Bate volta de Porto de Galinhas a Maragogi: vale a pena?

Cerca de 110 quilômetros de distância separam Porto de Galinhas de Maragogi – dois destinos ultra desejados do Brasil. Neste post, vou te contar como foi a minha experiência em um bate volta entre as duas regiões e te dar dicas para não cair em furadas (como aconteceu comigo). Vamos nessa?

Porto de Galinhas (em Pernambuco) e Maragogi (no Alagoas) são duas cidades litorâneas conhecidas por suas piscinas naturais que se formam na maré baixa. A viagem de uma hora e meia entre as duas cidades faz com que muitos viajantes optem por se hospedar em Porto de Galinhas e visitar Maragogi (ou vice-versa), assim muitas agências locais oferecem passeios e receptivos com essa proposta. Mas, quer saber? Esse bate e volta nem sempre vale a pena, especialmente se você não se programar bem!

Porto de Galinhas a Maragogi
Lanchas na piscina natural de Barra Grande – Maragogi

A nossa experiência:

Nós tínhamos cinco dias em Porto de Galinhas e ouvimos falar tão bem de Maragogi que pensamos: vamos aproveitar e fazer um bate e volta! No dia anterior a viagem, passamos o olhos pelo Guia de Maragogi do Viaje na Viagem e aprendemos que deveríamos chegar pelo menos uma hora e meia antes do horário da maré baixa e com os passeios já reservados.

A maré para o dia seguinte estava programada para às 11h40, o que tornava o nosso passeio bem viável tanto pelo horário quanto pelo seu nível, que era de 0,3 (número ideal para esse passeio). Nós não conseguimos falar com nenhuma agência e foi aí que dançamos! Sem as reservas, mas sabendo que o passeio seria bem concorrido, decidimos arriscar e calculamos para chegar em Maragogi duas horas antes da baixa da maré.

Resultado: roubada

Chegando em Maragogi, nos deparamos com embarcações lotadas e muita gente tentando nos vender passeio para o dia seguinte (o que não era uma opção). Como estávamos em um grupo de 11 pessoas, a solução foi pegar o que conseguimos: um passeio para a piscina de Barra Grande (e não a de Galés, como queríamos) em uma lancha exclusiva para o nosso grupo.

Negocie o preço

Há um preço “tabelado” para os passeios, mas dá para negociar! Especialmente para quem fecha algo para o dia seguinte. Quem viaja com crianças pequenas pode tentar pagar meia. Nós conseguimos não pagar os bebês de 1 ano e pagar metade pela criança de 3 anos, mas a criança de 6 pagou o preço cheio.

O “golpe” do barco fechado

Lembra que falei que tínhamos fechado uma lancha só para nós? E não é que na hora de subir no barco os caras tentaram enfiar mais uma família com a gente? Viramos a mesa! Havíamos combinado que o barco seria só para nós e era exatamente o que queríamos. Começamos o passeio já irritados!

Maragogi
Nossa lancha a caminho da Barra Grande

O horário do passeio

Sabendo que a baixa da maré seria às 11h40, queríamos sair às 10h30. E foi esse o horário que nos falaram quando começamos a negociar, mas no final das contas fomos jogados para uma lancha – que saia somente às 11h40. Tanto o cara que vendeu o passeio, quanto o dono do barco, garantiram que aquele era o melhor horário, mas na hora eu saquei que estávamos sendo enrolados. Não falei nada para não desestabilizar o grupo, que já estava um pouco estressado por não ter conseguido o passeio pra Galés (a piscina mais famosa de Maragogi), mas minhas suspeitas se confirmaram. Quando chegamos a piscina natural a maré já havia começado a encher. Que raiva!

E a piscina?

Não vimos aquela cena linda da piscina vazia com os corais. Fomos o último barco a chegar e nos deparamos com muita gente, uma barreira de corais bem sem vergonha e águas já um pouco turvas.

