Bryce Canyon: Roteiro de 1 dia – Dicas para visitar

Saiba como visitar o Bryce Canyon National Park em Utah, roteiro completo de 1 dia no parque com dicas de passeios, trilhas e dicas de onde ficar dentro e fora do parque. Pronto para se encantar pelo Bryce Canyon?

tudo sobre o Bryce Canyon

O Bryce Canyon é um dos 5 parques nacionais de Utah e um desses cantinhos que vai te impressionar desde os primeiros instantes. Ô lugar bonito. Nunca me esqueço do meu encantamento ao ver o Bryce Canyon pela primeira vez, nem o frio de -12 graus conseguiu diminuir minha empolgação: “que lugar maravilhoso” – exclamei, logo em seguida, tirei uma das luvas e comecei a fotografar cada cantinho do parque.

Neste guia completo do Bryce Canyon você encontrará todas as dicas que precisa para fazer uma visita incrível ao Bryce, seja de carro ou de motor home. Vamos nessa?

Entendendo o Bryce Canyon

Milhares de pilares de pedra, chamados de Hoodoos, compõem os canyons do Bryce – um parque maravilhoso para ver do alto e ainda mais sensacional para quem tem pique de entrar no canyon e ver os Hoodos de pertinho.

A parte mais visitada do parque é o Anfiteatro do Bryce, um conjunto de 4 mirantes (e ponto de saída das principais trilhas do parque) que compõem um Canyon diferente de tudo o que você já viu. As rochas são todas diferentes uma das outras, um verdadeiro exercito de sentinelas vermelhos que ficam ainda mais lindos decorados com neve branca.

Bryce Canyon National Park

O que os Hoodos tem de tão especial? Grandes, avermelhados, e esculpidos pelas forças da água e do vento, os hoodos vão ganhando formatos divertidos e com um pouco de criatividade você conseguirá encontrar um montão de figuras “familiares”. Mas sabe o que eu mais gostei? Da imensidão da coisa, da chance de ver tudo do alto e se sentir pequeno, é muito especial.

Use o sistema de ônibus gratuitos

Para evitar o entra e sai de estacionamentos (hiper disputados na alta temporada) a dica é usar o Bryce Canyon Shuttle, um serviço gratuito que opera de abril a outubro das 8:00 às 18:00 – e na alta temporada, de 10 de maio ao final de setembro, até as 20:00) e param nos principais mirantes do parque. Os ônibus saem a cada oito minutos.

Bryce Canyon
Hoodoo Thors Hammer, no Bryce Canyon

Como chegar ao Bryce Canyon

Las Vegas ou South Lake City são pontos de início perfeitos (a distância é quase a mesma) para uma viagem pelos parques nacionais de Arizona e Utah. O curioso é que muita gente faz esta viagem, visita o Zion (pertinho do Bryce) e acaba deixando o Bryce passar. Nem pense nisso, o Bryce é maravilhoso e merece um dia do seu roteiro. Vá!

Viajando de carro por Utah

O Estados Unidos é o país perfeito para viagens de carro (Road Trips), as estradas são bem cuidadas, bem sinalizadas e o roteiro pelos parques de Utah vai entrar na lista das viagens mais lindas que você já fez. É sério!

Veja a localização do Bryce Canyon no mapa:

Principais distâncias:

      • Las Vegas: 262 milhas
      • South Lake City: 270 milhas
      • Zion National Park: 74 milhas
      • Page (Arizona): 153 milhas

Dicas para alugar um carro nos Estados Unidos

Sua carteira de motorista brasileira te dá direito a dirigir nos Estados Unidos por até 3 meses, claro que a Internacional pode ser um bom curinga (e super útil caso um guarda te pare no caminho – Não cometa infrações e você dificilmente será parado), mas ela não é necessária.

Falando em aluguel de carro, minha dica é o Rent Cars, um site que compara preços de mais de 100 locadoras para te oferecer o melhor custo x benefício. Dá para pagar em reais, sem Iof e ainda parcelar em até 12 vezes sem juros.

