: Interlaken -> Lauterbrunnen : Pegue o trem na estação Interlaken Ost sentido Lauterbrunnen e desça na terceira parada (Lauterbrunnen). O trajeto leva 20 minutos, e faz duas paradas antes de chegar em Lauterbrunnen —–OU——- Interlaken -> Grindelwald: Pegue o trem na estação Interlaken Ost sentido Grindelwald e desça em Grindelwald. O trajeto leva 34 minutos, e faz cinco paradas antes de chegar em Grindelwald
  • Segundo trem: Lauterbrunnen/Grindelwald – Kleine Scheidegg: Pegue o trem sentido Kleine Scheidegg. O trajeto leva 43 minutos, e faz quatro paradas antes de chegar em Kleine Scheidegg. [Esse trecho é MARAVILHOSO!]
  • Terceiro trem: Kleine Scheidegg – Jungfraujoch: Pegue o trem sentido Jungfraujoch. Agora é só seguir a multidão e não tem como errar. O trajeto leva 52 minutos, e faz duas paradas rápidas para foto antes de chegar no topo da montanha Jungfrau.

[Agora é a hora de subir de verdade. Pode ser que você estranhe um pouco a altitude! E não esqueça de deixar a câmera preparada para as paradas para foto!]

Tempo de viagem: 2 horas e 17 minutos (só de ida! O trajeto por Grindelwald é cerca de 20 minutos mais longo)

Veja aqui as paradas e o tempo de viagem:

Interlaken - JungFrau

Print Screen Google Maps

E não se preocupe: tudo é tão bem explicado e tão organizado na Suíça que não tem como errar!

E para descer, é só fazer o caminho inverso 😛 e de preferência, por um lado diferente do que você seguiu.

Quanto Custa? (Preços com e sem Swiss Pass)

E como nada na Suíça é barato, a subida ao Jungfrau também é bem cara.

  • Preço sem o Swiss Pass: ida e volta saindo de Interlaken Ost: 204,40 Francos Suíços (Preço Setembro 2015)
  • Preço com o Swiss Pass: $135.70 (Ou seja, você terá um desconto de 25% no trecho Grindelwald <-> Jungfrau

Veja mais detalhes sobre o Swiss Pass aqui.

Quanto tempo demora o passeio?

Esse é um passeio de dia inteiro. Mesmo porque são quase 3 horas de subida e mais 3 horas de descida. Eu se fosse você sairia bem cedinho de Interlaken e sem hora para voltar. Nesse dia, durma em Interlaken, e se puder aproveite o dia seguinte também por lá. A cidade é linda e muitas vezes subestimada pelos visitantes. Eu adorei, e sinto ter ficado pouco.

Subida ao JungFrau

Último trecho de subida rumo ao Jungfrau

O que levar/ Vestir?

  • Casaco caprichado: o topo da montanha tem neve o ano todo. Mesmo que lá embaixo esteja um calor de 30 graus, o casacão vai salvar sua vida.
  • Sapato confortável, fechado e sem salto. Especialmente para quem quer dar uns passinhos / brincar na neve.
  • Óculos escuro: O sol reflete na neve, e dói a vista. O óculos vai te ajudar bem.
  • Protetor Solar: Se estiver sol, você será queimado pelo reflexo da neve nos lugares mais estrahos do mundo. A parte de baixo do nariz e a parte de trás das suas orelhas são fortes candidatos a pimentão. Na dúvida, proteja seu rosto.
  • Lanchinho: São três horas de trem para ir e mais três para voltar. Você certamente vai ficar com fome. Eu levei um picnic completo e foi a melhor escolha do dia, mas para frente falarei um pouco dele.
  • Máquina fotográfica carregada (pode ser um celular) e com o cartão de memória bem livre: para tirar muitas fotos!
Topo do Jungfrau - Suíça

No topo do Jungfrau. Céu azul e neve branca!

O trajeto e as paisagens: descrições da minha viagem

Agora chegou a hora de dividir com vocês, o meu passeio ao Jungfraujoch. Eu saí de Berna de manhã cedinho. Já era inverno (comecinho de dezembro), mas o tempo ainda estava bem azul, e nada de neve nas montanhas mais baixas.