Porto de Galinhas a Maragogi
O que vimos: a piscina já cheia

Porto de Galinhas a Maragogi

O que esperar das piscinas naturais de Maragogi: A piscina de barra grande

Nós visitamos a piscina de Barra Grande, uma piscina bem mais rasa e bem menor que a piscina da Galés, que é a mais famosa e supostamente a mais linda da região. Fiquei bem decepcionada com a vida marinha e o estado de conservação terrível dos corais. Mesmo com as leis ambientais, que protegem as piscinas e limitam o número de visitantes da barreira, quem já visitou outras piscinas de corais vai se decepcionar um pouco ao ver os corais completamente mortos ou quase isso.

A Lucia Malla – que entende muito do assunto e já visitou várias barreiras de corais bacanas pelo mundo – tem uma opinião bem parecida com a minha e divide as impressões do assunto.

Maragogi
Gu e Baby Tom
Maragogi
Gu, Baby Tom e eu na piscina natural de Barra Grande em Maragogi

E os peixinhos?

Quanto mais gente, menos peixes, mas como muitos guias e fotógrafos locais dão ração para atraí-los, a sua chance de ver alguns é até que alta. De qualquer forma achei o snorkel bem fraco e me arrependi de ter alugado a máscara. Vi um monte de peixes amarelinhos – nada incrível – corais mortos e ouriços do mar. Cinco minutos depois, devolvi a máscara e tentei aceitar a furada!

Porto de Galinhas a Maragogi
Peixinhos nas piscinas naturais de Barra Grande- Maragogi

O marido da minha irmã, que é bem humorado, soltou um gracinha que nos fez dar risada da nossa situação: “Uma hora e meia de viagem e duas horas de espera (em um restaurante gostoso, o que foi o auge do passeio) para ver uma dúzia de ouriços do mar”. Rimos para não chorar, mas era a mais pura verdade!

Tínhamos 40 minutos para curtir a piscina, mas achamos 15 o suficiente. Juro que foi tão decepcionante que resolvemos sair mais cedo e tocar para o tal do “banco de areia”, que segundo o motorista do barco também era algo super bonito e bem divertido.

O banco de areia cheio d’água

E, chegando no banco de areia, tivemos a infelicidade de encontrar um lugar cheio d’água e nada de areia. Quem ainda estava por lá já estava com a água pela cintura. O jeito foi levar na brincadeira e rir da nossa roubada! Voltamos para o ponto de partida uma hora antes do combinado e irritados com a situação.

De volta a Maragogi

Até pensamos em conhecer uma das praias de Maragogi – que segundo tudo o que lemos, parecem ser lindas – mas estávamos cansados, irritados e com quatro crianças no carro. Assim, escolhemos tocar viagem e dar uma passadinha em Carneiros (meio do caminho entre Porto de Galinhas e Maragogi) – e que delícia de praia! Curtimos uma horinha deliciosa com direito a macaxeira (para nós do sudeste, mandioca) frita e suco de graviola em uma praia linda. Gostamos tanto de Carneiros que decidimos voltar dois dias depois.

Praia dos Carneiros
Praia de Carneiros um bate e volta maravilhoso de Porto de Galinhas

O que você precisa saber ANTES de viajar:

Maragogi tem três piscinas naturais diferentes: Galés (a mais bonita e famosa), Barra Grande e Jarapatinga (piscinas médias). Ao fechar seu passeio, certifique-se que você vai para Galés (que é a mais bonita delas) e que chegará na piscina natural pelo menos meia hora antes do horário da maré baixa. É nesse horário que você terá a piscina com águas claras e verá mais peixinhos. Assim que a maré começar a subir, a água vai se turvando e pouco mais de uma hora depois as piscinas vão desaparecendo e perdendo aquela coloração maravilhosa.

A Lua: Escolhendo a melhor época para o seu passeio

Quanto mais seca a maré, mais cristalina a águas das piscinas. Assim, quanto maior a diferença entre a maré alta e a maré baixa, melhor. Lua cheia e lua nova são as melhores épocas para visitar as piscinas, nas luas crescente e minguante a diferença entre as águas deixa as piscinas bem menos interessantes. Quanto mais baixa a maré, mais lindo o passeio. Então, caso você encontre algum dia com a maré entre 0,1 e 0,3 marque seu passeio sem dó!