A viagem entre o Zion National Park e o Bryce Canyon

A distancia entre o Zion e o Bryce é de 135 quilômetros, sendo que tanto a saída do Zion quanto a entrada do Bryce são especiais. Veja aqui o trajeto.

A entrada do Bryce é feita pela Dixie National Forest que tem um montão de paredões e arcos vermelhos na entrada, alguns são tão rebuscados que até parecem de mentira. O vermelho das pedras e arcos, o branco da neve e o verde da vegetação deixam a estrada com cara de natal.

Dixie National Forest

Dixie National Forest
Entrada da Dixie National Forest
Dixie National Forest
Paisagem da Dixie National Forest, quase na entrada do Bryce
Dixie National Forest
Túnel na Dixie National Forest

Quando visitar o Bryce Canyon?

O deserto de Utah é uma região de temperaturas extremas com verões bem quentes e molhados (essa é a época de chuvas, então enchentes e relâmpago são bem comuns em alguns regiões do Estados) e invernos gelados.

Durante o inverno é comum nevar em Bryce e algumas trilhas do parque ficam inacessíveis – sinceramente, fui no inverno e achei uma época sensacional para visitar. Se você tiver prática de dirigir na neve (não é fácil! Mas rola.) e estrutura para encarar o frio – nós pegamos -16 no Bryce – taí uma oportunidade incrível de visitar o parque vazio.

A melhor época para visitar o Bryce Canyon e outros parques de Utah é na primavera (abril e maio) e no outono (setembro e outubro). Junho é um mês bem lotado devido as férias escolares e com temperaturas não tão quentes como Julho e Agosto (que são ainda mais concorridos).

Entrada no parque

A entrada no Bryce Canyon custa 35 dólares e é válida por 7 dias. Pedestres ou ciclistas pagam $20 por pessoa.

Quem for visitar muitos parques nacionais pode optar pelo passe America de Beauty Pass que custa 80 dólares por veículo e é válido por um ano em todos os parques nacionais Norte Americanos.

Onde ficar no Bryce Canyon

Assim como outros parque nacionais americano o Bryce Canyon tem uma estrutura com hotel (o disputado Lodge at Bryce Canyon e 2 campgrounds North e Sunset que operam no sistema first come first serve (chegou, pegou).

Hospedagem fora do parque:

A grande sacada do Bryce é a estrutura hoteleira que fica na porta do parque, e tem boas opções de hotéis e restaurantes tornando a visita super conveniente.

A) Bryce: Na porta do parque

A pequena cidade de Bryce fica na porta do parque – literalmente – é tão pertinho que o grande bolsão de estacionamento do parque fica por lá. Se estiver hospedado em um dos 3 hotéis mais próximos a Bryce (não precise nem dizer que lota rapidinho na alta temporada, preciso?) você pode deixar o carro estacionado no hotel e fazer tudo de shuttle. Uma mão na roda.

Outras boas opções:

B) Hacth: 40 Km do parque

A menos de 40km da entrada do parque, está Hacth, uma cidade bem pequenininha que dispõe de algumas opções de hotéis, um posto de gasolina e alguns restaurantes. Por lá, você encontrará hospedagens mais em conta que em Bryce. Algumas opções bacanas abaixo:

C) Panguitch

Outra opção de hospedagem lá por perto, é Panguitch, a 37 km do Bryce Canyon. Vale dar uma pesquisada nesta cidade também. Nossas sugestões:

O que fazer no Bryce Canyon

Assistir o nascer do sol no Sunrise Point

Um dos privilégios de viajar pelo deserto é a chance de viver a natureza intensamente e o nascer do sol faz parte dessa experiência. Acordar cedo é duro (especialmente no inverno), mas quer saber? Vale mega a pena!

Como o próprio nome já dá a pista, o melhor lugar para ver o nascer do sol no Bryce é o Sunrise Point. Chegue cedo porque lota, mas vale a pena, viu?