O primeiro UAU do dia foi da janela do trem, esse é o lago Thunersee, e sinto informar que minhas fotos ficaram umas 50 vezes piores que a paisagem, era bonito pra caramba!

Lago Thunersee - Suiça

Lago Thunersee visto do trem

Chegando em Interlaken Ost começa a subida para o Jungfrau, ou o topo da Europa, o lugar mais alto que se pode chegar de trem em todo o velho continente.

A subida por  Grindelwald

Eu subi por Grindelwald simplesmente porque foi o primeiro trem que passou em Interlaken. A subida foi linda, muito acima das minhas expectativas que já eram altas. Passamos por varias vilas fofas repletas de chalés de madeira. Era pouca neve e a mistura com a terra/grama, é simplesmente linda.

Grindelwald, a caminho do Jungfrau

A caminho de Grindelwald

Parecia um bolo peneirado com farinha de confeiteiro. As casinhas vistas do alto do trem, pareciam de mentira, tudo tão perfeitinho uma mesa de aniversário de criança dessas de buffet. Também passamos por fazendas repletas de vacas de sininho no pescoço. Iguazinho o chocolate, muito fofo.

Região de Grindelwald vista do trem

Região de Grindelwald vista do trem


Para quem viaja com o Swiss Pass:

Como a partir de Grindelwald ou Lauterbrunnen  o Swiss Pass não vale mais, comprei no próprio trem com o fiscal dos bilhetes e pagando com cartão de crédito, o suplemento para chegar até o Jungfraujoch. Quem não quiser pagar com o cartão para evitar encrencas com a cotação ou IOF, pode comprar o bilhete/suprimento em dinheiro na estação de Interlaken. Ainda com o desconto do Swiss Pass, a subida ao Jungfrau custa 135,70 francos, uma bica, mas vale a pena, viu.

A caminho do JungFrau

Comprando o suplemento dos bilhetes no trem


Em Grindelwald  ou Lauterbrunnen você tem que pegar um outro trem até Kleine Scheidegg, onde as duas estradas se cruzam. Sei que parece muita informação,mas relaxa porque como esta todo mundo indo para lá, não tem como errar. 🙂

Estação de Grindelwald

Na estação de Grindelwald. As plaquinhas azuis indicam onde pegar o trem.

Jungfrau - Suiça

E o show de passages incríveis está apenas começando.

Uma dica que só descobri na segunda parte da viagem. A janela de cima do trem abre. Abaixe ela para deixar suas fotos lindas e sem reflexo.

Chegando em Kleine Scheidegg

Em Kleine Scheidegg você pegará a estrada de ferro Jungfrau, uma estrada centenária que foi escavada nas montanhas, um enorme túnel com duas parada intermediárias: Eigerwand com 2865 metros de altura e Eismeer com 3160 metros de altura.

Estação de Kleine Scheidegg - Suíça

Trem para o JungFrau

Repare nos trilhos desse trem. Além dos trilhos convencionais, ele tem um trilho dentado adicional para segurar o trem na subida!

O  trem faz uma parada de 5 minutos para fotos em cada uma delas, mas somente na ida. Passada a segunda parada, mais alguns metros de túnel e você chegará ao Jungfraujoch. São quase três horas de viagem para chegar ao topo da Europa, e você verá que vale a pena.

Primeira parada Eigerwand

Eigerwand parada do Jungfrau

Eigerwand – 2865 metros de altura

Eigerwand parada do Jungfrau

Já estávamos bem alto, mas as montanhas ainda tinham pouca neve. Repare nos picos das montanhas e nos dois lagos da foto.

Segunda parada Eismeer:

Parada em Eismeer - Jung Frau

Fiquei um pouco impressionada com essa estalactite de gelo que cresceu na janela

Parada em Eismeer - Jung Frau

E olha só a vista das montanhas que sensacional!

Em Eismeer já havia bastante neve. A sensação que estávamos praticamente dentro da montanha.