Fique ligada na tábua de marés: O horário da maré baixa

A principal dica para quem quer fazer este bate volta é ficar de olho na tábua das marés e chegar em Maragogi pelo menos uma 1h30 antes do horário da maré baixa (lembre-se que para chegar a piscina você levará cerca de meia hora de barco e que o melhor horário para curtir as piscinas é antes da maré baixar).

Número de pessoas limitado: Os passeios se esgotam com antecedência

Para proteger as piscinas naturais e seus corais, há um número limitado de visitantes por piscina natural por dia. Assim, as embarcações licenciadas se revezam entre as piscinas de corais e os passeios se esgotam com antecedência. Quer muito fazer este passeio? Reserve sua embarcação (e certifique-se que ela sairá no horário certo) com pelo menos um dia de antecedência. Durante as férias, feriados e finais de semana as embarcações se esgotam rapidamente. Em resumo: chegar em Maragogi e tentar comprar um passeio de último minuto pode ser uma tremenda roubada. Você corre um risco danado de ficar sem passeio ou fazer o passeio em um horário pior (como aconteceu com a gente).

muita gente

Ainda com os limites de pessoas e embarcações por dia, não espere ter a piscina só para você. Muito pelo contrário! Como a maré baixa tem hora certa pra acontecer, e é a chave para um passeio maravilhoso, a maior parte das embarcações chegam na piscina natural ao mesmo tempo. Prepare-se para encontrar uma piscina cheia e uma cena bem diferente daquela foto maravilhosa que você viu no Instagram.

Dias chuvosos e dias de vento forte

Chuva brava? Ventos fortes? Esqueça o passeio! Para ver as piscinas naturais no auge da sua cor e beleza, você precisa de um dia bem ensolarado (a luz faz toda a diferença e quanto mais perto do meio dia maiores as chances de você tirar uma foto incrível). Entre abril e junho (meses com chuva forte), você dificilmente encontrará as piscinas naturais com a coloração tão sonhada. Nos outros meses suas chances aumentam bastante, mas se chover ou nublar, o passeio não é uma boa pedida!

Aprendendo com quem entende do assunto

Quando o assunto é praia boa, pouca gente entende tanto quanto o Ricardo Freire do Viaje na Viagem. Neste post ele divide sete dicas infalíveis para se dar bem com as piscinas naturais de Maragogi, Porto de Galinhas e não perder a viagem.

Vale a pena fazer o bate volta de Porto de Galinhas a Maragogi?

Depois de quatro dias em Porto de Galinhas e apaixonada pelos atrativos da região, eu acho que não. Não vale porque a viagem é longa e, ainda que você seja mais esperto que nós e consiga reservar o melhor passeio e na hora certa, três horas de viagem para ver algo parecido com o que você verá em Porto de Galinhas não me parece uma boa decisão.

Tenho certeza que Maragogi é linda e que tem muita coisa bacana por lá, mas para curtir a cidade de verdade, definitivamente um bate e volta não é suficiente.

Quer fazer algo maravilhoso e muito mais perto de Porto de Galinhas?

Vá para a Praia de Carneiros que é linda e fica a 50 minutos de distância. Além de curtir uma praia deliciosa, você pode fazer um passeio de duas horas pela região que é bem divertido!

praia de Carneiros
Igreja fofa e praia de Carneiros

E aí, curtiu as dicas? Alguém aí já fez o passeio e tem mais dicas pra acrescentar neste post? Deixe seu comentário!


Veja também:


Para ficar por dentro de todas as novidades do Ideias na Mala, siga nosso instagram!

Planeje sua viagem

Comentários (32)

Dá pra fazer sem esses percalços. Faça passeio com agencia cujo ponto de apoio seja numa praia bonita de maragogi.praia de barra grande já tem pontos de apoio para bate e volta. Com a agência, agende o passeio das piscinas naturais. Dê preferência nos dias em que a maré esteja em 0.2.