Bryce Canyon National Park

Detalhe importante: Eu que amo tirar fotos e sou fascinada pelas cores da natureza, curti o nascer do sol, mas tanto meu pai, quanto o Gustavo detestaram. Eles não gostaram porque o Sunrise Point é o mais sem graça dos mirantes do parque, fato, e porque o lugar é estreito, um pouco perigoso e haviam um montão de turistas disputando cada cantinho do mirante. Isso sem falar do frio de -16 que congelou tudo.

Passear de carro (ou shuttle) pelos mirantes do parque

Um dos programas mais tradicionais do Bryce é dirigir pelos 13 mirantes, parando de um em um até chegar no Rainbow point que está a 2778 metros de altitude e tem uma vista super linda do parque.

Bryce Canyon
Um dos mirantes do Bryce Canyon

 

Um passeio completo pelos mirantes do Bryce em baixa temporada leva cerca de 3 horas. E vale a pena parar em todos esses mirantes? Sim. Cada um deles tem uma visão diferente do parque.

Fazer um trilha e ver os Hoodos de baixo

Depois de ver e se emocionar com as paisagens do Bryce, nada como vivê-las e para isso minha sugestão é fazer uma das trilhas Canyon abaixo. Nós escolhemos um pedacinho da Rim Trail (5Km de caminhada) incorporando a Navajo Trail e a Queens Garden Trail e recomendo muito. Foi lindíssimo.

Bryce Canyon
Queens Garden Trail, Bryce

Ver o sol se pôr no Bryce

Como o sol se põe do lado oposto ao parque, os nascer do sol é muito mais bonito e colorido que o pôr do sol. Ainda assim, tivemos a sorte de ver algumas cores e, enfim, curtimos a brincadeira (e passamos bastante frio, assim que escurece, a temperatura despenca).

Bryce Canyon

Roteiro de um dia no Bryce Canyon

Aí vai a nossa sugestão de roteiro de 1 dia no Bryce Canyon: um combinado de passeio de carro/shuttle com uma trilha pelo interior do Canyon. Chegue bem cedo (se possível antes do sol nascer) e curta os privilégios de ter um parque mais vazio.

Dica: Não chegou muito cedo ou pegou o parque lotado? Visite o Inspiration Point que é o mirante mais sensacional do parque na chegada – assim você já garante o melhor sem uma espera quilométrica do shuttle e, em seguida, toque até o Rainbow Point e vá voltando. Como a maior parte das pessoas faz o percurso em ordem, fazer do final para o começo pode ser uma boa sacada.

Nascer do sol Sunrise point

Se você chegou no parque bem cedinho, o que eu super recomendo, a pedida é começar o dia com o nascer do sol no Sunrise Point, como já adiantei no começo do post, haverá muita gente por lá, mas eu acho a experiência linda e recomendo.

Passeio pelos mirantes do parque

Depois de ver o sol nascendo faremos um passeio de cerca de 3 horas percorrendo cada um dos 13 mirantes do parque. São 18 milhas de estrada e a maior parte dos mirantes está do lado esquerdo da pista.

O Anfiteatro do Bryce

Os primeiros 4 mirantes do trajeto: Sunrise, Sunset, Inspiration e Bryce Point fazem parte de um conjunto chamado anfiteatro do Bryce, esse é o trecho mais visitado do parque e é daqui que saem as trilhas mais lindas e concorridas.

No inverno não tivemos dificuldade de encontrar vagas para o nosso Motor Home gigante, nas outras estações vale chegar cedo e começar por esses mirantes. Caso você tenha que escolher algumas paradas Inspiration Point, Sunset Point, Fairview Point, Natural Bridge e Aqua Canyon são os meus preferidos.

Nós próximos parágrafos dividirei com vocês um pouquinho de cada um dos mirantes.

Inspiration Point: o mirante mais lindo do parque

Terminado o nascer do sol, siga para o Inspiration Point, que é na minha opinião, o mirante mais lindo do parque. O mirante tem três varandas com vistas panorâmicas em alturas diferentes. Fiquei apaixonada pela vista e não queria sair de lá.