Chegada no Jungfrau

E por fim chegamos ao topo do Jungfrau. A subida, apesar de levar quase 3 horas, passou rapidinho. Fiquei tão entretida com as paisagens que perdi completamente a noção do tempo. E não é que o do Jung Frau é bonito pra caramba! E sim, pela primeira vez (e única na viagem) vi neve de verdade em quantidades dignas de um Alpes Suíço :P.

O pico Jungfraujoch

Chegamos no Jungfrau. Olha só a parte de cima dele que linda!

O que fazer no Jungfrau?

Depois de tanto trem, chegou a hora de curtir um pouco a vista e desfrutar o complexo de entretenimento do Jungfrau.

Ver a Suíça do topo da Europa.

Jungfrau tem dois mirantes, um de cada lado. O Sphinx Hall (3.571 metros acima do nível do mar) tem vistas caprichada para os Glaciers. Esse é o mirante oficial com janelas de vidro para os dias de neve e um terraço gostoso para os dias mais quentes (detalhe que nunca é muito quente lá em cima). Do outro lado, caminhando um pouco na neve é possível chagar a um platô mais elevado com vistas lindas do pico e do Vale do Jung Frau.

Vista do alto do Jungfrau

Vista do alto do Jungfrau

Vista do alto do Jungfrau

Dica: Leve um picnic gostoso para comer nas mesas do Sphinx Hall. A vista sensacional vai deixar seu almoço ainda mais caprichado!

O palácio de gelo

Outra experiência super bacana é caminhar pelo Palácio de Gelo. Passando a entrada escorregadia, os túneis de gelos te guiam por estátuas e pequenas gracinhas Suíças como o bichinho do “A Era do Gelo” congelado. O túnel de gelo foi um dos pontos altos da visita.

Palácio de gelo do Jungfrau

Entrada do Palácio de gelo do Jungfrau

Palácio de gelo do Jungfrau

Túneis de gelo

Palácio de gelo do Jungfrau

Esculturas de gelo

Palácio de gelo do Jungfrau

Mari fazendo graça no Palácio

Palácio de gelo do Jungfrau

E pra fechar, olha só que eu encontrei por lá!

Parque de diversões no gelo

O Jungfrau tem um pequeno parque de diversões com escorregadores de gelo (tubbing),trenós e uma pequena pista de esqui. Nada impressionante, mas para quem quiser brincar na neve é um começo.

Trilhas e caminhadas na neve

Outra opção é fazer trilhas guiadas nas montanhas geladas, tem até uma cabana com hotel e restaurante para que quiser dormir uma noite no cantinho mais alto da Suíça. A cabana Monchsjochhutte (site em alemão) fica a cerca de uma hora de caminhada do topo do Jungfrau. E de lá parte uma série de outras trilhas.

Filme 360 graus

Um filme curto de 4 minutos de duração mostra um pouco do entorno do Jungfrau: Nuvens, montanhas, pedras & neve.

Lindt Experience & Loja da Lindt

Essa é uma atração nova inaugurada em 2014. Então ainda não visitei. Pelo que li, trata-se de um experiência audiovisual contando passo-a-passo da produção de um dos chocolates mais adorados do mundo. E claro, no final, há uma lojinha caprichada com dezenas de tipos de Lindht, e como no friozinho, um chocolate vai sempre bem, imagino que seja impossível sair de lá sem comer nada.

E quando a fome bater…

O Jungfrau tem três restaurantes diferentes o Crystal, que é mais chiquezinho, um self service chamado Aletsch, bem despojado, para matar a fome sem frescura e um restaurante indiano (aberto entre abril e outubro) que estava fechado quando visitei.

Meu almoço: um picnic caprichado!

Seguindo a recomendação de um amigo, levei meu próprio picnic uma cestinha de queijos caprichados devorada nas mesas concorridas do Sphinx Hall. Tudo o que posso dizer é que deixei muita gente com ciúmes da minha comidinha. Que seguramente estava mais gostosa e muito mais barata que a do Selfservice  #Opps

Dica: Muita gente passa mal por causa da altitude. Pegue leve na comida e não exagere!