[…] de Maragogi precisam ser fechados com antecedência, principalmente na alta temporada. A Mari fez o bate e volta de Porto de Galinhas na raça e se arrependeu amargamente. Como eu fui em julho, foi tranquilo fechar no dia […]

sensacional o serviço que vc prestou de utilidade publica. Muito obrigado pelas dicas. Ainda bem que optei em duas diarias em maragogi e 2 em porto de galinhas. Acredito que assim nao terei os mesmos problemas que vcs enfrentaram

Ótima pedida Sérgio!
Aproveite a viagem!

Que história surpreendente e factível, que pode acontecer com qualquer um! O bom é que vocês conseguiram desfrutar de um aipim frito e um suco de graviola na paradisíaca praia de Carneiros. E que venham mais histórias boas em 2019!

Obrigada pelas dicas, estou indo para Porto de Galinhas em fevereiro e sua experiência é muito válida, vou me planejar e seguir suas orientações, e tentar aproveitar o máximo da viagem.

Que delícia Greicy! Aproveite muito a viagem!

Boas dicas! É sempre bom ouvir os perrengues pra se lembrar que o paraíso também depende de planejamento.

Exato!
E que sem planejamento, melhor nem encarar uma bate-volta desses!

Obaaaa . Adorei as dicas . Estou indo para Porto de Galinhas em Novembro e realmente tinha pensado em fazer o tal bate e volta para Maragogi , mas depois das dicas foi simmm ficar em Carneiros .. Super obrigada !

Oi Sueli,
Carneiros é d+!
Você vai amar!
Beijos

Olá Mari, gostei muito das dicas, é bem verdade que o passeio tem que ser programado e reservado antes, passei por isso de chegar antes da maré baixa, porém não consegui passeio…
Vou nas próximas férias e gostei das dicas da praias dos carneiros.

Oi Patricia,
Você vai adorar Carneiros!

Beijos

Agradeço a dica. Estamos em Porto de Galinhas e estávamos com está duvida. Faremos Carneiros amanhã é depois conto se foi bom!

Conte pra gente como foi Aline! Obrigada por nos acompanhar!
Um beijo!

Muito obrigada pelas dicas.

Muito obrigado pela informacao. Sou Argentino e vo u viajar si Deus quizer, na utima semana de novembro a POrto de Galinhas.

Valeu pelas dicas sinceras MARI. Difícil alguém te abrir os olhos com tanta sinceridade, estou indo pra Porto de Galinhas e tudo que eu menos quero é estresse. Se vivesse esse drama todo com os oportunistas da lancha, ia ter barraco. Abraços e boas viagens!

Obrigada pela visita e pelos comentários Henrique.
Beijos e aproveite a viagem!

CARLOS ALEXANDRE RODRIGUES DA SILVA ALVES

Estou indo para ponta verde pelas dicas não compensa fazer um passeio para Porto de galinhas sendo q seria um bate e volta, alguma dica de passeio para quem está indo para ponta verde igual eu obrigado.

Oi Carlos,
Infelizmente ainda não conheço Ponta Verde!
Curta muito a viagem!
Beijos

Mesmo o Ricardo Freire avisando que não eu resolvi fazer esse bate-volta e não me arrependi!
Mas reservamos o passeio desde Porto de Galinhas, com transfer até Maragogi e a lancha inclusos. Saímos bem cedo e como as lanchas tem horário de visitação nas galés foi bem tranquilo. Não estava vazia e nem muito cheia. Adorei o passeio e repetiria, dessa forma.

Que bom que sua experiência foi melhor que a nossa Isabela. A nossa foi terrível! Perdemos um dia em Porto de Galinhas. Rs
Beijos e super obrigada pela opinião!

Tive está experiência e não me arrependi.
Foi maravilhoso
Viagem tranquila
3 dias em maragogi
3 dias em Porto de galinhas
Pude aproveitar tudo

Melhor pedida de todas! Curtir os dois destinos com calma!
Arrasou!
Beijos

Isabela, vc reservou o passeio com qual agência?

Qual foi a empresa que voce fez o passeio saindo de porto de galinhas?
Aguardo sua resposta.

Eu fiz por conta própria e raramente deu errado!
Abraços

Deixe o seu comentário