Bryce Canyon
Vista do Inspiration Point

Detalhe que para acessar as duas varandas de cima tive que subir um bom pedaço na neve, e mesmo com meus sapatos de trilha parrudos, levei um par de bons escorregões na descida. De qualquer forma o perrengue valeu e muito, amei esse lugar.

Bryce Point: árvore retorcida e vista mais distante

Para quem vem do Inspiration Point, o Bryce Point é bem mamão com açúcar. Aqui os hoodoos estão bem mais longe, mas continuam lindos.

Bryce Canyon

E, para quem curte as possibilidade visuais de deserto, vale ficar de olho nesta arvore retorcida bem no meio de uma das vistas. Lindo, não?

Bryce Canyon National Park
Bryce Point

Swamp Canyon: uma perspectiva diferente do parque

Começamos a ganhar altitude, o próximo mirante o Swamp Canyon está a 2438 metros acima do nível do mar. O mirante fica no meio da estrada, tem um estacionamento bem limitado  e não tem nem placa sinalizando. Aqui já estamos afastados do Anfiteatro do Bryce e temos uma perspectiva diferente do Hoodoos.

Bryce Canyon

Farview Point: vista longa e pinheirinhos de natal

Nossa próxima parada, o Fairview Point fica a 2688 metros de altitude e tem as vistas “mais longas” do parque. Em um dia claro dá para enxergar até 160 km de distancia e ver os platôs das montanhas de Kaibab e o platô norte de Grand Canyon.

Bryce Canyon

Mas que as distâncias longas me perdoem, o que eu gostei mesmo foi o conjunto de montanhas vermelhas – que tive a sorte de pegar branquinhas de neve – decoradas com pinheiros de natal. É tão perfeito que parece de mentira!

Bryce Canyon

Piracy Point: para uma visão diferente do mesmo lugar

E, para quem topa caminhar (ou enfiar o pézão na neve, como foi o meu caso), dá para esticar a parada do Fair View e caminhar até o Piracy Point para ter uma perspectiva diferente das montanhas. Gostei, viu?!

Bryce Canyon
Caminho para o Piracy Point

Natural Bridge: arco natural maravilhoso

A principal atração deste mirante é o arco natural maravilhoso esculpido por anos e anos de água e gelo. O visual não poderia ser mais especial!

Bryce Canyon

Agua Canyon

O Aqua Canyon é um mirante todo colorido – repare na variação de cores das formações rochosas do Bryce – e repleto de Hoodoo diferentões, o mais famoso deles “The Hunter” e é um hoodoo cheio de árvores no topo.

Bryce Canyon National Park
Hoodoos Coloridos no Agua Canyon

Ponderosa Canyon

Continuamos a subida rumo ao Poderosa Canyon (2672 metros de altitude), uma mistura de desfiladeiro hoodos mais recentes e composições bem interessantes. No inverno este mirante parece um gigantesco bolo de natal, todinho enfeitado e bem delicado.

Bryce Canyon

Black Birch Canyon

Este mirante caprichado chega bem perto dos Hoodoos. Para quem não quer fazer nenhuma trilha, é uma chance de se aproximar das formações sem caminhar nada. E antes que eu me esqueça, estamos a 2778 metros de altitude.

Bryce Canyon

Yovimpa Point

Oferece uma vista bem legal do outro lado do vale – o sudeste do estado de Utah. Aqui os destaques são os canyons avermelhados cobertos por pinheiros. É lindo!

Bryce Canyon

Rainbow Point

Chegamos ao último mirante do trajeto, o Rainbow Point – o lugar mais alto do parque com 2778 metros de altitude. Daqui, você verá uma perspectiva bem legal com hoodos e montanhas coloridas (tons de vermelho) que realmente tem um “q” de arco íris.