Minha sugestão: Aproveite sem pressa!

Sugiro que você faça todo esse percurso com calma, afinal depois de tanta subida você merece contemplar o prazer das alturas. Para isso, de uma olhada nos horários dos trens e fique esperto no alto falante que anuncia 15 minutos antes da chegada do trem. E se você tiver a mesma sorte com o tempo que eu tive, irá se sentir realmente no topo da Europa. 🙂

Outra idéia bacana é levar  um picnic e comer nas mesinhas de um dos mirantes de frente para as janelas com vista para as montanhas, super especial!

O trajeto e as paisagens: Descida por Lauterbrunnen

Na volta o trem vai direto pelo túnel sem fazer aquelas duas paradas para foto. Chegando em Kleine Scheidegg, lembre-se de pegar o trem para o sentido oposto ao que você subiu. A plataforma A desce sentido Lauterbrunnen e a plataforma B sentido Gridelwald. [Mas confira essa informação para garantir que nada mudou :)]

De Kleine Scheidegg a Lauterbrunnen

Eu desci sentido Lauterbrunnen , tinha gostado tanto do caminho de ida por  Gridelwald que achei que a descida nem seria tão bonita assim. Mas me enganei…

Jungfrau - Suiça

Descida por Wegen

Decida do Jungfrau - Suiça

E olha só essa pedra que linda!

Decida do Jungfrau - Suiça

Wegen, o Paraíso do Ski com pouquíssima neve

Wegen, Suíça

A estrada se mostrou maravilhosa desde o começinho. Fiqquei com vontade de descer e visitar cada uma das cidades que vi. A primeira que me chamou atenção foi Wegen, uma cidade muito turística, com uma das melhores pistas de ski da Suiça, que estava absolutamente vazia já que as pistas de Ski ainda não tinham neve suficiente. Mas meu coração bateu forte mesmo foi por Lauterbrunnen. Desci para trocar de trem e acabei ficando.

Lauterbrunnen - Suíça

Chegada em Lauterbrunnen

Lauterbrunnen é uma cidade pequenina nos pés da montanha e repleta de cachoeiras. A cidade estava mais vazia e deserta do que eu poderia imaginar, em 40 minutos de caminhada, não cruzei com ninguém. Todas as lojas e cafés estavam fechados. Surreal.

Lauterbrunnen - Suíça

De volta a estação, peguei o último trem do dia, sentido Interlaken, onde eu passaria a noite.

Vale a pena visitar o Jungfrau?

Muito. Adorei cada pedacinho do passeio, e acho que foi uma excelente imersão de um dia nos Alpes. Saí de lá com vontade de ficar mais tempo e de conhecer cada cantinho com calma.


Veja também:

E para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na mala, siga o nosso Instagram!

[instragram-feed]

Este post é uma versão mais atualizada e mais completa do post Jungfrau, publicado aqui no Ideias na Mala no final de 2011.

Montanha

About author

mari vidigal

Viajante incansável, daquele tipo que no meio de uma viagem já está pensando na próxima, na próxima e na próxima. Apaixonada por fotografia, natureza e vinhos

46 comments

  1. Fernanda 15 setembro, 2017 at 16:57 Responder

    Oi Mari, estou amando o blog com as dicas da Suica, esta ajudando mto a definir meu roteiro. Estou indo em novembro para a Suica com meu marido e minha filha de 1ano e 5 meses, vc acha que esse passeio em Jungfrau seria muito puxado para minha filha, ja que a altidade e bem grande? Nesse caso, vcc recomendaria ficar quantos dias em Interlaken, uns 2 dias seriam suficiente, sendo 1 dia para a chegada, no dia seguinte faria o passeio de trem, e no outro dia iriamos para outra cidade.
    Obrigada

    • mari vidigal 18 setembro, 2017 at 01:02 Responder

      Oi Fernanda,
      Talvez seja um pouco puxado sim, mas tenho um bebê de 1 ano e três meses e se estivesse no seu lugar, acho que faria minha única preocupação seria ficar de olho nas reações do bebê com a altitude (tem gente que passa mal a beça lá em cima).
      Acho seu plano de dormir dois dias em Interlaken bom!
      Beijos

  2. Lari 27 julho, 2017 at 20:42 Responder

    Oi Mari. Eu e meu marido teremos dois dias em Genebra agora em Agosto, mas estaremos com o nosso bebê de 1 ano. Vc aconselha fazer esse passeio até Jungfraujoch? Com apenas 2 dias vc acha que dá? Abração!