Bryce Canyon

Uma caminhada pelo Bryce

Terminada a viagem pelos mirantes siga até o Sunrise, oponto de início da nossa caminhada de 5km por dentro dos Canyons do Bryce. Essa é uma caminhada moderada (e no inverno ganha um grau de dificuldade era devido a neve). Se você tem um preparo físico legal, não pense duas vezes, faça. Explorar o Bryce por dentro dos Canyons te dará uma dimensão diferente do parque: é lindo!

Bryce Canyon
Queens Garden Trail

Queens Garden Trail

Comece pelo ponto de início da Rim Trail (a trilha completa tem 16 Km e é uma das mais famosas do parque, mas nós faremos apenas um pedacinho) e siga até Queens Garden Trail que é maravilhosa e passa por alguns hoodoos que lembram castelinhos, com direito a portinha e tudo.

Queens Garden Trail
E sente só que graça este Hoodoo castelo 🙂 
Queens Garden Trail, Bryce
Atravessando a portinha do Hoodoo castelo, mais formas diferentonas.

A descida estava super lisa e até um pouco perigosa na neve, mas chegar lá em baixo e dar de cara com essas estátuas naturais foi super especial é um dos pontos altos da visita ao parque.

Bryce Canyon National Park
Queens Garden Trail, Bryce

Navajo Loop

Lá embaixo do anfiteatro, vire no Najavo Loop, onde há alguns pontos famosos como as Twin Bridges, e uma subida zigue-zague lindíssima.

Bryce Canyon
Twin Bridges, Bryce
Bryce Canyon
Switch Back os zigue-zagues da Navajo Trail

E para fechar a caminhada, outra subida linda rumo ao Sunrise Point.

Subida Navajo Trail, Bryce

Sunset Point

Terminada a trilha, siga para o sunset point, último mirante do dia e um dos lugares mais bacanas do parque para ver o pôr do sol. Vale falar que o sol se põe do lado oposto ao Canyon, e que as cores do pôr do sol não costuma ficar tão lindas quanto as do nascer do sol, mas para quem estiver por lá, vale a caminhada.

Bryce Canyon

Olha só as cores do pôr do sol que vimos no Bryce:E as cores no céu do Bryce

Como incluir o Bryce Canyon no seu roteiro

Bryce Canyon National Park em Utah foi um dos destinos da nossa viagem de motorhome pelos parques nacionais de Arizona e Utah, uma viagem de mais de 3500 Km percorrendo partes da California, Nevada, Utah e Arizona. Foram 14 dias de estrada passando por alguns dos principais cartões postais norte americanos.

Outros destinos que combinam com essa viagem

UTAH:

ARIZONA

ESTADOS VIZINHOS

Seguro viagem para os Estados Unidos

Já fechou o seu seguro viagem? Além de te proteger contra voos cancelados, bagagens perdidas e, claro, eventualidades médicas. Sabe aquela segurança para viajar despreocupado? Uma mão na roda na sua viagem para os Estados Unidos. Aliás, você sabia que uma consulta médica custa cerca de $300 por aqui? Multiplique por 4 e pense no preju! Por outro lado, um seguro de viagens excelente custa menos de R$10 por dia de viagem. Vai arriscar pra quê?

Para selecionar o melhor seguro viagem para os Estados Unidos, nós recomendamos a Seguros Promo – um comparador de seguros que busca os melhores custos x benefícios do mercado e te ajuda a escolher o seguro certo para a sua viagem.

Quer um desconto?!

Insira o código IDEIASNAMALA5 e ganhe até 10% de desconto na compra do seu seguro viagem! Faça sua cotação já!

Veja também: Como escolher seu seguro viagens para os Estados Unidos

Ficou alguma dúvida? Deixe seu comentário!


Viaje sem stress:

✅Reserve seu hotel pertinho do Bryce

✅ Faça seu seguro de viagens

✅ Alugue seu carro


Guarde este post no Pinterest!