    • mari vidigal 27 julho, 2017 at 22:02 Responder

      Oi Lari,
      Jungfrau está do outro lado da Suíça. Eu se fosse você visitaria uma montanha mais perto de Genebra (que por sinal esta cheia de coisas lindas em volta).
      Beijos

  3. Everton 23 janeiro, 2017 at 21:01 Responder

    Olá, eu e minha esposa vamos passar dois dias em Lugano no mês de março e gostaríamos de fazer um passei de trem pelos alpes qual seria mais indicado.

    • mari vidigal 24 janeiro, 2017 at 16:35 Responder

      Oi Everton,
      Porque não as montanhas da região de Lugano? Para visitar os Alpes vocês teriam que fazer uma viagem de trem relativamente longa.
      Abraços

  4. Alcileia Jardim Carlos 22 novembro, 2016 at 16:38 Responder

    Olá pretendo ir na Suiça em Maio eu e mais 2 amigas, pretendo ficar uns 6 dias em Zurick e uns 5 em Berna, de qual cidade é mais facil chegar aos alpes?

  5. amanda vinhas 2 novembro, 2016 at 14:38 Responder

    Oi Mari!
    Tudo bom?
    Iremos visitar essa região em abril de 2017, então estamos pesquisando e fuçando tudo sobre. Nos tira uma dúvida..
    é possível descer do trem entre uma parada e outra? Digo, não apenas para os 5 minutos de foto, mas para uma rápida visita na cidade. Descer, e depois pegar o próximo trem para seguir até o destino. Isso considerando que seja o mesmo tickt.

    Agradeço se puder tirar algumas dúvidas 🙂

    • mari vidigal 2 novembro, 2016 at 16:25 Responder

      Oi Amanda,
      Nos dois locais onde o trem para por 5 minutos não há cidade. NAs cidades que ficam na parte baixa da linha, dá sim para descer e visitar (e recomendo muito, pois são cidades lindas!). Só precisa ver direitinho quais as restrições do bilhete que você vai comprar.
      Abraços

  6. Maura 26 setembro, 2016 at 13:07 Responder

    Oi, Mari! Eu e meu namorado estamos pensando em conhecer a Junfrau em fevereiro de 2017. O único medo é de que o tempo esteja fechado e/ou haja nevasca, visto que ainda será beeem inverno. Tu sabes se em caso de nevasca existe a devolução do dinheiro? Afinal de contas o passeio custa caro e queríamos já comprar com antecedência! Muuuito obrigada e parabéns pelo blog! 🙂

    • mari vidigal 26 setembro, 2016 at 20:20 Responder

      Oi Maura,
      Fevereiro é baixa temporada. Não tem porque comprar isso com antecedência. Deixe para comprar na hora. Se o tempo estiver bom, vocês sobem, se tiver feio, mudam de planos.
      Beijos

  7. francisco 4 agosto, 2016 at 21:51 Responder

    Ótima matéria parabéns.
    você sabe onde eu compro o ticket para Jungfrau saindo de Lauterbrunnen pela internet, a viagem é agora dia 31.

  8. Maiara Calgaro 20 julho, 2016 at 19:17 Responder

    Oi Mari,
    Ótimo o seu blog, tem me ajudado muito.
    Pode me ajudar nessa dúvida, se eu comprar a passagem de interlaken para o top of europe sem o swiss pass eu posso descer nas cidades que tem pelo caminho e passear até o próximo trem chegar?
    E quanto tempo antes eu devo comprar a passagem, consigo na hora? Pretendo ir no começo de outubro.