Bryce Canyon

Planeje sua viagem

Matérias Relacionadas

Comentários (28)

[…] diversos e diferentes. Zion National Park (é o mais famoso e fica cerca de 2 horas de Las Vegas), Bryce Canyon National Park é o mais bonito (Um lugar que impressiona com seus Hoodoos, formações rochosas coloridas); […]

Olá! Reservei o hotel Best Western PLUS Ruby’s Inn para Fevereiro, por ele estar na “porta” do parque, teremos que pagar a entrada de 35 dólares? Pq vi que alguns hoteis que ficam praticamente dentro do parque não tem que pagar. Obrigada!

Oi Ana Paula,
Todo mundo paga entrada independientemente da localização do hotel.
Abraços

Olá Mari!

Estaremos em Las Vegas , e seguiremos viagem de motorhome. Temos 4 dias, considerando o primeiro e o último como deslocamento ( 25 a 28/10) . Qual rota e parques me sugere?

Oi Juliana,
Com ou sem crianças? Sem crianças que dá para ser mais radical nos horários:
De Vegas a Zion são 2 horas e vc nem precisa considerar como deslocamento.
Dormiria uma noite por lá.
Ficaria 2 dias em Zion (contando o dia da chegada)
No dia seguinte visitaria o Bryce saindo bem cedo e dormiria em Page.
Visitaria Page no Dia seguinte e tocaria para o GRand Canyon no final do dia (tente chegar para o pôr do sol)
Passaria o dia no Grand Canyon e voltaria para Vegas no final do dia.
Vai ser cansativo, porem especial.
Beijos

[…] o tempo não ajudou e não consegui conhecer o Bryce, mas a Mari do Ideias na Mala tem um artigo super legal sobre o parque e adora o […]

[…] curte paisagens desérticas e canyons o Bryce – em Utah – é algo de outro planeta. Um conjunto de rochas esculpido pelo tempo e com formatos […]

Eu vou visitar o Bryce Canyon agora em fevereiro e gostaria de saber quanto foi a duração dessas trilhas que vcs fizeram. Valeu!
aah e adorei o post, muito bom!

Oi Henrique,
Foram trilhas curtinhas de no máximo 1,5 ou 2 (por que havia neve. Sem neve daria para ter feito em menos tempo!)

Mari,

A Road trip no deserto de vocês está completíssima e com ótimas fotos! Vamos viajar por esses parques em maio de 2016 e os seus posts estão nos ajudando bastante! Parabéns!

Abraços,

Cristina – blog Pegadas na Estrada

Oi Cristina,
Obrigada pela visita!
Vcs vão amar a viagem!
QQ dúvida, é só gritar.
beijos

[…] Distância: 32 milhas | passamos o dia dentro do parque percorrendo os mirantes Paixão a primeira vista, o Bryce é um dos lugares mais lindos e interessantes que visitamos. Os Hoodoos, pedaços de pedra avermelhados com formas diversas são lindos. Visitamos todos os mirantes, sendo que o Inspiration Point ganhou o meu coração. Para quem curte andar fazer uma das trilhas por dentro do Rim, é um passeio IMPERDÍVEL. Fizemos uma caminhada, em loop, de 5km que começou no Sunset point, desceu pelo Queens Garden, e terminou com a subida da trilha Navajo. AMEI o passeio  Veja este dia em detalhes aqui. […]

[…] expectativas lá no alto e a régua cada vez mais alta (é amigo, depois de visitar Death Valley, Bryce, Zion e Antílope Canyon ficamos prá lá de exigentes)… e quer saber? Expectativas […]

[…] não é mesmo?! De qualquer forma, não deixe de incluir um dia no seu roteiro para desvendar o Bryce Canyon, outro parque nacional de cair o queixo e que fica bem […]

Lindas fotos e belo resumo . Mari, as paisagens ficam diferentes se fizer a trilha no sentido inverso (Sunrise point para Sunset point) ?
Tks,

Estou acompanhando a Roadtripnodeserto e estou adorando! Parabéns pelos posts e pela viagem!

Obrigada Barbara

Deixe o seu comentário