    Obrigada

    • mari vidigal 20 julho, 2016 at 23:05 Responder

      Oi Maiara,
      Dá para comprar na hora sim, especialmente em outubro que já não é mais alta temporada.
      Sobre descer, passear e voltar. Precisa ler sobre as condições da passagem.
      Ainda que você não compre o Swiss Pass, veja se o passe Suiço diário ou passe regional não faz sentido financeiramente, na maior parte das vezes, faz.
      Abraços

  9. Sonia 14 junho, 2016 at 11:31 Responder

    Oi Mari!

    Estive ano passado em Berna por dois dias, porém, não consegui ir p O jungfrau. Este ano vou estar em Portugal entre 21/10 a 19/12

    Pensando em fazer essa visita. Passando por Milão.

    Q dicas vc me dá, p fazer com data entre 15 de novembro em diante?E com economia ☺️☺️
    Obg bjos

  10. Fabiola 17 fevereiro, 2016 at 23:36 Responder

    Mari

    Consigo comprar o trajeto até o topo da Europa em dinheiro lá em Interlaken ou é só pelo site? Queria economizar o IOF… E não estarei usando o passe.

    • mari vidigal 18 fevereiro, 2016 at 18:08 Responder

      Oi Fabiola,
      Dá para comprar em dinheiro e na hora sim.
      Uma dica: dependendo do número de dias na Suíça e da quantidade de trens que vc for usar, vale a pena comprar o bilhete de meia tarifa (ele da direito a meia tarifa em tudo). Faça as contas antes da viagem!
      Beijos

      • João 7 abril, 2016 at 00:58 Responder

        Oi!excelente a narrativa da viagem.
        Fiquei com uma dúvida.
        Em pesquisa no site da SBB.CH o preço do trem de interlaken ost a jungfrau para o final de junho aparece como 51 francos por trecho, ou seja, 102 fracos ida e volta. Já no post você informa que o valor, sem o swiss pass, é de 203 francos ida/volta.
        Alguém saberia informar se o valor que aparece no site da SBB.CH não inclui todo o passeio??É estranho, porque os trechos, conexões de trem e hora de duração que aparecem no site são os mesmos descritos no post, como se incluísse, de fato, todos os trechos do passei e apesar disso o valor que aparece no site é a metade daquele informado no post (e em outros blogs).

  11. Alessandra 25 janeiro, 2016 at 17:40 Responder

    olá! Adorei suas dicas!!
    Uma dúvida: Todas as atrações lá em cima estão incluídas no passeio? Tipo, o mirante e o palácio de gelo? Ou temos que pagar á parte?
    Obrigada

    • mari vidigal 25 janeiro, 2016 at 22:17 Responder

      Oi Alessandra,
      A maior parte das atividades (mirantes, palácio de gelo e cinema) está inclusa no preço da subida. O Ski, e outras atividades de neve são cobrados a parte.
      Abraços,
      Mari

  12. Marcelo Marcos 23 janeiro, 2016 at 02:05 Responder

    Simplesmente D + !!!! Amei todas as informações claras e com riqueza de detalhes, confesso q estou fiquei aliviado !!! Eu não falo inglês e seu blog me salvou !!! Tinha vasculhado o google qse inteiro e não encontrei nada parecido com o seu….principalmente o passo a passo de como chegar aos lugares ..para alguém mochileiro como eu e sem inglês, vc me SALVOU !!!!! Agora posso viajar aliviado, pois mesmo adquirindo o Swiss Pass, ainda tinha muitas duvidas q foram sanadas com suas imperdíveis informações !!! Muito obrigado !!!! Claro, q seu blog já está nos meus favoritos. Um forte abraço !!!!!!

    • mari vidigal 24 janeiro, 2016 at 03:27 Responder

      Feliz de ter ajudado, e se precisar de mais dicas conte comigo! Muitos posts legais da Suíça vindo nas próximas semanas! Aguarde!
      Beijos

Post a new comment

Veja também